Galliano, Dior, Perle...



Poucos dias antes da Dior apresentar sua coleção outono-inverno 2011/2012 a bomba que deixa todo mundo pasmo: John Galliano se envolve em uma confusão envolvendo antissemitismo. Resumindo os fatos que todo mundo deve ter lido nos jornais do mundo inteiro. Galliano teria agredido verbalmente um casal com frases contra os judeus. Em meio a confusão acabou todo mundo na delegacia. O estilista estava embriagado. O bar era o la Perle, um lugar super bem frequentado do bairro Marais, famoso por ser fervido por homossexuais e também por ser a casa judaica em Paris. Resumindo, o Marais é amigavelmente dividido por moradores e comerciantes judeus e, na década de 80, passou a ser frequentado por homossexuais que ou moram ali ou se divertem nos inúmeros bares e boates que existem na região.
Enquanto escrevo solto algumas imagens que fiz em muitos desfiles da maison que fui. Fotos de clientes, modelos, Galliano....  

A few days before Dior presents its 2011/2012 fall-winter collection the bomb that got everyone astonished: John Galliano got himself in a hubbub that involving anti-Semitism. Recapitulating the facts that everyone must’ve read on the newspapers around the world. Galliano supposedly verbally attacked a couple sayig sentences against Jews. In the middle of the tumult everyone ended by the police station. The designer was drunk. The bar was the la Perle, a highly frequented bar on the Marais district, famous for getting hot by homosexuals and also for being the Jew place in Paris. To abbreviate, the Marais is amicably divided by Jew citizens and merchants and, in the 80’s, happened to become frequented by gays that or live there or have fun on the countless bars and clubs that are on that region.
While I write I release some Images I’ve made in many shows by the maison that I went. Pictures of clients, models, Galliano…
 

Indo em frente. Na sexta-feira a maison Dior afastou Galliano de suas funções até que seja esclarecida a verdade. Se o estilista for julgado culpado pode pegar até seis anos de prisão e mais 25 mil euros de multa. Na mesma sexta-feira, um dia depois da confusão no Perle, Galliano contra-atacou registrando queixa contra o casal o qual ele teria agredido por calúnia e difamação. Também nesse dia, alguns funcionários do Perle prestaram depoimento a favor de Galliano.

Let’s get it on. On Friday the Maison Dior dismissed Galliano from work till the truth is out. If the designer is found guilty he can spend six years in prison plus a fine of 25 thousand Euros. On the same Friday, a day after the Perle hubbub, Galliano fired back pressing charges with a complaint against the couple that claimed he insulted them for slandering and defamation. On the same day, some Perle employees beared testimony in Galliano’s favour.
 


Se ele for absolvido, ou seja, for provado que ele foi vítima, o que é possível de ter acontecido também, tudo fica normal e a gente não perde um dos maiores gênios da nossa moda! Bem, estou escrevendo esse post a pedidos. Vou contar um pouco do que sei do comportamento de Galliano, que também não é muito, por ser baseado em fatos contados por outras pessoas. Mas vamos nessa: Galliano frequenta sempre o mesmo bar no Marais. Faz muito tempo que  escuto amigos contando que ele fica sozinho em uma mesa bebendo, quietinho, na dele. Acho estranho ele agredir alguém por ser judeu, por que o Marais é um bairro muito mais judeu do que qualquer outra coisa. Então é mais fácil aceitar que ele estava fazendo uma brincadeira de mau gosto com gente que o cutucou em seu secreto canto no bar do Marais. 

If he gets absolved, that is, if it’s proved that he was a victim, which is also possible to be the case, everything gets back to normal and we don’t lose one of the biggest genius of our fashion! Well, I’m writing this post on request. I’ll tell a bit what I know about Galliano’s behavior, that’s also not that much, as is based on facts told by other people. But let’s get it on: Galliano hangs out at the same  bar on Marais. It’s been a while that I hear friends saying that he stays there by himself on a table drinking, quietly, on his own. I find it weird that he would attack someone for being Jew, as Marais being a Jewish neighborhood more than anything else. So it’s easy to accept that he was making a bad taste joke with people that poked him on his secret spot at the Marais bar.
 

