Rio Fashion Week primavera-verão 2012...

rio
Rio Fashion Week a convite da Vogue Brasil para fotografar e postar o que rola de street style no Píer Mauá, durante os desfiles primavera-verão 2012.
Quando terminar, parto rumo a Paris ( de volta ao cafofo amado) para ver a street das ruas e depois Milão masculino, Paris idem e ainda alta-costura. 
A moda do Rio é bem particular com suas cores lindas e interpretações livres de tendências que eu vi fora. Mas aqui tudo soa diferente. Luz única. Confere mais no link do site da Vogue clicando aqui.
Bisous
Depois conto mais.
Ainda me recupero de Belém.
Vai rolar post sobre meu curso na Unama e a expo que fiz no Shopping Boulevard com curadoria de Abrãao Ferreira. São 13 painéis com imagens minhas e de meus alunos. Lindo demais.
Bisous again
A+

Geração 21...

blogbelém

Belém, 26 de maio de 2011. Dia de muita correria e aprendizado. Trouxe para essa capital maravilhosa do Norte do Brasil um pouco do conhecimento adquirido em alguns anos em Paris, outra cidade divina na qual fiz essa foto que ilustra meu post. Em Belém, me deslumbro com gostos, crenças (nada invasivas) e educação de um povo que vive no meio daquilo que é a mais pura riqueza: os frutos naturais. De Paris trago as tendências dos cabelos curtos, vermelhos, das misturas improváveis e da experiência de gente que vive no meio do mercado do luxo como se fosse algo natural (e é???). 
Para falar de Paris, Belém me ensina a ter calma. Para degustar Belém, preciso simplesmente respirar e deixar que a energia pura e por vezes rude desse lugar me carregue. Aqui se usa pouca roupa, mas precisa-se de moda. Os lugares fechados tem ar-condicionado gélido. O uso da roupa deve ser pensado. Ninguém ignora que as janelas do mundo estão abertas e que se vê o universo através delas. Igual a Paris. Cada um com sua intensidade, verdade e necessidade. E a moda? Faz igual a ela: usa xadrez ( se quiser), corta o cabelo geométrico, sorri e aponta ( sem stress, por favor!!!) tua lente para o mundo. 


Duas semanas para eu voltar para Paris, antes mais Belém, uma pitada de Curitiba e uma semana de Fashion Rio. Vou fazer streetstyle para o site da Vogue Brasil.
Século 21 é assim. Mundo descoberto com cobertura de operadoras e a onipresença de todas as ideias, sensações ao alcance de nosso celular? Ainda não. É cibernética. A gente não pode esquecer disso. Nada pode substituir o conhecimento in loco. Também rola.








Beijos
A+



Monocromia, Paris streetsyle 2011...

monocromia
Estou imersa na produção de meu primeiro livro no Brasil, mas a moda nunca deixa de pulsar fundo na minha mente. Não que eu ache que viva sem ela? Viveria sim em comunidades alternativas onde a moeda de troca não fosse o dinheiro. Mas minha opção é absorver o luxo e a riqueza em todas as suas formas e isso me faz mergulhar em diferentes contextos. Não me questionem ( hoje não) como, quando, porque...A questão é que olhar uma composição perfeita de monocromia é tão bom quanto apreciar um bom quadro, tomar um maravilhoso vinho, sentar em uma cadeira perfeita. Enfim, a vida é basicamente saber viver e tirar de tudo o melhor, mesmo que seja em forma de moda e essa é uma lição: faça de sua roupa algo que comunique bem, que entre em harmonia e ela pode ser a monocromia... Perfeito...

I’m immersed into the production of my first book in Brazil, but fashion never leaves its beat deep into my mind. Nor that I think I live without it? I sure would in some alternative society where the exchange coin would not be money. But my option is to assimilate the luxury and the opulence in all its varieties and that makes me dive in different contexts. Don´t question me (not today) about how, when, why…the point is that to look at a perfect construction of a monochromical look is just as nice as to admire a fine painting, to drink an amazing wine, to seat in a perfect chair. Anyway, life is basically to know how to live and own the best in all of it, even if it’s come in shape of fashion and that is a lesson: turn your outfit into something that communicates well, that comes in harmony and that could be a monochromical look…Perfect…

 

Sobre o livro?
Muitas vivências...
Tudo vai aparecer aqui em algum momento, perfeito ou não.
About the book?
Lots of experiences in life…
It all will turn up in here at some point, perfect or not. 


Bisous
Besos
Kisses
A+





Translation by Juliana Cintra Mercadante
juliana.cintra@uol.com.br
 

Arizona Muse, Pelemania, Paris streetstyle 2011...

arizona
Arizona Muse tinha me inspirado a escrever um post imenso sobre o uso de peles na Europa, no inverno passado. Na hora de salvar, o blogspot zerou tudo. Ficam as imagens de muitas mulheres que usaram peles em diferentes pontos de Paris e eu recomeço o post... 

