Vai usar? It shoes...

vaiusar

Não resisti em fazer um mini-post hoje. Que a temporada é de it shoes, a gente já sabe. Mais bolsas de mesmos modelos de temporadas passadas ( prova são as novas cores de coleções como a de Sophia Coppola para Louis Vuitton) estão na jogada, então quer dizer que, para quem gosta de aparecer com algo novo, a hora é de extravagar nos sapatos... E é para valer. E é forte. E eles podem ser muito pesados. E eles têm formas de quase tudo. Até mesmo algumas que não conseguimos entender. E isso também não é novo ( vide os sapatos que Olivier Theyskens criou para Nina Ricci em 2008). Mas fica o registro desse aqui usado por um menino que vai sempre para as portas de desfiles servir de modelo para blogs de moda ( kkkk). A gente não resiste mesmo e pronto! Ele deve estar em milhares de imagens reproduzidas planeta afora. Voltando ao ponto inicial: tem coragem de usar um andaime desses? 
Tem coragem de investir numa peça assim? O fato é que o fast fashion não consegue copia-los quando são muito elaborados. Talvez aí esteja o ponto-chave para tantos modelos complicados no mercado. Eles são capazes de enlouquecer um consumidor a ponto de pagar uma pequena fortuna para tê-los. Diga-se bem: pequenas fortunas para compradores normais ou quase. Um it shoes pode valer de 500 até 2500 euros, preços de uma bolsa que todo mundo está conseguindo copiar e vender por 100 euros. Entende o que eu digo? 
Bem, e durante o dia, eis que surge o nome de quem fez o sapato da foto. Segundo o blog Fashion4fun, a criação é da holandesa Iris van Herpen em parceria com a United Nude. Eles fizeram 168 pares pretos e 72 marfim. Preço? Mil euros. Falei, não???


I didn’t resist to write a mini post today. That this is the it shoes season, we know it. More bags of last season’s models ( proof are the new colors of Sophia Coppola’s collection for Louis Vuitton)
are on play, which means that for the ones that like to show up with something new, this is the time to overflow on shoes…and it´s for real. And it is strong. And they can be really heavy. And with all sorts of shapes. Even some we don’t quite understand. And this is not new (see Olivier Theyskens shoes for Nina Ricci in 2008). But for the record this one is worn by a boy that is always at fashion shows entrances to model for fashion blogs (kkk). We can’t resist and that´s it! He must be in thousand images multiplied worldwide. Back to start: do you dare to wear a scaffold like this one?

Do you dare to invest money on a piece like this? The fact is that fast fashion is not able to copy when it is so elaborated. Maybe there is the key point for so many complicated models in the market. They can make a consumer nuts to the point of spending a little fortune to have them. Well said: little fortunes for normal or almost buyers. An it shoes value goes from 500 till 2500 euros, a bag that everyone is able to copy 100 euros. Understand what I’m saying?

Well, and throughout the day, it comes up the name of the shoes’ picture manufacturer. According to Fashion4fun blog, it’s by the dutch Iris Van Herpen in association with United Nude. They made 168 pairs in black and 72 in off white. Price tag? Thousand euros. I said, didn’t I?


Solto o som que eu escuto agora: 
I release the sound I’m on now:




Bisous
A+ 
Kisses






Translation by Juliana Cintra Mercadante

Paris Street-style 2010...

bege
Eu vou voltar a um assunto hoje, pois ele se faz urgente. Juro que não vou postar duzentas fotos com pessoas usando camelo ou variações do bege ou até aquela tom mais amareladinho. Não é necessário para falar que é moda, pegou e que todo mundo usa, vende, publica, etc..
 Enfim, tem alguns jeitos que eu acho mais legais de ver sendo usados. Esse da foto é um deles. 
Outra coisa que é para anotar: os couros de verão. Tinha nas ruas e tem nas passarelas. Esse modelo da saia é chouchou total.