Galliano não gosta de se misturar muito. É quieto. É conhecido pelo cordão de isolamento que o cerca depois de suas monumentais apresentações, tanto para a alta-costura quanto para o prêt-à-porter. Apenas quando fez desfiles na sede da maison Dior é que o estilista pode ser visto de perto e fotografado. Vide imagens que publico hoje nesse post. Nas outras vezes, ele aparece sempre cercado de seguranças. Quem trabalhou na Dior fala que, mesmo no backstage, Galliano se isola. Certa vez, em uma das entrevistas que fiz com um dos artesãos da Chanel, não lembro agora se era Raymond Massaro ( sapatos sob medida) ou François Lesage ( bordados), um deles me contou que Galliano não falava francês bem, mesmo depois de tantos anos morando em Paris e que não havia contato direto com ele. Quando o estilista queria encomendar ou tratar de uma das tantas peças que encomenda desses mestres, era através de assistentes que se comunicava. Diretamente nunca. 

Galliano doesn’t like to mingle much. He is quiet. He’s known by the cordon that surrounds him after his monumental exhibits, as so to the haute couture as to ready- to -wear. Only when he performs at the Maison Dior headquarters is that the designer can be seen up close and photographed. As seen in images that I disclose today in this post. On the other times, he shows up surrounded by security guards. Who’ve worked on Dior says that, in the same backstage, Galliano isolates himself. At certain time, in one of the interviews I did with one of Chanel’s craftsman, I don’t remember now if was Raymond Massaro ( made to order shoes) or François Lesage ( embroideries), one of them told me that Galliano didn’t speaks French well, even after years living in Paris and that there was not direct contact with him. When the designer wanted to order or talk about one of the many pieces that he orders from this masters, it would be trough assistants that he would communicate. Never directly.
 

Sobre sua relação com as mulheres: agora apareceu um outro vídeo onde Galliano (visivelmente embriagado e também sozinho em uma mesa quem sabe também do Perle) ofende uma meninas que o incitam e recebem de volta algumas declarações fortes. 

About his relationship with women: now that there is another video showing up where Galliano (visibly intoxicated and also alone on a table that who knows is also on the Perle) insults some girls that provoke him and get harsh statements back on them.
 

O mais curioso é que, depois que eu vi o vídeo, telefonei para uma amiga que mora aqui em Paris e conhece melhor do que muitos a vida dos estilistas. Ela disse: "ele tem mania de dizer para as mulheres que elas são feias". Voilà uma das frases que Galliano profere na gravação.

The curious aspect of it is that, after watching the video, I called a friend that lives here in Paris and knows quite more than the average about the designers lives. She said: ”He has this habit to tell women they are ugly”. Voilà, that is one of the sentences that Galliano says on the recording.
 


E por fim, tendo como imagem uma das maravilhosas criações da alta-costura inverno 2011 desse artista que merece atenção quero dizer: eu acredito que possa ser tudo um grande mal-entendido. Quero pensar assim. Que ao frequentar sempre um lugar em que se sente em casa, Galliano fez brincadeiras de péssimo gosto, conhecidas por todos e se deu mal. 

And to finish, having as image one of  the exquisite creations on 2011 Winter haute couture from this artist that deserves attention, I want to say: I believe  that this might be a great misunderstood. I want to think that way. That when hanging out in a place that feels like home, Galliano performed bad tastes jokes, known by all and it didn’t work well.

Quero pensar: um homem de sua grandiosidade, que revolucionou a moda da Dior produzindo tantas coisas inspiradas em grandes capítulos da história da humanidade não pode ser tão desumano. Não creio. Faço como Roberto Cavalli que declarou estar ao lado do criador. Acredito em miragem e também em arapucas. Talvez do alto de seu ego, de sua solidão e de seu poder de criar coisas tão belas, o mestre tenha esquecido que é humano e, portanto, passível de erros e besteiras como qualquer mortal.

I want to think:  a man of his grandiosity, that revolutionized Dior’s fashion manufacturing such inspired things on great humanity chapters of history can’t be that much inhuman. I don’t believe so. I do as Roberto Cavalli that stated that he is on the side of the designer. I believe in mirage and also in traps. Maybe from the height of his ego, of his loneliness and of his power to create such beautiful things, the master must’ve forgot that he is human and, therefore, liable to mistakes and nonsense as any human being.


Amanhã começa a Paris Fashion Week.
Fica ligado por aqui e pelo site da Vogue Brasil.
Eu vou para o front. 
Tomorrow begins Paris Fashion Week.
Stay tuned here and on Vogue Brasil web site.
I’m headed to the front.
 
Bisous
A+
XX





Translation by Juliana Cintra Mercadante
juliana.cintra@uol.com.br
 

24 comentários:

Eliza Leopoldo disse...

