Stefano Pilati, Loleatta Holloway, Paris Fashion Week Fall-Winter 2011/12...

Pilatti
Stefano Pilati ensinando como usar um amarelo enorme na saída do desfile da Miu Miu, exatamente duas semanas atrás.  O estilista da Yves Saint Laurent não é figura comum, mas estranhamente estava no desfile da italiana Miuccia Prada. Devem ser amigos. Tinha uma italianada simpática nesse dia. Adoráveis italianos que alegram e colorem a moda Paris. Impossível desfazer essa conexão. O made in Italy é tão forte que até os franceses reconhecem que perderam essa para eles.  A mão de obra de moda na França ficou reduzida ao trabalho da alta-costura e a alguns pequenos ateliers e fábricas que não significam quase nada no panorama mundial. Li que existe um processo interno para tentar trazer o trabalho de fabricação para o país. Faz algum tempo que quase tudo que se compra na por aqui, mesmo tendo design francês, é feito fora. Bem, mesmo que exista uma reabertura do processo industrial francês vai levar tempo para ser significativo. Tempos de crise anunciam um novo posicionamento da moda, ainda mais com o que aconteceu no Japão, país prioridade para onde o luxo era direcionado nos últimos anos. Novos consumidores vão trazer novas modas. Anota e não esquece. Voltando ao fast fashion. Amarelo vai pegar e todas os moldes grandes também. Ruas, passarelas, tudo aponta para isso, mas não apenas isso. Nunca. Pelo menos, não agora...


Stefano Pilati teaching how to wear a colossal yellow coat on the way out of Miu Mius show, exactly two weeks ago. The Yves Saint Laurent designer it’s not an usual character, but oddly was at the Italian Miuccia Prada’s show. They’ve must be friends. There was lots of nice Italian folks around this day. Adorable Italians that color and rejoice Paris’ fashion. Impossible to break this connection. The made in Italy is so strong that even French recognize they’ve lost this one to them. The fashion workmanship In France is restricted to haute couture labour and a few studios and factories that don´t really have importance on the world scene. I’ve read that there is an inside process to try to bring manufacture labour back to the country. There’s been sometime that almost everything that is bought here, even if it has French design, is made abroad. Well, even if there is a reopening of the French manufacturing process it’s going to take a while to get expressive. Times of crisis foretell a new fashion position, even more with what happened in Japan, a key country to where luxury was pointed toward on the last years. New consumers will bring new fashions. Write it down and don’t you forget. Back to fast fashion.Yellow is a trend and also the large moulds. Streets, runaways, it all indicates to this, but not only so. Never. At least, not now...


As ruas apontam também...


The streets also indicates...

BLOG3
Para o continuìsmo do preto, branco, bichos. Look infalível. Óculos variados. Escolhas que partem da adaptação das vontades. É o fim da imposição, embora elas ainda encontrem lugares para se esparramar. Rola tudo o tempo todo...


For a Black doctrine, white, animals prints. Flawless look. A variety of sunglasses. Choices that happen from desires adaptation. It’s the end on imposition, although it still gets places to spread. It’s all game...


BLOG2
E sobre tudo uma onipresença de cores flashy em pinceladas ( como na unha da menina anterior) ou em tamanhos maiores. Vale camisa, calça, casaco, sapato, tudo cruzado. Vale até o cafonismo, desde que tenha humor ( vide Anna Dello Russo em seus dias mais pirados)... 


And above all an ubiquity of flashy colors in strokes ( as the nails on the girl before) or in larger sizes. It’s valid on a shirt, pants, shoes, all mixed. It’s even valid bad taste, only if it’s good-humoured ( see Anna dello Russo in her most insane days)…

BLOG
E ainda vale um mega capítulo para as calças patas de elefante ( que aqui aparecem sem elas, as patas, mas que mesmo assim você vai entender o que eu quero dizer!) Falei sobre elas, não? Se não falei é porque estava e estou guardando muitas imagens para soltar. Se falei é para repetir, pois elas são muitas e em cores diversas, tecidos idem e uma vibe apenas: a de reviver os anos 70. A elegância libertária de uma moda que não é desprovida de luxo, mas deixa a gente escorregar entre uma quase não elegância e, sobretudo, unida a uma atitude que diz "não estamos assim tão preocupados em ser certinhos ( lady like foi-se...perdeu-se em meio às saias que a fizeram enredar as pernas!!!), mas sim em sermos fiéis às nossas vontades"...Hedonismo.

And yet it’s worth of a huge chapter on flare slacks ( that here do not show up, the flare, but even though you’re going to understand what I want to mean!). I’ve mention those, haven’t I ? If I didn’t it’s because I was and am saving many images to release. If I did it’s to repeat, because there are quite many of them in the most varied colors, fabrics ditto and only one vibe: revive the 70’s. The libertarian elegance of a fashion that it’s not unprovided of luxury, but let us slid into an almost non elegance and, on top of that, united to an attitude that says “ we don´t really care of being so nice (ladylike is gone…lost in mid the skirts that made it entangled the legs!!!), but we do care in being loyal to our wishes”…Hedonism.


Entende? O mundo é assim hoje. Irradiação nuclear vinda do Japão passou por Paris hoje. A gente vive no macro. Quem pensa no micro erra profundamente e compromete a vida de milhões. Open mind, sil te plaît.
Compra as Vogues Brasil março e depois a de abril. Muitas fotos minhas por lá. 



Got it? That’s how the world goes nowadays. Nuclear irradiation from Japan was through Paris today. We live in macro mode. Who thinks it in micro is deeply wrong and compromise the life of millions. Open mind, please.
Buy Vogue Brazil March issue and then April. Lots of pictures by myself on it.



Um RIP enorme para Elizabeth Taylor e  Loleatta Holloway:


A huge RIP to Elizabeth Taylor and Loleatta Holloway:







Bisous
Paris 10°C
Eu me embrenho no meio da névoa da cidade e abasteço meu HD com as primeiras imagens da Primavera 2011.
Elas vêm no seu devido tempo. Preciso de degustação antes.
A+





Kisses.
I hide myself into the city fog and load my HD with the first images of 2011 Spring.
They come right in time. I need the previous tasting.


Translation by Juliana Cintra Mercadante

5 comentários:

Fashionista disse...

Adorei o post!! Adoro ver os street style!

Sarah disse...

Parabéns pelo post e pelp blog todo!

Sarah
www.essenciadesign.com.br

Patricia Basseto disse...

adorei a bolsa de oncinhas e as unhas!

http://www.rockandglamour.blogspot.com

LUBE disse...

Essa jovem da Blusa Pink me lembra Anna Wintour. Lindas fotos.

choicesmultiple disse...

Adorei o 2º, 3º e 4º look! mais inspiração!

LinkWithin

Posts relacionados