Paris prêt-à-porter fall-winter 2013...Olivia Palermo, Rochas, Vogue Brasil...

blog
Post muito de passagem por aqui para avisar que estarei no site da Vogue Brasil e também em outros lugares que depois vou divulgando. Adoraria sentar aqui em frente ao computador e contar absolutamente tudo que me aconteceu de ontem para hoje, mas não rola. Primeiro, por não ter tempo. Depois por ter privacidade. A moda não tem limites quando o assunto é esse. Mas eu como jornalista tenho. E como pessoa? Muito mais! So... Vamos continuar na moda bem ligeira, de rua. Peles. Cores neutras, mas também fortes. Falo mais na Vogue. Daqui a pouco o post entra no ar. 


pijama
 Muitos pijamas nas ruas, nas lojas e nas passarelas. Uma moda que nem bem partiu e voltou. Rola uma preguiça, é isso? Certeza que sim. Rola também um total orientalismo. Bem claro para quem vê por onde escoa o dinheiro. Mas bonito de usar. Também quero a minha cota quimono!!!! Imagem do desfile da Rochas. Maximal total, intimista em alguns momentos e também louvando grandes mestres como Dior e seu New Look, anos 50. Gosto quando vejo mais vezes. A marca cresce. Tem Anna Wintour presente. Tudo ganha peso com seu apadrinhamento. 



 Aqui é minha casa. O vinho termina para as minhas produtoras, assistentes e também amadas sobrinhas. Elas cansam. Eu continuo ainda mais um pouco. Minha taça é a da abelha rainha. Formiga? Quem sabe!! Aqui tudo se constroi!! Preciso falar. Em 2006, éramos como 10 fotógrafos de street style. Hoje são 200. Pergunta que eu e quem começou fizemos e concluímos hoje. A culpa? É do separatismo. Americanos não falam com brasileiros que não tem voz com europeus e assim se sucede. Pena. Desenvolvo depois esse assunto. Grave!!!!



Linda Olivia Palermo para salvar o case de famosas. Foi apenas ela hoje. Não precisa mais. Não temos tempo para frescuras. Apenas para gente de verdade que ama moda e gosta, claro, de produção. Mas o respeito ainda continua fundamental. Estamos todos juntos. Essa é a palavra-chave. Deve valer como regra daqui pra frente. Não cabe todo mundo na mesma foto. Ponto!!!! Roda!!! Pijamas. Amanhã tem mais. Excuse-moi pela piração. Merecido descanso. Acompanhe meus posts. Amanha linko minhas colaborações. 
Bisous
Saudades
<3 font="">
Ana 

Fashion Week fall-winter 13/14...

PFX13
Amanhã começa a Paris Fashion Week. Serão oito dias de correria. Os desfiles mais importantes realmente dão a largada na quarta-feira com Dries van Noten, às 15 horas, mas a ordem é: não se deve fazer pouco caso dos outros. Eu vou ver Vacarello, antes, terça, 18hs. Tenho curiosidade de conhecer de perto seu trabalho. Assim como vou tentar em todas as minhas coberturas como jornalista e fotógrafa free-lancer buscar novas imagens, diferentes ou mesmos personagens com leituras mais naturais, se possível for. É um compromisso de campanha (hehehe). Um desafio, em tempos de tantas encenações. Amei essa foto quando mergulhei nos arquivos de janeiro para fazer esse post. A meta é mais ou menos nesse caminho. Naturalidade no fashionismo. É procurar moda boa onde ela se encontra.  Nunca sermos manipulados. Compliquei...

post2013
Acho que não! O que funciona e parece bom a gente reconhece. 
Louvemos (gosto hoje dessa palavra) a roupa que funciona, enfeita, agasalha e passa um recado de criação, ok? Sobre a Milano Fashion Week-que eu não fui, mas espiei muito- também não posso deixar passar o que mais gostei: Roberto Cavalli. Em Londres: Burberry Prorsum. Os dois em batidas parecidas. Artesanato de outros séculos. Bom. Tim Blanks do Style.com fala bem melhor que eu em suas resenhas. Ele foi aos shows, mas eu como não sou boba sei reconhecer imagens.  Volto logo aqui e no site da Vogue Brasil. Mais uma cobertura simultânea. Dessa vez no Cafofo 3 ( minha nova casa em Paris, rive gauche) e com três assistentes!!!! Luxo puro...Afff! Meus pupilos perto de mim. Amo. As meninas Luiza e Amanda estão fazendo um giro pelas expos de moda em cidades perto de Paris e depois vão postar aqui! Robson mergulha nos labirintos, antes de se conectar com a equipe.