I’m back to a subject today, because it is imperative. I swear I won’t post two hundred pictures of people wearing camel color or varieties of beige or even that yellowy hue. It ´s not necessary to day is a trend, that caught and everyone is wearing, buying, publishing it, etc…
Finally, some ways that I think are cooler to wear it when I see it. This picture is one of them.
Another thing to write it down: summer leathers. Was on the streets and on the runaways. This skirt is totally chouchou.

Couro

Assim como é chouchou ter uma camisa de base. Estive pensando e decidi firmemente que esse ano vai ser o das camisas para mim. Chega de pensar em bases complicadas, então é ter umas duas ou três e depois dar uma olhada em que sabe usá-las. Adoro esse look. Não é fácil de repetir, mas tem todos elementos que podem ser indispensáveis para a gente.  E mais saia de couro. 

Just as well is chouchou to own a men’s shirt as a basis. I’ve been thinking and I strongly decide that this year will be a shirt one to me. Enough of complicated basis, so owning two or three shirts and later take a look in who knows how to wear them. I love this look. It’s not easy to reduplicate, but it has all the elements that are essential to us. And more leather skirt.
 


ruareal

E de repente também, eu saio do meio das produções de portas de desfiles e me embrenho um pouco entre a multidão das ruas e vejo muita beleza pura. Todas as calças justas devem ser dobradas. É meio que regra. Anos 90 total. E o cinza pipocando.

And also suddenly, I leave in the middle of the fashion shows entrances’ productions and I sneak into the crowds on the streets and I see pure beauty. All skinny pants must be rolled up. It´s kind of a rule. Total 90’s. And the gray color popping up.
 


Vuitton

Mais um repasse de matéria (kkkk). Vai na saia anos 50 da Louis Vuitton? Ela aqui purinha para você refletir. 

One more text over again (kkkk). What about Louis Vuitton 50’s skirt? Here all of it, pure, so you can contemplate it.

chloé

Falando em purinhos, aqui a imagem da capa da Chloé que deu origem à febre das capas. Raquel Zimmermann na campanha do perfume maravilhoso que a grife francesa lançou. Adoro os cheiros da Chloé e também os sapatos e as roupas... Tudo funciona...

Talking of pure things, here is Chloé cover image that originated the cape fever. Raquel Zimmermann on this wonderful parfum ad that the French brand launched. I love Chloé scents and also the shoes and the clothes… It all works…
 


capa5

Mas falando e voltando às capas, o que não funcionou no modelo originalmente proposto pela Chloé (falo assim porque essa capa não é propriedade e criação absoluta de ninguém. É uma peça antiga que agora foi recolocada na moda) foi aderida pelas ruas, mas em uma versão mais curta.  E elas estão por todos os cantos. Mesmo...

But talking back on the capes, what didn’t work was the model originally proposed by Chloé (I say that because the cape is not a creation or an absolute propriety of anyone. Is an antique garment that know is back on fashion) that on the streets, was approved in a shortest variant.
 


capa
caparosa

Por onde olho, mesmo bem dentro da multidão que passeia no Champs Élysées vejo capas. E elas são usadas em todas as cores e não apenas no tom Chloé. Amei essa versão rosa nude. E também o jeito como ela usou. Uma coragem que apenas as francesas têm. Pernas à mostra sem meias em dias frios. Um talento e tanto. E pernas perfeitas. 


Whenever I look, even inside the crowd that strolls on Champs Élysées I see capes. And they are worn in every color and not only on Chloé’s hue. I loved this nude Pink version of it. And also the way she wore it. A courage that only French women have. Legs exposed without pantyhose in cold days. Quite a talent. And perfect legs.




Explico minha preferência pela avenida? É perto da minha casa, então me permite sair rapidamente quando o tempo abre e voltar na mesma velocidade, quando ele resolve fechar, coisa que não é rara de acontecer aqui em Paris, principalmente nessa época do ano. Outra? Tem turistas? Ok. Muitos. Mas tem muita gente que trabalha nos escritórios na própria avenida ou nas ruas que a cortam. Muitos franceses. Gosto dessa mistura, traz o não glamour de tudo à tona. E também a beleza. Tudo intenso.

