Couture Paris verão 2012... Elie Saab, Jean Paul Gaultier, Amy Winehouse...

verde
Terminada a Couture Paris verãõ 2012...
Meu texto com fotos exclusivas para o site da Vogue Brasil começa assim...




"Batalha de estilos no último dia de Couture em Paris. Logo cedo, no Grand Palais, um dois locais preferidos da temporada, entraram em cena as libanesas que foram ver o desfile daquele que é quase um deus em seu país, o estilista Elie Saab. Mas, em dia dele tem de tudo. Desde as tradicionais herdeiras de fortunas orientais, com suas peles verdadeiras, joias e muitos brilhos, e as francesas e it-girls russas..."


Continue acessando a VOGUE 


Bisous
A+

Alice Dellal, Chanel couture verão 2012, Vogue Brasil...

No ar minha coluna de streetstyle no site da Vogue Brasil. A musa é Alice Dellal. Entende a pegada de agora no link aqui:
Streetstyle day 2
Amanhã e depois sucessivamente vou despejando aqui o que vivi intensamente nesses dias...


Paris é linda e inspiradora sempre. Com ou sem chuva. Com ou sem couture. Com ou sem deslumbres.


Bisous
A+

Anna Dello Russo, Paris alta-costura verão 2012...

ANNA
Um snap-shot de Anna Dello Russo na porta do desfile da Dior, anteontem. Tem mais no site daVogue Brasil, onde estou hospedada com meus posts essa semana. 
Hoje é o último dia de couture por aqui. 
Depois com calma vou contar e mostrar minhas historias vividas no meio da correria e da chuva!
Bisous
A+
Acessa a Vogue aqui: Streetstyle Paris.


A snapshot of Anna Dello Russo arriving at Dior’s show, the day before yesterday. There’s more at Vogue Brazil website, where I’ve being posting this week. Today is the last day of couture around here. Later and with more calm I’ll tell and show all the stories I’ve experienced mid the rain and the rush!
Kisses.
See more at Vogue : Streetstyle Paris

Translation by Juliana Cintra Mercadante

Chanel alta-costura verão 2012... Karlie Kloss...

KarlieKlosschanel

Embarcamos hoje cedo em uma viagem pelo azul do céu Chanel em uma pequena sala do Grand Palais de Paris. Solto uma foto de Karlie Kloss na boca de cena, logo em frente onde eu e Bruno Astuto ( meu companheiro de Vogue Brasil) estávamos sentados. A decoração era um avião.  A coleção viajou por muitos tons de azul e eu vou mostrar mais depois, ok?
É apenas uma pílula para matar a vontade de compartilhar. 
Tem fotos no meu Instagram e Facebook: @anagarmendia  e Ana Clara Garmendia...
Bisous
O céu de Paris não está azul!! Frio 7°C..
A+



Early this morning we got on board on a trip through Chanel’s blue sky in a small room at Paris’ Grand Palais. Here a Karlie Kloss’ picture at the apron of the stage, right in front of where me and Bruno Astuto (my pal at Vogue Brazil) were seated. The décor was an airplane. The collection travelled throughout many hues of blue and I’ll show it later, ok?
It’s only a pill to end the craving of sharing it.
There’s pictures at my Instagram and Facebook: @anagarmendia and Ana Clara Garmendia…
Kisses
Paris’ sky is not blue!!! Cold 7°C





Leia a coluna de streetstyle na Vogue Brasil On-line linkando aqui


Read my streetstyle column at Vogue Brasil.





Translation by Juliana Cintra Mercadante

Couture Paris Verão 2012...Versace, Dior...

blog
Daqui a pouco entra na Vogue Brasil a minha coluna de streetstyle sobre a semana de alta-costura verão 2012...
Um dia lindo e estrelado por aqui. Frio, ventoso e cheio de gente famosa para misturar com o povo da moda. Resultado? Bom de ver!!! Inspirações gostosas que ajudam a gente entender o complicado momento de crise da Europa. Amanhã cedo tem Chanel. Pequeno desfile no Grand Palais. Tenho meu convite e também para Givenchy. Vou contando aqui e ali. Aff!!!!!
Bisous



In a little while my streetstyle column at Vogue Brazil about the Summer 2012 Haute Couture fashion week is in. A gorgeous and starry night around here. Cold, windy and crowded of famous people in a mix with the fashion people. The result? Good to watch!!! Delicious inspirations that help us to understand this tricky moment of crisis in Europe. Tomorrow morning we have Chanel. A small show at Grand Palais. I have my invitation and also to Givenchy’s. I’ll tell it all here and there. Afff!!!!
Kisses.
Paris 7°C…




A+
Paris 7°C...





