Street style Paris 2013... Bernard Arnault, LVMH, John, Galliano, Moynat, Oscar de la Renta, NYC Thom Browne...

parisruas3
E hoje como alguém que tenta redescobrir a moda por dentro da cidade fria e finalmente com sol, depois de dias de neve, chuvas e sombras, me enveredei por alguns cantos do 1° arrondissement de Paris. Encontrei fashionistas, mas de qualquer forma é uma moda menos formal, menos arrumada, mais rua mesmo. Roupas e estilos que o povo faz para bater, trabalhar, ir à luta. Ia falar sobre outra coisa, sempre corre um pensamento paralelo, mas enfim, não vou fugir do assunto principal aqui que é a moda como ela é. O que rola nas ruas de verdade. O que pega, o que sai e o que não vai sair nunca.  E ao cruzar a rua para fazer a foto abaixo, vi essa moça sentada e fiz um snap-shot. Duas imagens para escolher essa que foi a primeira. Bingo para o camuflado, para os cabelos desarrumados e crespos que Marc by Marc Jacobs mostrou ontem em NYC e também para as calças justas e as botinhas de apache cinza. Essas são guerreiras. É um look vencedor. Assim como o batom vermelho, para quem tem estilo e boca para usar. 


parisruas1
E tem cinza e spikes por todos os lados. Fiquei hipnotizada por esses sapatos. Embora eles não sejam de maneira alguma novos para mim, eles exercem um poder. Assim como a forma ligeira que ela se deslocava com eles. No meio da caminhada, percebi as calças saroel, sim elas também insistem. E eu também acabo por achar muito, mas muito bacana. Sorry boys, mas para gente funciona. E os gorros de lã são tão vencedores ( a palavra é essa hoje, ok? ) quanto os chapéus 70's. Eu não tiro os meus e vejo muitos de muitas formas. Louca por um de gatinho da maison Michel que vende na loja debaixo da minha casa. Mas 700 euros não vai rolar e também eu não teria coragem de usar. Vou fotografar para mostrar. É um show!!! Minha mãe acha que estou louca por amar! 


Parisruas
Mas tem o outro lado da moeda. As meninas com caras comportadas, cabelos vermelhos ( ainda e sempre meio rebeldes aqui em Paris, porquê a parisienne não curte nada muito certinho e nem exagerado, exceto as damas de cabarés, as estrelas de cinema que ganham a vida como pin-ups, mas essas hoje são poucas!!!!) e um toque de pele falsa ou não... Não sei. 


parisruas4
Apenas sei que a nova bolsa que o povo vai se grudar são das da Moynat. A marca é a menina dos olhos de seu dono Bernarnd Arnault, patrão do grupo LVMH. A Moynat também tem anos de historia e foi resgatada por Arnault como investimento pessoal. A loja fica na Saint-Honoré e vale entrar e conhecer. Na parte de cima tem uma especie de museu, onde a gente entende como tudo começou. Eram malas para serem carregadas em carros. Tem mais explicação em inglês. Wikipédia, ok? Link aqui. Os preços das bolsas se assemelham a uma Goyard ou Vuitton, com a diferença de serem mais discretas. É o tal do luxo escondido, luxe caché, que tanto os franceses amam. 


Da semana de moda de NYC eu pesco esse vídeo de Thom Browne, não por gostar, mas por achar que as fórmulas emplacadas por Alexander McQueen 
( que não vai fazer desfile na semana de moda de Paris) e Rei Kawakubo continuam a agradar a imprensa. De bacana, apenas o teatro. Mas cansa também...





É isso.
Quem viu as imagens de Oscar de la Renta com a participação anunciada das mãos de John Galliano? 
De tudo, duas imagens me dão a certeza da forte presença de Galliano na marca, ainda que ele fique reduzido ao backstage:





Quem viu durante anos os desfiles da Dior sob o comando do inglês, reconhece o traço. Voilà. Ele começa a voltar, exatamente dois anos depois de um escândalo sem precedentes na nossa moda. Timidamente, mas seu toque é indiscutivelmente único. 
Bisous
Bonne nuit
Paris 0°C




2 comentários:

KINHA disse...

Olá Ana Clara

Adorei ver o street style francês.
Amanhã post super especial, espero vc.

AMIGA da MODA by Kinha

KINHA disse...

Olá Ana Clara

Adorei ver o street style francês.
Amanhã post super especial, espero vc.

AMIGA da MODA by Kinha

LinkWithin

Posts relacionados