Inga Savits, Icarius Project, Milan Street style...


Inga Savits é um dos lindos personagens do mundo da moda milanês que conheci em minha temporada Icarius Project+ Ana Clara Garmendia. Ex-modelo, hoje Inga é designer de sapatos incríveis. Quando desfilava em Paris, Inga era queridíssima de Jonh Galliano e Jean Paul Gautier, mas também desfilava para Elie Saab, Giorgio Armani, entre outros. Hoje é figura cool de toda essa cena de moda que inclui modelos, criadores, imprensa e aficionados. Para saber mais da Inga é bem fácil, um Google e muitas imagens dessa linda europeia (ela vem de um dos países do Leste e tem o mesmo biotipo que a Karolina Kurkova. São, inclusive, amigas…). 


Como criadora Inga faz sapatos femininos, mas que não tombam você. O fascínio da ex-top pelo acessório tem uma origem bem particular. Qual modelo nunca foi vítima de sapatos lindos que simplesmente acabam com nossos pés e muitas vezes nos fazem voltar para casa no meio de uma boa festa? No site de Inga (ingasavits.com) conheça sua coleção.
Nas fotos feitas em Milão, Inga usa suas peças com camiseta e robe do Icarius. Para ver a coleção completa do estilista brasileiro acesse Icarius.com
Espero que curtam Inga como eu curti conhecê-la e fotografá-la!
Quem usa Inga? Isabeli Fontana já é cliente! Anota!

Bisous
A+









Milan street style 2013, Icarius project...


De trás para frente. Último shot que eu fiz em Milão para o Icarius Project. Do you like that? 
Tanta coisa para pensar e eu penso em sombras, estampas, imagens que ficam na minha mente sobre esse momento da moda. As questões do mundo são muitas para apenas pensarmos em vestir. O movimento em Milão tem uma fluência natural de elegância, ou quase. Ali a moda é fonte de renda e carta de visita. Vestir-se bem em Milão é cultural, mas é mais um grande business. Fora isso, existe a paixão de todos pelo belo. Pelo que toca nosso coração através de imagens. E é nesse momento que entra um projeto como o do Icarius. Estilista nascido no Brasil, mas com grande parte da carreira desenvolvida aqui na Europa (primeiro na ponte Paris-Bélgica e agora Itália), Icarius tem um olho aberto para a arte. Sua coleção é, praticamente, um manifesto. Estampas derramadas de tintas para mostrar a arte em movimento. Para mostrar que vestir-se pode ser simples. Moda masculina que podemos usar. Tudo é unissex, mas não sem apelo. Não sem alma. Não sem o cuidado de mostrar o belo. Espero que gostem desses editoriais que fizemos durante três alucinantes dias de trabalho onde todos que participaram tinham uma finalidade em comum: o respeito ao trabalho de Icarius e o amor a moda, a liberdade e à arte. 

Enjoy. 


Ao mesmo tempo, nesse caminho entre moda e vida que círculo, tenho outras oportunidades. Como a de fazer fotos de amigos, grande personagens que cruzam o meu andar. É o caso do portrait que fiz do Gabriel Chaim. O original e meu é o colorido. O preto e branco é quando ele interfere e faz o que quer com a minha foto. Duas visões de apaixonados pela fotografia e pela vida.








O Chaim é um fotógrafo que cobre por sua conta e risco a guerra na Síria. Lá vão minhas imagens e sensibilidade para outro ponto da história de nossos tempos. Uma honra poder participar desses movimentos. O Gabriel precisa que mandemos roupas para as crianças que estão sem roupas e sem família na Síria. As informações sobre o SOS estão aqui. Foram transcritas do Face dele. Tem gente enviando, mas precisa mais. Leia e se puder colabore:

S.O.S CRIANÇAS NA SIRIA / S.O.S CHILDREN'S IN SYRIA

Espero que este post solucione as duvidas de muitos sobre como ajudar as crianças na Síria.
Sei que no Brasil, existem crianças precisando, e espero poder ajudar qualquer campanha feita por muitos do que criticam, pois todos tem que dar o primeiro passo, seja no Brasil, ou na Síria.
Uso o facebook para divulgar, pois desconheço outra forma, tendo em vista que a Síria, não é mais do interesse da grande mídia.
Agora o que peço, é respeito, as crianças, respeito as pessoas que querem ajudar, se alguém não esta satisfeito em em ver a campanha, por favor me delete, pois gostaria de conseguir donativos, que sejam sinceros, eu não estou aqui brincando ou atoa!!
Obrigado.

Quem quiser ajudar as crianças desabrigadas na Síria, com roupas de frio, NOVAS OU EM MUITO BOM ESTADO, favor mandar para o endereço na Turquia, ate o dia 30/10/2013
Pais: Turkey
Cidade: Gaziantep
Adress:başpınar 1.organize sanayi bölgesi 5 nolu cadde no:2 CAN UN SAN.TİC.A.Ş
Destinatario: Majad Radwan




O site de Gabriel Chaim, acesse aqui


Bisous
Paris é quase meia-noite
A+


Milan street style 2013...