Translation by Juliana Cintra Mercadante

Anja Rubik, Dior Homme, Karl Lagerfeld, menswear inverno 2012-2013...

blog21



E terminou a semana de moda masculina inverno 2012/13. Tudo passa tão rápido que quase não sobra tempo de postar. É rápido, mas intenso. Os dias foram sombrios, as atitudes ternas. A moda masculina não tem uma linearidade, mas algumas verdades e muitas tendências. Vou enumerar algumas bem fortes como: ninguém penteia o cabelo. Quase ninguém. Nem homem e nem mulheres. Os tecidos variam muito entre lãs de alfaiataria e tricô. O couro aparece por tudo, principalmente em detalhes nas golas e mangas. 

blog16
Os meninos continuam a usar capuz. Eles são moletons soltos. Podem vir em sobreposições. 


blog15
A paleta de cores é variada. As cores predominantes são verde, vermelho...


blog14
Cinza, preto... Os shapes vão desde o largo até o justo. Eles usam bermudas com ceroulas por baixo e fica bom...


blog13



Dentro da Dior Homme, encontro Sebastian, braço-direito de Karl Lagerfeld. Lindo, cabeludo e descabelado propositalmente. É a onda francesa...


KarlLagerfeld


Karl se mantém fiel a um estilo icônico e parece enganar o tempo mesmo. Aqui tudo parou, menos a sua voracidade em fazer desfiles e coleções variadas. Depois de amanhã tem show de alta-costura no Grand Palais. Eu vou!!! Apenas dois convites para imprensa brasileira. Tenho o meu em mãos. Número cabalístico: 1A. 





blog20
Mas o que mais me fascina nessas semanas de moda são os olhares que vem junto com a moda.  E claro, todas as ideias que chegam com o conjunto de imagens que se sobrepõem sem cessar...Cabelos coloridos? Ainda e muitos!!!


blog12
Cruzo com Anja Rubik e ela me ensina mais uma vez como o uniforme calça de couro, blazer e camiseta branca é realmente infalìvel. Claro que nela tudo é perfeição. Até o chapéu que elas ainda usam muito...


blog11


      Apesar de existir a onda gorro de lã super forte...Assim como as calças coloridas. As de agora são mais largas...



blog10

 E existe o inacabado. O destruído pensado. O cinza absoluto.


blog22

E as golas armadas... Foco nelas...

blog9

E um bom contraste de estilos. Do clássico ao grunge. Tudo renovado. 

blog8



E eles continuam a dobrar a barra das calças. E eles combinam a cor do sapato com a jaqueta...

blog7
E eles usam bolsas lindas super masculinas...


blog6
E elas fazem o contraponto e mostram que usar roupa masculina pode ser bem divertido e chique...


blog5

 E Tommy Ton e seu amigo escudeiro usam camuflado. 


blog4
E assim é. Tudo diversificado, divertido, irreverente, adorável...


blog3

E de novo o cinza. Em pantalonas...

blog2
Ou calças justas com snakers...



blog17

E assim rolou a semana. Tudo junto, colorido, misturado, uma grande bateria de ideias para gente absorver aos poucos...

blog1
Por que o futuro da moda está traçado e ele vai nos trazer de volta para alguns desses pontos. Tudo é memória e renovação. 
Lindo não????
Amanhã começa a alta-costura e eu vou ter coluna na Vogue on-line todos os dias...
Mas sempre passo por aqui.
Bonne nuit
Paris 8°C.
A+



Andrej Pejic, Dries van Noten, Jean Paul Gaultier, menswear hiver 2012/2013...

JPG

Se o mundo tem crise, Jean Paul Gaultier combate com suas velhas e inovadoras fórmulas. É paradoxal dizer isso, mas é que o estilista francês é um vanguardista de tamanha envergadura que, mesmo depois de 30 anos de carreira, as imagens protagonizadas em seus desfiles sempre trazem um sopro de modernidade. É assim mesmo. O macho forte, desejado, sem roupa e o...

AndrejPejic

O macho que é fêmea. Andre Pejic é quem confunde. Faz os dois papéis. A sociedade é assim e é dessa forma que JPG enfrenta o mercado: com a verdade. Em seu inverno 2012/13 nada de inventar, apenas repetir os músculos, as saias plissadas, as estampas de tatuagens de dragão, os camuflados, enfim tudo o que sempre funcionou. Não é tempo de arriscar nada e sim de continuar a vender o que é desejo de consumo em alguma parte do mundo ou em muitas, por uma ou diversas tribos...


JPG2

Eu sempre curto ir até a maison Gaultier. Tem um clima de casa. Tem um ar de elegância em meio a tanta ousadia. Tem uma normalidade dentre os looks mais ousados. Nada pode ser usado ali? Claro que sim. 

JPG5


Os blazeres em veludo ( uma das grandes voltas desse e do próximo ano) com estampa em alto relevo trazem classe a um homem despojado, despreocupado com a questão sexualidade. 


