Amanda Lear, Carine Roitfeld, John Galliano, Kate Moss, Gucci, Sara Battaglia...

carine
Ontem à noite resolvi enfim ver a última edição da Vogue Paris sob o comando de Carine Roitfeld. Em um editorial rápido e emocionante, a francesa deu seu recado a Jonathan Newhouse ( chefão da Conde Nast e patrão de todos!!!): "Obrigada por ter deixado eu me expressar com toda a liberdade". Disse tudo não? Acabou a liberdade -dizem que a queda de Carine foi uma repressão. Um cortem-lhe a cabeça vindo a pedidos da LVMH por não ter dado a edição de dezembro a eles e sim a Tom Ford)- acabou a missão. Nas páginas nada de nudez ou provocação. Muitos anúncios e algumas matérias interessantes como um perfil de Haider Ackermann, o estilista que Lagerfeld confessou ser o cara que ele gostaria que fosse seu sucessor quando ele morrer. " Meu contrato com a Chanel é para toda vida". Apenas para cortar boatos de sucessões com Karl a todo vapor como ele ainda parece estar...

Last night I decided to at last take a look at Vogue Paris’ last edition under Carine Roitfeld’s direction. On a quick and emotional editorial, the French left her message to Jonathan Newhouse ( Condé Nast big boss and employer of all!!!):” Thanks for let me express myself with such freedom”. She said it all, didn’t she?. The freedom is over- it’s said that Carine’s fall was a repression. A beheaded done by LVMH’s request for not giving them but to Tom Ford the the December issue)- the mission is accomplished. Nor nudity or provoking on the pages. Lots of ads and some interesting articles as a Haider  Ackermann’s profile, the designer that Lagerfeld confessed to wish to be the one to be his heir when he dies. “ My contract with Chanel is for life”. Only to shut the succession rumors with Karl at full speed as he seems to be…

E também...
And also...
 
SARA

A dica da bolsa da Sara Battaglia que a gente viu no post que eu fiz com a Giovanna. Agora eu entendi tudo. Ninguém é bobo de não aproveitar tamanha exposição na mídia mundial. Giovanna divulga o trabalho da irmã, assim como Carine faz com as camisas do marido e o trabalho dos filhos. Não tem outro jeito de se manter no mercado de trabalho hoje? Tem, claro que tem. A extrema competência, mas não é garantido. As fórmulas da italiana Sara e da francesa Carine são mais eficazes. Além do mais, elas também são boas no que fazem.

The tip on the Sara Battaglia’s bag that we saw on the post I did with Giovanna. Now I get it all. One is not silly to take advantage of such exposition in a world-wide media. Giovanna publicizes her sister’s work, just as Carine does with her husband’s shirts and her children’s work. There’s not a different way to keep in business nowadays? There is, of course there is. Extreme competence, but it’s not infallible. The formulas by the Italian Sara and the French Carine are much more effective. And besides, they are also good in what they do.

A personagem...
The character...
 
Amanda
Para fechar o assunto Vogue Paris por Carine Roitfeld, a imagem de Amanda Lear. Foi namorada de David Bowie, mas é mais conhecida pelo romance acirrado que teve com Salvador Dali e sua mulher Gala. Ménage à trois de verdade. O tempo passou e Amanda é musa de Riccardo Tisci que também é queridinho de Carine e virou amigo de Karl. Panelão geral, mas no que concerne a Amanda, ela é realmente alguém que merece um bom capítulo no movimento de arte de uma parte do século 20. Hoje continua afiada. É figura frequente nos desfiles. Vou fazer um portrait dela, assim que tiver oportunidade. 

To end the subject Vogue Paris by Carine Roitfeld, Amanda Lear’s image. She once dated David Bowie, but is better known from her obstinated love relationship with Salvador Dali and his wife Gala. A real threesome. Time goes by and Amanda is Ricardo Tisci’s muse that is also Carine’s beloved one and turned out as  Karl’s friend. Quite a plot, but in what relates to Amanda, she is truly someone that deserves a good chapter as part of the 20th century art movement. She is still sharp nowadays. An assiduous character in fashion shows. I’ll make a portrait of her, as soon as I get the chance.
 


Milano Fashion Week...

E a Gucci entrou de pé forte nos anos 70, assim como esperavam os especialistas. Discussões à parte, se é ou não é cópia de Yves Saint Laurent ou se Marc Jacobs fez na coleção de verão, a questão é que vende. E se vende é para fazer. Funcionam as cores que estão nas ruas. E super funcionam as fendas e as transparências, os chapéus e as peles coloridas. A única coisa que não funciona mais é a saia abaixo do joelho. A mulher de hoje não curte mais. Não precisamos mais desse recato. Ou não queremos. 