O som que eu não consigo tirar da cabeça...Lou Doillon. Filha da grande Jane Birkin. Muito bom. Love love love. 




Baby, 
Bonne nuit
A+
Paris 1°C
A saudade aperta, mas a gente continua a fazer o que ama e logo chega a hora. E é agora! 2,1....

Street style... Prada, Louis Vuitton, Stella McCartney, Suzy Menkes...

blogpelesparis
O assunto é polêmico sempre, mas eu não posso parar pela metade do caminho, sem tentar explicar o que vejo por aqui, ainda mais depois da apresentação da Prada, ontem em Milão. Miuccia Prada que, certa vez chegou a se comprometer com o Peta de não mais fazer peles em suas coleções, colocou muitas em seu desfile inverno 13/14. Mas isso faz alguns anos e a crise é séria e as mulheres amam peles, algumas...Houve uma manifestação na passarela, mas também isso não é novo. 
O desfile tem grandes momentos e faz uma viagem no tempo. Voltamos aos cabelos molhados dos anos 80. Quem usou New Wave??? Eu muito!!! mas também tem um avant guerra e um depois, com referências de muitas décadas. É para decifrar com calma. Busque as imagens no site Style.com
Ponto. Nas ruas de Paris, as peles estão por tudo e em mulheres de todas as idades. 

blogpeles2

Vamos combinar que pelos ou peles conferem um certo charme.
Mas eu particularmente vejo também um certo peso nessas peças. Uma opulência que esteja sim talvez na hora de acabar. Existem muitos outros materiais a serem usados. Vide as coleções lindas da Stella McCartney. Essa sim uma cumpridora de metas com o planeta. 


Blogpelesparis3
Mas além das peles, vejo muita gente com casacos super interessantes, coloridos em lindos tecidos. Eu amo isso. É uma questão de gosto, escolha, consciência, enfim um monte de fatores que compõe a consciência de cada consumidor. Bem, é isso. Terça-feira o Circo Fashion como diz Suzy Menkes, desembarca aqui e eu vou para o front. Sobre a info que eu dei do desfile da Louis Vuitton fui investigar ( amo! Todo jornalista de verdade tem um Sherlock Holmes dentro de si...). Ainda vai ser no Carré du Louvre. Os canteiros estão em obras. 

Paris 0°C
Bisous
A+

blogparisfashionweekcouture
São 21H50 min de uma noite de sábado em Paris. Hoje esquentou um pouco, depois de três duras semanas de frio e quase nada de sol. A alta-costura se foi, passamos por NYC ( vimos um show de Alexander Wang e a preguiça e volta os pijamas bem chics de Marc Jacobs, entre outros), estamos em Londres e daqui alguns dias a caravana chega passa por Milano e chega por aqui para a rodada mais importante da temporada inverno 2013. Mas uma coisa a gente sabe: muita parcimônia numa época de crise de tudo. Nas ruas, os luxo, aqui no caso de uma porta de desfile de Elie Saab, é mais contido. Tudo parece ser mais controlado. Como no tabuleiro de xadrez que um dia Alexander McQueen compôs historicamente ( quem lembra desse desfile????) e no ano passado Marc Jacobs propôs de maneira mais contida no prêt-à-porter da Louis Vuitton naquele que deve ter sido o ultimo desfile feito no Carré do Louvre. Esqueci de contar que, no dia que fomos ao desfile da LV, depois tive uma conversa com um dos garçons que atendem num dos bares que ficam na volta de onde as apresentações acontecem faz alguns anos. Segundo ele, de tanto montar estruturas imensas, o chão do Louvre começa a dar problemas de estrututras e não teremos mais apresentações ali. Vamos ver nos dias que se seguem. 
Bem, quanto à roupa da foto. Tudo composto em preto e branco. Como num tabuleiro onde nada é quadrado, mas tem uma simetria. O sapato branco? Quebra paradigmas e me faz pensar que não temos nenhum comando.  O que coordena tudo é a economia. A moda segue dois caminhos então: o das linhas retas, discrição, minimalismo, alfaitaria e um luxo escondido e ... Falo mais abaixo...