Que texto lindo e emocionante.

Paola disse...

Legal saber de tudo isso.
Tomara que não passe de um mal entendido.
Bjs

s disse...

olha, eu gosto muito do seu blog, mas uma coisa é ser passível de erro e outra é correntemente ofender os outros (e se a frase preferida dele é "como você é feia", isso já diz muita coisa a respeito do comportamento dele).

sim, eu concordo que ele é um estilista maravilhoso - um dos meus preferidos - mas a carreira dele não o isenta da possibilidade de ser um péssimo ser humano e pregar o anti-semitismo.

e mais, se a dior suspendeu ele logo que sairam as primeiras notícias, sem sequer dar o benefício da dúvida ao estilista, deve ser porque eles conhecem bem a personalidade do cara que ressuscitou a marca...

Angel Inoue disse...

Muito legal sua declaração neutra enquanto todos já o estão atacando. Afinal, um vídeo pode ser feito a partir de um ponto de vista e qualquer pessoa pode ser mal entendida... Vamos torcer para que seja apenas isso. Um beijo, Ana!

Mel Salvi disse...

É na delícia de poder interagir com pessoas como você que a internet se faz maravilhosa!
Diante de tanto "disse, me disse" da imprensa mundial encontro aqui um texto imparcial, sem admitir verdades de boatos ou colocar num pedestal um gênio, mas humano.
Obrigada por me permitir aprender com você.
Com carinho
Mel

Pedro Mainardes disse...

Eu só penso o quanto ele sofre com o assédio. Compreendo um pouco o lado dele. Erradp o antisemitismo, mas chamar as garotas de "FEIAS", provavelmente por muitas merecerem. As pessoas não sabe agir e acham que Galliano é obrigado a aguentar insultos só por ser uma figura pública (por mérito).
Dai, processam pra aparecer! E assim caminha a futilidade!

Anônimo disse...

Alguém, ainda que bêbado, diz que ama Hitler??? Vamos ver o que vai dar...Mas que o mundinho fashion é inacreditável ah isso é!

Só Brincos disse...

Adorei o blog,maravilhoso e já estou seguindo,parabéns.
designer de jóias.
http://sbrincos.blogspot.com
bjs.

Fashionista disse...

pois eu também vi ontem no jornal que ele aparece num video a dizer que ama Hitler..

Anônimo disse...

é incrível onde algumas pessoas chegam pra defender seus "ídolos".
não é difícil acreditar que horrores daquela época aconteceram mesmo sob o olhar tolerante de vários.

dri_nk disse...

Oie Ana!
Sou curitibana e ADORO tua coluna e este blog aqui :)

Mas eu fiquei bem triste com o que aconteceu com o Galliano... Eu mesma já fui mal educada e me arrependi depois. mas NUNCA fui preconceituosa de maneira nenhuma... Nem por raças, classes sociais nem preferências sexuais ou de estilos...

E acho imperdoável da parte de Galliano as palavras ditas, seja sobre judeus, orientais ou beleza...
Fiquei profundamente ofendida pois imagino que poderia ter sido eu (brasileira de origem asiática) a vítima dos insultos.
Quando estive em Paris não sofri com nenhum tipo de preconceito, a não ser de um vendedor na loja Christian Louboutin que não fez nenhuma questão de me atender bem. É claro que não deixei aquele vendedor diminuir meu encanto pela marca. Mas aquele dia não comprei nada lá e saí BEM decepcionada.

Somos todos seres humanos com humores que vão de 8 a 80 mesmo. Mas certos tratamentos e xingamentos podem SIM ser evitados.

A Dior não deveria estar ligada a pessoas com este comportamento... Mesmo que seja um gênio que crie peças maravilhosas como é o Galliano.

Uma perda grande MAS necessária para o mundo da moda...

Maria Tereza disse...

A história toda é muito estranha mesmo, e o cordão de isolamento dele só aumenta as especulações.Muito complicado, e triste se forem confirmadas as acusações.
Bom mudando de assunto,
Tenha um bom dia de cobertura da Paris Fashion Week hj!! Estou ansiosa pelas fotos.

=)

LUBE disse...

Bom, se ele foi afastado tão rápido assim e sem nenhum direito de resposta, é pq já devem conhecer a personalidade dele né. Pensamento meu. E além do mais, ter como uma das frases preferidas dizer que "Mulheres são feias" só mostra que ele não é uma pessoa com mt educação.

bjs Ana.