JPG6



Para Jean Paul Gaultier não é questão de ser hetero, gay ou simpatizante, é apenas um business, então a roupa funciona de diferentes formas. Como? Tirando as peças do contexto desfile e isolando-as. As saias podem não fazer sua cabeça, mas as camisetas são lindas. Vão bem em qualquer momento. Quando justas, dão a impressão de braços tatuados. Cool.

JPG7

Assim como essas calças estampadas ( a gente tem que ter uma!!!!) para usar com coturno, clássicos da nossa moda faz tempo...




No Dries van Noten...

Dries1
Adorável surpresa o fim do dia de ontem no Grand Palais de Paris. Artistas pintavam ao vivo o cenário do desfile. Enquanto a gente esperava, drinks com Absinto para esquentar. É meio que uma marca registrada das semanas de moda masculina servirem drinks. Em Gaultier tinha champanhe. À vontade...



dries
O estilista belga, expert em estampas, colocou os desenhos frescos das paredes para compor com as estampas lindas e coloridas das roupas. A paleta é leve, nada de color blocking, apenas para lembrar mais uma vez. 


dries2
Elas se repetem e são lindas. Complicado de usar para quem não é magro como os modelos. Mas enfim, é bonito e inspirador de ver. Depois a gente aproveita em ideias para compor nossos looks. Até rola investir em uma camisa, blazer e se bem corajoso na calça mesmo... By the way, os europeus amam uma calça colorida, principalmente os franceses. As cores de agora são verde militar e amazônia. Amarelo aussi, mas é melhor ir com cuidado. 



Dries3
Na dúvida, fique no classicismo de um azul marinho. Invista num touch mariner, sem ser caricato. É a inspiração que refina o look. Tenha isso em mente. Ah!! Ray-bans!!! Sempre eles. Comprei um novo. O quarto, acho. 


Na rua...Não tinha luz, mas tinha cor, então...


JPG4

Aproveitei para fazer minha pintura com os personagens lindos dos desfiles... A ideia de cores é exatamente essa...Continue pensando em sobreposições. Use toucas e não chapéus... Use lãs e peles falsas.

JPG3
E não desista da sua skynny, apesar das passarelas dizerem ao contrário, é nas ruas que a moda pega para valer. É o passageiro quem decide o destino. Pelo menos nessa viagem...
Bisous
A+
Amanhã volto com mais flashes
8°C com chuva. 


Louis Vuitton, Paris menswear outono-inverno 2012, Marc Jacobs, Kim Jones...

BLOG11

De uma forma muito contundente a apresentação da Louis Vuitton menswear outono-inverno 2012/13 encontrou o espírito de meu livro Retratos de uma cidade do Século 21, obra que deve ser lançada em abril desse ano. O encontro entre cidades e suas identificações míticas, suas particularidades, suas linguagens de vestimentas são uma leitura daquilo que eu preparei como obra. Claro que tudo isso em outra dimensão, mas quando cheguei ao lugar do desfile de hoje me senti tão à vontade que resolvi fazer desse post uma ode à liberdade de expressão. Mais uma entre tantas que eu promovi. De hoje até domingo vou ficar apenas aqui, decifrando os desfiles que vejo e postando do meu jeito, sem nenhuma amarra. Aqui é meu espaço e é daqui que tudo se transforma. Bem, a Louis Vuitton tem um novo diretor de estilo para o masculino. Seu nome é Kim Jones e, assim como Paul Hellers, é ele quem coordena a coleção. Marc Jacobs é diretor criativo. Vai ao desfile, senta na primeira fila e aplaude no final. A coleção é um misto de culturas, assim como o público convidado. 



blog12

A mistura entre os clássicos Vuitton e os modernos são evidentes a cada olhar. Uma bolsa careta com uma sandália arrojada. É essa a Vuitton do Século 21. Sem fronteiras entre Istambul e Paris. Portas abertas entre Bombay e Shangai.

BLOG10

A passarela apenas mostra o que do lado de fora existe de uma maneira irrersìvel. Todos esses personagens fazem a criação pensar que é preciso misturar. Não existe mais nenhuma fronteira entre o consumidor do luxo e é para isso que as equipes se voltam. Para tentar entender quem é esse cara que une passado presente e vai firme para o futuro. Delícia apreciar a gravata em pena de pavão. O Wayfarer é exatamente o elo entre ontem e amanhã. Amo isso. 

BLOG9

E amo ver que a explosão colorida de 2011 não acabou, mas existe a volta das cores fracas. A onda entre os beges, cinzas também aparece nas passarelas...A atitude chapéu continua, mas a gente vai ver que não são apenas eles, aliás, eles passam a ser menos...Usa-se muitas toucas ( eu inclusive sou adepta total!!!).