charlotte
Falo agora. Então, nas vitrines da Colette, o outro lado da moeda. O salto de poodle da Charlotte Olympia. A moda debochando de si. Adoro essa ousadia. Seu cachorro a seus pés. É assim o outro lado da moeda mesmo. Uns muito chiques e outros virando um deboche de si mesmo. E pagando por essa onda! Voltamos ao Kitsch, mais até que isso, ao cafona mesmo. 



ratinhosrepetto
Mas temos humor!!!! Como os ratinhos dançantes nas vitrines da nova Repetto da Saint-Honoré. Como quem vive em Paris sabe que ratos aqui fazem parte da cena nada mais divertido do que vê-los de tutu. 


flores
Fechando o post com um toque de turista.  Sempre gosto de passear pelo centro de Paris. Sempre flores em dia de sol. Inspira-me que eu te inspirarei também. A lei aqui é essa. Para quem é de poesia, claro...

A+

Street style Paris 2013... Bernard Arnault, LVMH, John, Galliano, Moynat, Oscar de la Renta, NYC Thom Browne...

parisruas3
E hoje como alguém que tenta redescobrir a moda por dentro da cidade fria e finalmente com sol, depois de dias de neve, chuvas e sombras, me enveredei por alguns cantos do 1° arrondissement de Paris. Encontrei fashionistas, mas de qualquer forma é uma moda menos formal, menos arrumada, mais rua mesmo. Roupas e estilos que o povo faz para bater, trabalhar, ir à luta. Ia falar sobre outra coisa, sempre corre um pensamento paralelo, mas enfim, não vou fugir do assunto principal aqui que é a moda como ela é. O que rola nas ruas de verdade. O que pega, o que sai e o que não vai sair nunca.  E ao cruzar a rua para fazer a foto abaixo, vi essa moça sentada e fiz um snap-shot. Duas imagens para escolher essa que foi a primeira. Bingo para o camuflado, para os cabelos desarrumados e crespos que Marc by Marc Jacobs mostrou ontem em NYC e também para as calças justas e as botinhas de apache cinza. Essas são guerreiras. É um look vencedor. Assim como o batom vermelho, para quem tem estilo e boca para usar. 


parisruas1
E tem cinza e spikes por todos os lados. Fiquei hipnotizada por esses sapatos. Embora eles não sejam de maneira alguma novos para mim, eles exercem um poder. Assim como a forma ligeira que ela se deslocava com eles. No meio da caminhada, percebi as calças saroel, sim elas também insistem. E eu também acabo por achar muito, mas muito bacana. Sorry boys, mas para gente funciona. E os gorros de lã são tão vencedores ( a palavra é essa hoje, ok? ) quanto os chapéus 70's. Eu não tiro os meus e vejo muitos de muitas formas. Louca por um de gatinho da maison Michel que vende na loja debaixo da minha casa. Mas 700 euros não vai rolar e também eu não teria coragem de usar. Vou fotografar para mostrar. É um show!!! Minha mãe acha que estou louca por amar! 


Parisruas
Mas tem o outro lado da moeda. As meninas com caras comportadas, cabelos vermelhos ( ainda e sempre meio rebeldes aqui em Paris, porquê a parisienne não curte nada muito certinho e nem exagerado, exceto as damas de cabarés, as estrelas de cinema que ganham a vida como pin-ups, mas essas hoje são poucas!!!!) e um toque de pele falsa ou não... Não sei. 


parisruas4
Apenas sei que a nova bolsa que o povo vai se grudar são das da Moynat. A marca é a menina dos olhos de seu dono Bernarnd Arnault, patrão do grupo LVMH. A Moynat também tem anos de historia e foi resgatada por Arnault como investimento pessoal. A loja fica na Saint-Honoré e vale entrar e conhecer. Na parte de cima tem uma especie de museu, onde a gente entende como tudo começou. Eram malas para serem carregadas em carros. Tem mais explicação em inglês. Wikipédia, ok? Link aqui. Os preços das bolsas se assemelham a uma Goyard ou Vuitton, com a diferença de serem mais discretas. É o tal do luxo escondido, luxe caché, que tanto os franceses amam. 


