Paris Street Style 2012/13...Sensações... Elettra Rossellini Wiedemann, Giambattista Valli...

Vogueday6F2
Acabou a temporada de moda do ano, pelo menos as internacionais, agora tem toda essa função de Rio-São Paulo que eu não entendi bem e também não vou participar. Explico: depois de dez semanas de moda em 2012 posso dizer que vi tudo. Vi as cores, as tendências, os shapes, etc... A partir de uma observação profunda de tudo que gira a meu redor posso arriscar e acertar o que vai e o que permanece na moda. O vermelho nem foi e acabou ficando, assim como os cortes retos, as saias clássicas, os vestidos Dior ( apesar desse ser Valli, suponho) da era Christian Dior. A gente precisa do liso, mas precisa da estampa. Zebras, cobras ( que estão também na Gucci de 2013 e por isso continuam) são eternas na moda, apenas têm oscilações de papel principal e coadjuvante. Bem, mas eu amo essa foto que fiz para minha galeria da Vogue. Saída do desfile de Giambattista Valli. A bela Elettra Rossellini Wiedemann nem precisa explicar o look. Sua elegância é nata e seu olhar conta tudo sobre o quão importante é o casamento entre ser e vestir. Sou fã. Para mim, a It  everything é ela! 


degradê
Tudo também são os nipônicos. Para dar contrapartida a permanência dos secos, temos muitas calças e blusas soltas. Temos quimonos em forma de blusa. Coloque pantalonas. Use marrom com preto. É ordem desordenar. É ordem criar novas maneiras. É hora de sair das padronagens das misturas e de tantos pulseirismos, maxicolares, etc... Eles estão na órbita, mas esse look aqui também é mais.



É ordem um toque anos 50, algo que ligue o passado com o presente. É suave, não chega a ser brecholento. O povo fumaaaaaaaa muito, e o que podemos fazer? As campanhas anti-tabacos ficaram tão agressivas que acabaram por provocar um efeito rebote, creio.
Para os homens, as calças jeans sobem a cintura. A ideia de desarrumar, de fazer o anti-dandy também anda latejando. 

Bem, por hoje é isso. Tem sempre mais na sequência.
Acabo de chegar ao Brasil, depois de ter me safado do acidente com o avião da Tam. Explodiu a turbina direita com a gente dentro. Oui!!! Eu estava nesse vôo. Sabe o que pensei? Que ia morrer. De verdade. E pensei que tinha cumprido minha meta, apenas me faltou amar mais. É isso. O mais importante de tudo é a vontade, o amor que se põe no que faz. Ser blasé cai no anti-modismo. Para mim, pelo menos.
Gros bisous
A+

5 comentários:

Vintage Fashion disse...

Adorei ...

Bjs ♥
www.vintagefashion.com.br

Zoe de gaia disse...

Ana adorei as direçoes ......acredito nesta força das limhas retas e um look unico sem tanto enfeite .

bisoussssssssssssssssssssss

Anônimo disse...

Bom dia,

Vi que um blog está copiando postagens suas http://leaparis.blogspot.fr/2012/10/by-ana-clara-garmenia-moda-paris_15.html

Chantal disse...

Adorei também! <3

Wladimir Machado disse...

Estava com saudades de visitar o seu blog! Gostei da cara nova e o conteúdo continua uma delícia! Bom saber que essa semana tem uma imagem todo dia, vou acompanhar!

Que susto esse do avião, hein? Fico feliz de saber que você está bem. Apesar da tensão, nessas horas fica ainda mais forte nosso agradecimento pela vida, ou torna-se um pouco mais claro o que podemos fazer pra deixá-la ainda melhor!

Beijo grande,
Wladimir. =)

LinkWithin

Posts relacionados