BLOG8

Ok, mas dentro dessa mistura existe a barba mal-feita e o descompromisso que é quase uma obrigação para ser elegante, sem ser chato. Entende? 

BLOG7
Mas os extremos voltam a puxar a gente para o outro lado da linha. Pode tudo, mas a pegada tem que ser com bom-gosto, por mais absurdo que isso possa parecer. Existe um detalhe, uma sintonia fina que faz um look desses ser interessante e...


BLOG6
Educativo. Como usar um sapato masculino bicolor, sem ser masculina demais? Com uma saia linda assim. Você pode não curtir, mas pode sim decifrar e se inspirar...


BLOG5
Afinal, na verdade, uma tarde de desfiles ( e eu vi três hoje, mas não vou conseguir postar tudo...) é para gente se abastecer de muitas ideias e depois ir, pouco a pouco, absorvendo e consumindo. Sempre na medida de nossos poderes e quereres...


BLOG3

O universo Vuitton de hoje ensina mais do que cores e cortes, ensina arte. A vibe de Jacobs e Jones passa pelas décadas de 70 e 80 com o trabalho do ilustrador Antonio Lopez, um hiperrealista. É bom pesquisar sobre. Estou fazendo isso agora!!!!





BLOG2
E de novo esse hiperrealismo me agrada e entra de acordo com o blog. A moda tem que ser vista com esses olhos enormes de quem vê tudo grande. Dessa forma, uma estampa ganha um significado maior, um tom ocre passa de uma bolsa a uma parede e tudo se funde em algo realmente parte do nosso cotidiano. Fica mais divertido quando se pensa em moda assim. Além dos cortes e modos de uso, algo importante também, mas muito fácil, quase matemático de ser entendido...


Para fechar o encontro Vuitton, um grande momento na saída do desfile.  De repente fomos abordados por esse modelo francês, um lindo menino assustado pedindo um lencinho para tirar a maquiagem. A realidade dos desfiles era grande demais para a sua, de seu bairro. " Eu não posso voltar assim para casa", disse. Abri a bolsa, peguei um creme para as mãos, pedi a Marina Sprogis ( dona da foto dele no desfile!!!) um lencinho de papel e delicadamente tirei toda a maquiagem do seu rosto. Hiperrealidade pede contenção também. "De nada", respondi aos inúmeros agradecimentos do garoto para devolvê-lo a sua realidade. 
Merci Paris
Bonne nuit
Amanhã tem mais.
De madrugada vou aos ateliers da Vuitton ver como são feitas as bolsas que levam a gente para os patamares do desejo. 
É assim mesmo.
A vida como tem que ser.
Bisous 
A+



Bye bye Rio...Andrea Dellal, Missoni, Fashion Rio...

ana8f

Depois de uma semana linda no Rio de Janeiro, onde eu realmente percebi (mais uma vez em anos!!!) que a moda verão carioca é a melhor de todas, voltei para Paris.  Do Rio, trago lembranças maravilhosas, como a de aprender que realmente para nos vestirmos bem precisamos de pouco, muito pouco. 
Mas esse pouco é tudo! 
Anote minhas observações: esses meninos lindos (na minha coluna de streetstyle feita para Vogue Brasil) vestem as mesmas roupas que os meninos lindos de alguns anos atrás já vestiam. Não existe novidade, mas é belo e bom. Fora isso, existe um comportamento para fazer a moda funcionar, ou não. 
E neles ( nesses meninos e em outros que vou mostrar aqui) tudo funciona, assim como funciona em todo mundo que acredita na elegância como forma de vida, ou seja, ser acessível com tudo e com todos, praticar a delicadeza, etc.... Isso faz você vestir um jeans e uma camiseta, calçar uma Havaianas e ser feliz e lindo pelas ruas do Rio ou de Paris. É isso que acredito hoje, principalmente quando comparo essas imagens do streetstyle real com as rebuscadas vindas do Red Carpet do Globo de Ouro, onde atrizes vestem roupas elaboradas e caras e muitas vezes afundam sua beleza natural em meio a peças inúteis....

day5f2

Do Rio, trago mais que o aprendizado de que ser simples é sempre muito chique ( obvio, mas eu repito!!!), principalmente quando encontro belas imagens como essa. Uma moda universal aplicada de forma local.




E também....




A musa:


Aprenda com ela:


Andrea Dellal


A prova de que ser chiquérrima e simples é realidade:






Mas é claro que ela tem um empurrão e tanto das roupas que usa. Aqui Missoni, velha moda do conjunto vestido com casaquinho que a ex-top brasileira revive em pleno verão escaldante carioca.
Fiquei com saudade do Rio
Mais? Entra aqui e curte todas as minhas colunas-galerias exclusivas para Vogue Brasil. 


Bisous
A+
Volto logo direto aqui de Paris
0°C

LinkWithin

Posts relacionados