Da semana de moda de NYC eu pesco esse vídeo de Thom Browne, não por gostar, mas por achar que as fórmulas emplacadas por Alexander McQueen 
( que não vai fazer desfile na semana de moda de Paris) e Rei Kawakubo continuam a agradar a imprensa. De bacana, apenas o teatro. Mas cansa também...





É isso.
Quem viu as imagens de Oscar de la Renta com a participação anunciada das mãos de John Galliano? 
De tudo, duas imagens me dão a certeza da forte presença de Galliano na marca, ainda que ele fique reduzido ao backstage:





Quem viu durante anos os desfiles da Dior sob o comando do inglês, reconhece o traço. Voilà. Ele começa a voltar, exatamente dois anos depois de um escândalo sem precedentes na nossa moda. Timidamente, mas seu toque é indiscutivelmente único. 
Bisous
Bonne nuit
Paris 0°C




London real street style 2013...Harrods, Prada...

bloglondon1

Em plena semana de moda de NYC deixo para fazer meus posts sobre os desfiles no meu Facebook e guardo o blog para o street real que fiz nos dias que passei semana passada, em Londres. Fui em dias de muito vento e frio, então é meio que normal ver as pessoas vestidas quase iguais e com muito preto, mesmo assim sempre tem algo no ar que aponta por alguma direção. E a direção que vejo é de uma total desconexão das pessoas umas com as outras. Todos estão no virtual. Uma mudança marcante. Lembro bem que, em março de 2011, estive com amigos na cidade e me chamou a atenção como era feio pegar em um telefone na frente de outras pessoas em algum restaurante ou bar de Londres. Agora não. Claro que a Inglaterra inventou a internet e isso deveria ser normal, mas acho que passa um pouco da conta. Sobre a moda no frio, coletes de pele, muito preto e muitas mangas de couro mescladas....


london7
Continuam as bikers e também entram cores novas como purpura ( nas coleções de NYC como na de Diane von Furstenberg tem!!!). As bolsas voltam a ser carregadas no antebraço e passam a ser um pouco maiores. Rolam tranças nos cabelos e muitos spikers em toques em roupas, sapatos, etc...Uma moda que não passa, pois nas novas coleções como da Prada, têm sapatos cheios deles!!!


bloglondon7
Voltando às bolsas. Os modelos clássicos e nem tão caros ( como essa Damier da Louis Vuitton) é bem visto por aqui. Tempos de crise. Nem todo mundo tem para pagar a Birkin da primeira foto!!!!

bloglondon6
E uma coisa realmente me chamou a atenção em Londres. A passividade da manifestação contra a venda de produtos com pele feita nas portas da Harrods. A foto fala tudo. É assim que tem que ser. Respeito a quem usa.
 Afinal usar pele não é considerado pela lei um crime, então as pessoas não podem ser agredidas e nem autuadas... Quem quer assinar o abaixo-assinado assina. Quem não quer, usa suas peles e pronto. Isso é liberdade de expressão. Se o mundo tem seus retrocessos por um lado, avança por outros. Menos mal. 


bloglondon5
Mais sobre as cores do ano: verde...Continuando com as bolsas: tanta Chanel que até cansa ( se é que uma bolsa da Chanel pode cansar...). Na verdade são lindas, mas é tanta que acaba por perder o glamour de quando eram mais raras e menos caras!  