Do I explain my choice for the avenue? It’s near my house, so it allows me to go out quickly when it’s nice weather and back on the same velocity when it turns nasty, not a rare thing to happen in Paris, especially this time of the year. More? It has tourists? Ok. Lots of them. But also lots of people that works at offices on the avenue or around the streets that cross it. Lots of French people. I like this mix, it brings back the glamour. And also the beauty. All intense.


capas

Entende? Relembre quando o blog avisou que as capinhas iam bombar lendo: Uma capinha para amar Clique aqui.

Got it? Remember when the blog warn you that the capes would be a hit reading: A cape to love here.



By the way...
catherine
Escrevi ontem um post no blog do Viver Bem da Gazeta do Povo sobre a capa da revista Tetu com Catherine Deneuve pendurada no dorso de um modelo. Link aqui

I wrote a post yesterday at the Viver Bem of Gazeta do Povo blog abouth the magazine cover of Tetu with Catherine Deneuve hanging on a model’s back. Link here.
 

Sobre o Champs Élysées (a gente pronuncia chams). É engraçado, mas é isso mesmo: 
About Champs Élysées (we say it chams, without the p). It’s funny, but it’s like this:
 
Gente, to indo. Rua que amanhã é mais um dia de Greve Geral.
Bisous
A+

People, I’m out. Heading to the streets because tomorrow is another Day of General Strike.
Kisses.




 Translation by Juliana Cintra Mercadante
 

Paris street-style 2010...Grey moment...

grey

Claro que tudo que se passa nesse blog tem que ter sempre muitos pontos de revisão e contradição. Pensar e entender a moda hoje não é apenas entender e saber copiar os maravilhosos looks da Alexa Chung. É ver que além dela existem outras muitas e tantas mulheres que, de alguma maneira, trazem suas modas para nós. Ok, esse é um vestido da Stella McCartney e muitas famosas vão vesti-lo e a gente vai desejar. Eu desejo. Tu desejas. Elas desejam. Eles nos desejarão. E se prepara também para o desejo de cinza. Hoje eu vi a campanha com a Marion Cottilard usando a nova bolsa Lady Dior Grey. Desejos de uma bota marrom e de pulseiras douradas e de amarelo. Pode anotar. 

That´s sure that many of what is posted here has to be trough many points of review and contradiction. To think and understand fashion today is not only understand and be able to copy Alexa Chung’s beautiful outfits. Is to be able to see that besides her there are many other women that, in some way, deliver their fashion to us. Ok, this is a Stella McCartney’s dress and many celebrities are gonna wear it and we are going to wish it. I will. You will. They will. The men will desire us. And get ready to a grey desire. Today I got a look at  Lady Dior Grey’s ad of the new bag with Marion Cottilard wearing it. Wishes of brown boots and gold and yellow bracelets. Right it down.
 

grey1

E anote que os homens (aqueles que supostamente nos desejarão) entraram nessa vibe cinza com branco e, de alguma forma, mesmo que na conexão com a roupa do vizinho, a gente percebe que o amarelo está bem no ar. E os comprimentos mais curtos em todas as calças, apenas para confrontar também tantas e tantas saias longas... E é assim que a moda é...

And right it down that men (the ones that supposedly will desire us) are on this grey and white vibe and that in some way, even if only in the connection with the neighbour’s outfit, we can realize that yellow is in the air. And all the pants lengths are shorter, only to parallel with so many long skirts…And that’s the way fashion goes…
 




grey2

Com suas novidades, suas mesmices, nossas leggings e botinhas, roupas que a gente não precisa pensar para sair correndo de um lado para outro. Porque tem vezes que a roupa nada mais é que um pedaço de pano para nos cobrir e irmos resolver coisa mais importante que a preocupação com a estética. 

With all its novelties, its lack of variety, its leggings and little boots, outfits that we don’t have to think about when running around. Because sometimes an outfit is only a piece of fabric that covers us up when we have to settle down for more important things than our concern with appearance.
 



