Brasileiras X Gringas. O que vestimos melhor que elas?


Meu telefone tocou quase 1hora da manhã. Era a Luiza Garmendia ( minha sobrinha, blogger, publicitária e sócia na Garmendia/Press, entre tantas outras coisas que a vida nos faz compartilhar). "Nana, não concordo com teu post sobre as cuissardes. Acho que você foi muito agressiva, blá blá blá...). Eu, do lado de cá, bem sonolenta, argumento que não retiro nada do que escrevi e que realmente acho as cuissardes adaptáveis ao corpo das mulheres sem coxas fartas e minimalistas. "É minha opinião. Quero dá-la".  Luiza contesta um pouco mais, eu explico mais um pouco e desligamos o fone. Claro que a conversa fomentou a vontade de eu abordar mais o tema. De mostrar que, de maneira alguma, acho as brasileiras sem mão para a moda. Apenas temos características culturais e morfológicas muito diferentes das gringas e isso pode ser usado a nosso favor, ao invés de nos deixar como caricaturas. Não, não aceito ofensas anônimas de quem não curtiu. Quer se pronunciar? Faça como a Lu. Manda nome e telefone e argumente. Nada melhor do que isso para todos crescermos em qualquer assunto que seja. Onde ganhamos delas? Se é o caso de colocar em competição... São tantas coisas, mas eu amo essa foto da Luiza Sobral em Londres. Garota carioca que eu conheci aqui em Paris e acabamos trabalhando juntas já por duas temporadas. Uma maravilha de mulher, como dizem no Brasil. Linda, feliz, sorridente e dona de uma ginga que apenas a brasileira tem. 
Luiza atrai fotógrafos do mundo inteiro quando chega "sambando" em cima de uma sandália incrivelmente alta da Charlotte Olympia. Luiza sabe misturar a moda brasileira com a das gringas, sem descaracterizar nem uma e nem outra. Luiza tem humor e sabe não exagerar. Nem precisa. Já é exuberante.  As gringas, muitas vezes, não. Ela ri realmente. Ela é realmente o que veste. E é assim que a brasileira ganha da gringa. Na ginga. No ziriguidum cadenciado com a boa educação e, principalmente, fazendo de tudo isso algo muito natural. 

Bisous
A+


5 comentários:

Anônimo disse...

vestimos melhor o beachwear, sim ou não? bjss, adorei o tema! Patricia Dias

jufigueiredo disse...

Ana talvez você tenha razão ao falar que as gringas usem melhor uma over the knee,acredito que o clima ajuda bastante a torna esse acessório mais charmoso.Muitos estados brasileiro nem tem inverno,sou nordestina e nem tem como usar uma bota longa.Sim temos muita bossa e sabemos usar como ninguém uma bela estampa combina com o clima tropical do país.

Juliana Figueiredo disse...

Ana talvez tenha razão ao falar que as gringas usem melhor uma over the knee, o clima ajuda a tornar esse acessório mais charmoso.No brasil a maioria dos estados não tem um inverno bem frio.Sou nordestina e sei que não dar pra usar botas tão longas.Sim,temos muita bossa e sabemos valorizar uma estampa.O clima tropical ajuda e muito nesse aspecto. beijos

Madi Muller disse...

No meu trabalho,vejo essas botas direto e só quem fica bem e confortável com elas são as modelos, q têm altura e pernas longas e finas pra usar.Infelizmente, essas botas não são pra todas, pena que muitas de suas adeptas não entendam isso e insistam em usar só pq "está na moda"...Fantasiar-se de moderna é tão triste...Achei o teu comentário sobre as cuissardes 100% apropriado e penso q nós, brasileiras, somos ótimas com jeans e moda praia#sóacho

Leniliz Ornellas disse...

Nem todas as pessoas tem o bom senso de usar apenas o que seja adequado ao seu corpo, e por isto as vezes erram. Por seguirem a modinha do momento. Adorei o post, pois é raro ver alguém dar uma opnião super verdadeira do seu ponto de vista. Sempre existe uma preocupação em relação a opnião dos outros rsrsr. Você arrasouuuu! Super beijo da baiana
www.mulhersuperfashion.com

LinkWithin

Posts relacionados