Os boys reais...


bloglondon
Amo a jaqueta e as lunettes ( óculos em francês)...


bloglondon3
 E os ternos reais são nem tão largos e nem justos. Tem um toque de modernidade no cabelo. Tudo sem exageros. Os metrossexuais se mandaram das ruas e andam mais pelas portas de desfiles...

bloglondon4
Pude ver a cor-chave do ano no quadro de Yves Klein no Tate Modern e logo depois nas ruas e nas vitrines de muitas lojas e também nos desfiles de NYC. Eu tenho meu gorro e uma capa! E tenho na minha wish list um tênis também. O bom da Europa agora são os finais de liquidação. As lojas ainda estão abarrotadas de roupas bacanas. Até amanhã aqui na França ainda tem soldes. Depois sempre se encontra em algum canto da loja o que sobrou. E sobrou muito. Segundo dados oficiais divulgados na imprensa francesa: a liquidação de 2013 vendeu 20% que as de 2012. É um fato forte e indicador que o ano tem seus grandes desafios para a industria têxtil. É muito lindo ver as it-girls luxuosas em roupas incríveis, mas a realidade é um pouco diferente. O luxo se faz cada vez mais para uma minoria. O resto é correr em busca de um estilo bacana que tenha toques de conexão com as grandes criações. 

Bem....

london9
Mas sempre onde tem uma oriental, tem uma sacola de grife. Voilà! A bola da vez é deles! E isso sustenta o mercado? A pesquisar. 

O som que eu amo agora! 



Gros bisous
A+
Volto logo com posts de Paris...

Solte sua serpente! O ano é dela !!! Gazeta do Povo, Viver Bem, Calvin Klein, Lara Stone, Rhye...





BLOGSERPENTE4

Cores como rosa e vermelho juntas. Perceba o equilíbrio de nuances. Suavidade. Faça das flores uma aliada para arranjos de cabelo. Os vestidos com flores aplicadas são muito agora! Podem ser de tecidos bem delicados, mas também em texturas mais armadas.


Passadas as festas de fim de ano de nossas crenças ocidentais, chegamos ao novo ano Chinês! Casualmente em Londres essa semana dei uma passada na Harrods, uma das lojas de departamento voltada a produtos de luxo mais importantes do mundo. Na terra da rainha tudo é majestoso. Com as vitrines dedicadas à chegada do ano novo chinês, faço a coluna de hoje. Recado? O ano é de coisas boas, pois a serpente é um animal sagrado para os chineses. Podemos contar com refinamento, com sorte, mas também temos que nos cuidar com o imprevisível. Na moda, um pouco de inspiração: use cobras em anéis, dizem que elas nos defendem de ataques. Eu tenho um comprado em uma feira de rua aqui em Londres que não tiro do dedo! Amo! O anel tem que estar sempre com a  boca da serpente para fora. Proteção. Superstições? Pode ser! Mas rola a gente brincar com todo essa simbologia e colocar os lindos arranjos nos cabelos que eu vi nas vitrines, vale usar cores quentes, valem flores, franjas e muita roupa com toques de trajes orientais, ok?




 BLOGSERPENTE3



As penas coloridas são lindas para enfeitar sua cabeça e super bacanas para brincos e colares. Sobre colares: continuam as peças com grandes pedras coloridas. A maquiagem também traz cores alegres como rosa, amarelo, verde. Faça o teste em casa e misture com uma roupa bem feminina, como um vestido tomara-que-caia de comprimento médio. Pense nos anos 50. Faça o novo vintage. 




BLOGSERPENTE1


Esse vestido é o tipo de peça que qualquer mulher pode usar, pelo menos, durante uns 30 anos de vida. Pense em adquirir um modelo longo assim para festas e ocasiões em que você quer se sentir realmente bem “ em sua pele”.



BLOGSERPENTE


A camélia grande em tons de preto e azul com os galhos brancos é para você arrasar no papel de gueixa que sabe o que quer. Se tiver coragem, ainda faça os olhos puxados, riscados como Amy Winehouse fazia! Brinque com a serpente que existe em você!



Para cima!!!


Cores como amarelo, vermelho, laranja e azul.
Saltos bem grossos.
Tecidos brocados.
Calças harém.


Para baixo!

Roupas muito justas.
Meias-calças coloridas.
Unhas verdes menta.


Aproveitando a publicação de hoje no jornal Gazeta do Povo, replico a matéria ( sem cortes de edição, jornal tem limitações!!!Internet viva não!!) para comemorarmos o ano da serpente!
 Esse material originalmente foi publicado no link aqui

Um som????



Um video? 



Beijos! 
Paris 0°C




LinkWithin

Posts relacionados