Bem, tive a honra de dar uma entrevista para o programa Estilo Moda da RBS TVCom, em Porto Alegre, quando estive no Brasil, quase dois meses atrás. Quem quiser espiar, estou no terceiro bloco: 
Well, I had the honor to give an interview to the TV show Fashion Style on RBS TVCom, in Porto Alegre, when I was In Brazil, almost two months ago. Who wants to take a peek, I’m in the third feature:
 




Bisous
Bonne nuit
Paris 8°C.
A+

Kisses
Good Night
Paris 8°C

 


Translation by Juliana Cintra Mercadante

Paris outono 2011... Paris street-style...

sapatoparis

E aí preparados para os novos comprimentos das saias? Vai ter coragem de encompridar tudo? Em Paris, essa é uma realidade. Para algumas, claro. Sempre. As vitrines da Louis Vuitton tem todas aquelas saias rodadas anos 50. O lady like  que vai sim te deixar alguns anos mais velha, ou vai apenas mostrar o quão elegante você é em sua idade ou ainda... 

Are you ready for the new skirts’ lenghts? Have the guts to have it all longer? In Paris this is already a reality. For some, that’s for sure. Always. Louis Vuitton’s shop  windows has all those rounded 50’s inspired skirts. The lady like look is going to age you a little bit, or its going to show how refined you are in your age or yet….
 


saias

Vai fazer de você uma mulher linda, chique e capaz de poder cometer outras ousadias que não mostrar as pernas por inteiro. Esse comprimento, por exemplo, é o que eu mais me encaixo. Onde eu posso me adaptar. Os rodados? Sinceramente, para mim não vão rolar mesmo, mas acho bem atraentes também, principalmente para quem tem o elan para usar ( como a moça da foto anterior que soube mostrar as tatuagens e valorizou o sapato azul, outro it shoes da temporada). E sabe o que marca para mim aqui no meu dashboard quando eu coloco a palavra no tradutor francês-português? Elan=impulso. Eu tem que ter impulso mesmo. Coragem para sair das mesmas combinações que vem batendo faz algum tempo, leggings, minis, tudo meio cansativo para quem acompanha moda todos os dias... Esse refresh veio em boa hora. E esse é um dos looks que eu fotografei nessa estação que eu mais gostei. Motivo? Conjunto da obra. Ela acertou tudo. 
Até em repuxar sem disciplina os lindos cabelos vermelhos ( olha eles aí again and again and again...) 

Will be able to transform yourself in a gorgeous, chic woman that dares to perform boldness instead of showing off your legs. This length, by the way, is the one that most suits me. Where I can adjust myself.
The rounded skirts? Honestly, it’s not gonna happen to me, but I also find them quite lovely, especially for whom that has the impetuosity to wear it ( like the lady in the picture before that knew how to show her tattoos and how to prize her blue shoes, another kind of it shoes of the season).  And do you know what pops out in my dashboard when I put the word in the French-Portuguese translator? Elan= impulse. And you got to really have the drive. The spirit to go out with the same combinations that are all around for quite a time, leggings, minis, all kind of boring for whom catches up with fashion every single day…This refresh came about time, And this is one of the looks that I most loved  in this season. Reason? Team work. She got it all right.
Even in pulling her gorgeous red  hair careless ( and there they are again and again and again….)

fotoblog4

comprimentos


E essas imagens me falam tanto sobre tudo! Uma época de revirada total, imprevista para quem esperava apenas o minimalismo inspirado numa febre Céline que é mais no papel que na real.
Se as ruas estão todas misturadas, as passarelas também refletiram essa vontade de mudar, mas meio sem um rumo certo. A gente pode usar bichos em algum momento ( até cansar!!!!!) e pode usar o laranja que eu falo faz um bom tempo e o verde que se desdobra em muitos tons. E ainda pode...

And this images tell me so much about everything! A time of a  full turn, kind of unexpected for whom was waiting only for a Céline inspired minimalism that is more on paper than real.
If the streets are all mingled, the runaways also mirror this will of change, but with no certainty in its course. And you still can…


mini

Ficar na minissaia... E no preto e no branco. As passarelas também trouxeram muito preto e branco. Então, é para gente se confundir? Não!!! É para a gente parar de se vestir igual às meninas que estudam na escola ao lado da academia. 