Snap-shot Milão 2013... É apenas sobre casacos, estampas, cabelos curtos e um oxford. Os sapatos masculinos são as vedetes para as italianas. Nada mais a dizer sobre a moda no momento. Estou faz uma semana na Itália. Vim para integrar um projeto com o estilista brasileiro Icarius de Menezes. Enquanto não publicamos o que fiz para o Icarius Project, vai uma pílula das imagens que passaram por mim no meio da correria de trabalho sobre a new generation milanesa. Olhando a moda com outros olhos e navegando por outras searas. Ha capito?
Baci
Grazie mille 
ACG

Street style Paris SS 2014...

Se do lado de fora, se fala tanto em individualidade, resolvo falar como os vejo no coletivo, em momentos onde todos se parecem iguais, como num dia de Fashion Week. Explico: a turma é grande. Todos querem um espaço na foto. Todos têm uma particularidade. Até os que pensam ser meros transeuntes. Todos pensam que a moda é algo importante. Que ter ido ao desfile foi algo relevante. E foi. Vimos ( quem fomos) uma manifestação de criatividade. O trabalho de uma equipe que levou uma vida para chegar ali. Nada pode ser descartado. Muito menos os personagens e suas carapaças. Na moda fora passarelas é tudo muito diverso. Os longos e esvoaçantes são primordiais. Você usa se tem um bom corpo e sobretudo se gosta e sabe usar. 



 Você tira os seus personagens para fora de casa. E eles se tornam parte da Paris Fashion Week. Aqui é pura fantasia. Mais fácil entender os movimentos. Menos fúteis também.


A moda de ser excêntrico é, talvez, mais justa do que a grifomania. Sem traumas ou complexos você pode exercer sua vontade de ser exagerada. Aqui o custo não é imposto. Aqui você não sofre se não puder comprar. Cool.


Mas você pode também curtir a grife com toques precisos. Amo a Kenzomania quando a vejo em pequenos detalhes. Aqui o cabelo que não é perfeitamente cortado. As pulseiras maiores e prateadas, os óculos transparentes e o pied-poule. Anota e não esquece.

Bisous
A+

Louis Vuitton SS14... Marc Jacobs...


Fim de uma era na Louis Vuitton. Encerramos a Paris Fashion Week com o fato deixando de ser boato: Marc Jacobs deixa a maison, depois de 16 anos no comando da direção artística. Foi triste ver essa despedida. Chorei logo ao ver essa primeira image entrar. A prisão total no luxo. O delírio, a obscenidade e o castigo.




 O relógio marcava 10h e, como de hábito ( todo mundo sabe que depois que Anna Wintour ficou furiosa com uma atraso de desfile de MJ em NY ele nunca mais deixou passar 1 min do horário escrito no convite, não?) começou o show. Era uma retrospectiva de grandes desfiles já feitos no Carré du Louvre:  o carrossel, a fonte, as escadas, o hotel. Tudo isso sem Kate Moss para fechar e com Marc se despedindo. Segundo li, Marc declarou que, quando criou a coleção e o desfile, ele não sabia que iria sair. Não sei se creio. Mas como se trata de um grande criador, pode ser sim. 





A coleção verão 2014 homenageia grandes mulheres da vida dele ( Madonna, entre elas). Tudo preto, exceto duas ou três calças jeans délavé. Rendas, pedras, brilhos, pompons...
Poucas bolsas. 



Um relógio voltando no tempo. Com o passar dos minutos, ele retrocedia. Eu me arrepiava com a música e o excesso de conexão com a realidade daquelas roupas luxuosas. Marc é um gênio aprisionado (por isso escolhi essa imagem entre tantas que fiz e não tenho forças para postar). 




Sua era acaba com um grande exemplo de como ninguém é Superman. Somos humanos, erramos, cansamos e nos expomos mais do que devemos. Mas no business essa exposição tem que ser cuidada, amaciada, sem falhas. Caso contrário, a cabeça do rei é cortada, principalmente aqui na França. Até Maria Antonieta teve seu pescoço na praça. Exageros não cabem no mundo francês. Por isso, a sobriedade de hoje encerra como um lindo filme que acabou na obscuridade. 
Um sonho negro. Dark paradise devia viver Marc Jacobs. Ou não.
O tempo não parou e nem voltou para trás, apesar da fantasia do desfile ter feito essa mágica. A viagem Vuitton continua. Próxima parada? Parece que no universo criativo de Nicolas Guesquiére. Um francês no posto. Vuitton aposta em alguém que, até agora, não deu problemas de gênio, drogas, escandâlos. O mundo pede discrição. Não é momento para exageros. Nem no fantástico mundo do luxo, nem no absoluto reinado de anos de Jacobs. 










Au revoir mon chére que a vida te deixe sempre perto dos nossos olhos. Queremos mais da tua genialidade, esteja ela onde estiver.

Bisous
Volto com mais força.
Hora de descanso.
Tem galerias de street na www.vogue.globo.com
Bisous
A+

LinkWithin

Posts relacionados