Arizona had me inspired to write this huge post on wearing furs in Europe, at the last winter.
When saving it, the blogspot lost it all. Left are the pictures of many women that wore furs in different spots of Paris and I continue the post…

kate
É legal defender uma causa naturalista de proteção aos animais, mas é legal também entender o ser humano e sobretudo a razão disso tudo continuar a existir. Óbvio que não precisamos mais das peles para aquecer nossas peles (repetição proposital) tão frágeis em um mundo tão cruel e manipulado. Mas o mercado vende pele. As mulheres que gostam de moda amam ostentar seus casacos peludos e caros ( egos, possessão, etc...) e, vamos combinar: quem nunca consumiu algo que detona o planeta? Promover uma revolução no uso de matérias para vestir pode começar a partir de tentarmos fazer desse um mundo mais justo, humano e equilibrado. Novos valores para uma nova sociedade onde possamos compartilhar mais, retirar menos. Depois disso talvez fique mais simples defender os animais, não acham? 

It’s nice to support the animals protection naturalistic cause, but it’s also nice to understand the human being and above all, the reason why all that keeps subsisting. That’s obvious we don’t need furs to keep our fragile skins warm anymore ( deliberated repetition) in such a cruel and manipulated world. But the market sells fur. Women that loves fashion love to display their expensive and furry coats ( egos, possession, etc…) and, let’s face it: who never bought something that damages the planet? To promote a revolution in the material employment to wear can start from our attempt to make this world more fair,  human and balanced. New values to a new society where we can share more, withdraw less. After that maybe it will get uncomplicated to  protect the animals, don’t you think so?
 

cabelos
Enquanto isso não acontece,  continuo a mostrar boas imagens colhidas em Paris e algumas boas lições. Não que essas cenas do post de hoje ( exceto a beleza natural de Arizona e seu cabelo curtinho lindo!!!!) sejam tão belas não. Uma blusa de seda, um casaco de lã bem cortado, são mais bonitos de ver que peles, mas não esquentam tanto. E talvez não representem tão bem o momento de animosidade que o mundo vive. 

While that doesn’t happen, I keep presenting nice images shot in Paris and a few good lessons. Not that this scenes in today’s post ( except Arizona’s natural beauty and her gorgeous short hair!!!) are as beautiful. A silk blouse, a wool coat in a nice pattern, are far more beautiful than seeing furs, but they don’t make us warm that much. And maybe they don’t impersonate as well this moment of aversion that the world lives in.
 


peleS
Tem quem use a raposa falsa e dê muita risada com isso. Soa bem? Não se sabe se é falsa mesmo.
Quem garante? Miuccia Prada diz que fez pele falsa para coleção de verão. Pelo preço chego a conclusão que sim. Tudo é preço. Oferta. Compra. Venda. Faturamento. A moda- e suas 'it' girls super felizes diante de câmeras que elas sabem que vão propagar seus nomes e seus clientes- é assim. 

There’s who wear fake Fox and shares a big laugh with that. Does it sounds well? There’s no assurance that it’s really fake. Who guarantees it? Miuccia Prada says she’s done fake fur for her summer collection. By the price of it I get to conclusion that it sure is. Everything is by the price. Offer. Buy. Sell. Invoicing. Fashion – and its super happy in front of the cameras ‘it’ girls that sure know they will disseminate their names and their clients- is just like that.
 



asas
Mas existe a moda mais barata. Ela parece inofensiva, mas também não é. 
Se formos realmente parar para ver o lado pesado das coisas, vamos encontrar.
Prefiro o inverso. Prefiro a poesia da imagem. Prefiro pregar boas palavras e nunca usar nomes de mitos em vão. Com isso, traço um mundo de moda melhor para mim. E para vocês que passam por aqui também.
Bonne nuit
Boa noite
Besos
Paris me espera em poucos dias.

But there is a less expensive fashion. It seems harmless, but it also isn’t.
If we really stop to look at things by its dark side, let’s face it.
I rather the reverse. I rather the image’s poetry. I rather preach good words and never employ myth’s names to no effect. With that, I draw a better fashion world to myself. And also for those of you that stop by.
Good night.
Kisses.
Paris waits me in a few days.
I miss home.
Melancholy.



Saudades do meu cafofo.
Melancolia.
A+



Translation by Juliana Cintra Mercadante
juliana.cintra@uol.com.br

Redmania... Paris street-style 2011...

Blog3
Algumas boas maneiras da gente usar o vermelho. A redmania foi tão forte nos últimos meses em Paris que eu acabei por guardar muitas formas de usá-la.  Na batida 70's com pêlos, cabelos em degradê e acessórios que são eternos para gente. 


blog5
Na batida Balmain das tachas incrustadas na jaqueta perfecto. Love it. 


blogsegunda
Ou ainda voltando no tempo com o toque de um camafeu no pescoço e a mistura com o azul. 
 Desculpe o post correndo, mas fica meu recado!!!!
Bisous
A+
Falta um mês para eu voltar para Paris.

LinkWithin

Posts relacionados