And Gucci hit strongly in the 70’s, just as the experts hoped so. Quarrels a part, if is or isn’t a copy of Yves Saint Laurent or if Marc Jacobs did it in the summer collection, the point is that it sells. And if it sells it is made. The colors that are on the streets work. And really work the slits and transparencies, the hats and the colored furs. The only thing that doesn’t work anymore is the bellow the knee skirt. Today’s woman doesn’t dig it anymore. We don’t need this modesty no more. Or we don’t want it.
 


Alberta Ferretti também nos 70's, mas coleção completamente diferente da Gucci. Adoro tudo isso. As túnicas com cuissardes são para as magras. Quem quer entrar na mesma batida, mas tem pernão, troca por calça seca. E sim, as saias bemmm longas, essas ainda ficam e tem público. Itália tem design forte, mas pensa muito no $$$$$$$. Para que serviria a moda, se não fosse para vender? Seria somente arte. Nossos maiores artistas têm dificuldade em vender. Exemplo? Lacroix, Gaultier ( que se sustenta por vender perfumes e fazer coleções para outras marcas. Vide Levis, etc...)...

Alberta Ferretti also into the 70’s, but with a completely different collection from Gucci. I loved it all. The tunics with cuissardes- over the knee boots- are for the skinny ones. Who wants to step in the same trend, but has strong legs, switches it for a skinny lwg. And yes, the really long skirts, those are still in and have an audience. Italy has a strong design, but thinks  a lot about $$$$$$$. What would be the use of fashion, if not to sell? It would be only art. Our biggest artists find it hard to sell. Example? Lacroix, Gaultier ( that support himself with the sale of perfumes and designing other brands collection. Like Levi’s, etc…)
 

Ela vende!!!
She sells!!!


Previsto para dia 7 de março o lançamento do filme da Longchamp com Kate Moss como estrela. 
Anotado que vai ser um movimento total na Fashion Week com Kate por aqui. Ainda mais agora que é confirmado quem vai fazer seu vestido de noiva:  John Galliano. Apenas não sei se é Galliano por Galliano ou Galliano por Dior. Como Kate é estrela do batom da Dior, pode ser que ela venha também ao desfile. A saber... Quando ela entra tudo balança. É a que mais causa frisson nos fotógrafos. Ever

Expected to March 7th the launching of the Longcahamp movie starring Kate Moss.
Registeredon the Fashion Week that it will be a total stir with Kate around here. Even more that now is confirmed who is going to make her wedding dress: John Galliano. I only don’t know if is Galliano by Galliano or Galliano by Dior. Because Kate is the star of Dior’s lipstick, she might also come to see the show. That means…when she arrives everything trembles. She is the one that causes more frisson among the photographers. Ever.

Minhas imagens...
My images...

BLOGquinta
Os anos 70 são e pronto. Aqui alguns exemplos reais de como a moda é forte no dia-a-dia. Fotos feitas no dia do desfile masculino da Lanvin, mês passado. Tudo que é lenço rola. Tudo que brilha também. Não é bling-bling. É mais cool

The 70’s are and that’s it, period. Here some real examples of how fashion is strong on a daily basis. Pictures done on the day of Lanvin’s men Fashion show, last month. All kind of scarfs rules. All that is shine as well. It’s no bling-bling. It’s way cooler.

Karl, Hogan, Baptiste e Madaglena, viram????
Karl, Hogan, Baptiste e Madalegna, have tou seen it????



E a música setentinha também toca nas rádios, SEM PARARRR! 
And the 70’s music is also playing on the radios, NONSTOP!
 

Bisous
A+
Paris 12°C
Dia de camisa de seda com casaco (falso? Verdadeiro???) de pele!!!

Kisses
Day to wear silk shirt with fur coat (fake? Real???)!!!






Translation by Juliana Cintra Mercadante
juliana.cintra@uol.com.br
  

6 comentários:

fernandalapa disse...

Ana Clara,

Por favor, tire-me um dúvida. Qual é a última capa da Vogue Francesa comandada por Carine?
A colorida com Lara Stones ou esta da holandesa Saskia de Brauw?

aguardo.

Ana Clara Garmendia disse...

Saskia!

lessismore disse...

Ana Clara, admiro muito seu blog! Adoro suas fotos, seus textos, sua visão. Aqui vejo a moda como arte, nas fotos não vejo só roupa e assessorios, vejo a expressão de cada eu fotografado. Me sinto inspirada cada vez que dou uma passada aqui. Parabéns!

Lívia disse...

Como sempre, ótimo texto, frases inspiradoras e que nos dizem porque certas coisas funcionam ou não, como por exemplo, a saia abaixo do joelho. Obrigada por compartilhar todo esse conhecimento. Beijos

Gleycianne Britto disse...

Amei aqui!

As fotos são Mara!

choicesmultiple disse...

Mala fantástica! Adoro os anos 70 de Alberta ferreti! E amei o cardi e o chapéu captados (últimas fotos)!

LinkWithin

Posts relacionados