Anônimo disse...

Contra fatos não há argumento.

Pode ser um momento lastimável mas nem de brincadeira alguém deve dizer o que ele disse.

Brincou com a morte (elogiou alguém que matou milhões de pessoas).

Agora que ele aceite a morte dele como gênio e que ele descanse em paz no esquecimento. A humanidade não precisa de pessoas assim.

Anônimo disse...

Ele diz que ama hitler. Pobre coitado. Se hitler fosse vivo ele seria um, das fileiras de homo, para ser gaseado! Já para não falar da cor morena dele.
A propósito: ele é que é muito feio!!

E a quantidade de estrelas que trocaram de vestido, por causa deste incidente? E fizeram muito bem; é necessário marcar o nosso lado, para não dar força aos neo-nazis!

Anônimo disse...

Desculpe, mas nada justifica. De nada vale seu enorme talento depois de tais declarações. Mesmo embriagado, mesmo que fosse brincadeira ou qualquer outra coisa. prefiro viver num mundo com pessoas humildes e sem preconceitos do que com pessoas talentosas, medíocres e preconceituosas como o Sr. Galliano. E depois de ver o vídeo não tem como ser imparcial, talento? O que vale? Nada!!!

Ana Clara Garmendia disse...

Apenas para constar que eu não estou defendendo ele, mas apenas abordando os fatos. Obvio que se ele for realmente nazista ou com qualquer outra forma de discriminação racista ou religiosa deve ser punido, inclusive preso.

dri_nk disse...

Anaaaa!
A gente sabe!!! Quem acompanha seu blog/twitter sabe que vc deve estar muito decepcionada também!
Quem te acompanha sabe que vc é uma pessoa do bem :)

Puxa, como eu desejei que tudo não fosse um mal entendido.

Mas não foi né??? Não importa a data dos vídeos, quem gravou, quem colocou na net, quem processou quem... São as palavras o problema.

E palavras machucam muito né...
:P

Beijossss
Dri

Ana disse...

Nossa ou na boa o cara é um genio.
é o meu preferido. Isso tudo é oportunismo...
lógico que ele tb devia ter ficado calado
mas as intenções do casal não eram alturistas
hahaha
a unica pessoa que eu concordei an historia foi a franca da vogue it

http://tinyurl.com/46724wt

Ricardo Leite disse...

Com todo o respeito, Ana Clara, seu texto é tendencioso, sim. Isso, inclusive, fica bem claro no último parágrafo do seu texto.

Os fatos devem ser apurados com critério, mas contra fatos não há argumentos (ainda que sob efeito do álcool). Tanto, que a Dior já o demitiu...

A quem interessar possa, abaixo link para o texto mais lúcido que li sobre esse nefasto e decepcionante episódio:

http://ultimamoda.folha.blog.uol.com.br/arch2011-03-01_2011-03-31.html

Ricardo Leite disse...

Sinto muito, Ana Clara, mas seu texto é tendencioso, sim. Isso fica bem claro, principalmente no último parágrafo...

Contra fatos não há argumentos (ainda que esses fatos tenham ocorrido sob efeito do álcool...). Tanto, que a Dior já o demitiu.

A quem interessar possa, abaixo link para o texto mais sóbrio e crítico sobre esse nefasto e decepcionante episódio:

http://ultimamoda.folha.blog.uol.com.br/arch2011-03-01_2011-03-31.html

Rivkah disse...

Rivkah diz:
Quando o mal é justificado porque foi feito por alguém de "renome", sinto muito por quem tem esperança num mundo melhor, por quem está esperando um filho, por crianças que acabaram de nascer! Que valores são esses? Por onde anda a vergonha? Onde está a seriedade? Sinto vergonha desta cadeia pertencer!
Rivkah

Anônimo disse...

Não achei seu texto imparcial, Infelizmente há pessoas no metier fashion como em qq outro, ou pq não dizer mais que em qq outro,que se movem de acordo com as coveniências. Não só aqui mas em muitos outros blogs, inclusive no Sartorialist vi uma superficialidade vergonhosa...Nada justifica um comportamento deplorável. Genialidade alguma corrobora um comportamento infeliz como esse. As pessoas precisam aprender a arcar com as consequências de seus atos. Tudo tem um preço.

MarkyMarc disse...

JOHN GALLIANO - HATE AND LOVE LOVE LOVE

LinkWithin

Posts relacionados