Keep the mini...and the black and white. The runaways also brought lots of black and white. So, are we suppose to get confuse? No!!! We should stop to dress exactly like the girls that study in the school next door the gym.

girlsinparis


Falo isso, porque tem uma escola do lado da minha GYM e eu vejo como as indumentárias de mulheres e meninas andam iguais e isso, por vezes, me soa meio fora de esquadro, não que eu queira enquadrar nada, mas um touch élégance sempre é bom. Meninas são meninas. Mulheres mulheres. ...


I say that because there’s a school next door my gym and I see that the women and girls outfits look just like the same and that, sometimes, sounds a bit odd to me, not that I want to square anything, but an elegance feel is always welcome. Girls are girls. Women, women…
 


Instantâneas nas ruas de Paris...
Homens...

Snapshots on Paris’ streets…
Men...




mensinparis

fotoblog



Nas vitrines...
On the shop Windows...
 

blog
A gente vai ter uma overdose de bichos. Podes crer...Agora, além dos leopardos e dos carneiros ( muitas das peles que fazem coletes felpudos como a do colete do post anterior, são de carneiros da Mongólia. Sério. Eu tenho um cinza. Ganhei de presente ano passado no Natal da loja Bazaar)  recomeçam a aparecer outros elementos da selva... O casaco cinza é Azzedine Alaia. Maravilhoso e inconfundível. 

We are going to have an animal print overdose. Believe me…Now, beyond leopards and lambs ( many of the furry vests’ furs like the ones from the post before, come from Mongolia’s lambs. Really. I own a grey one. Bazaar store gave me as a Christmas gift last year) it starts to show up some other jungle members… the grey coat is Azzedine Alaia. Marvelous and distinctive.
 

No túnel também tem...
Also in the tunnel...
 
Fotoblog3
Muitas modas que começaram faz algum tempo. Foto inédita que eu fiz em março de 2010. Todos os elementos que ela usa estão de alguma forma em outros looks postados aqui hoje. Gosto de explicar a minha paixão pela moda de rua pela facilidade que ela me mostra os caminhos das coisas e vou dizer mais: não apenas as vestimentas, mas toda uma educação. Existe uma época em que as pessoas olham mais para você, onde elas entregam suas imagens para quem está com uma câmera na mão. Essa época é agora. 2010. 

Many fashions that started here some time ago. Never published picture that I did on march 2010. All the elements she has on are in some way in other looks posted here. I like to explain my fashion passion by the street’s examples for the easiness that it shows you the path and I’ll say more: not only the outfits, but a whole knowledge. There´s a time when people look more to you, they deliver their images for whom has a camera in hands. This time is now. 2010.
 

Mais de mim?
More from myself?


No post exclusivo para o Blog do Minas Trend que eu faço a cada 15 dias!
Clique aqui

On this exclusive post that I deliver every 15 days to Minas Trend Blog! Here.
 

Paris, 7°C. Hoje tem sol e eu vou em busca de mais imagens para mesclar entre dias de desfiles e dias normais.

Bisous
A+


Paris, 7°C. There´s Sun out there and I’m out in search of more images to add between normal and fashion shows days.
 
Kisses.
 





Translation by Juliana Cintra Mercadante.

Paris Street-style 2010...Hermès, Sonia Rykiel, Orlando Bloom...

detalhe


O coletinho peludo não morreu. Apesar de ter sido super febre ano retrasado e ano passado também, ele continuou aparecendo este ano e agora no começo do outono parisiense. Se antes ele vinha com leggings como peça obrigatória de composição, agora ele ganha outros acompanhamentos. A saia longa reta é uma boa. Fora isso, nesse look outra moda que resiste ao tempo e, particularmente aqui em Paris, bateu na veia e na vontade do povo da moda: as tatuagens. Até eu que tenho algumas e por alguns instantes pensei em retirar, acabei ficando com vontade de fazer mais. Sempre surgem novas maneiras de usarmos as velhas coisas. Esse é o barato da moda. E o meu também. Sempre aprendendo tanto com o que vejo, com as formas de abordagem de algumas cores, formas que nunca posso descartar as possibilidades, menos a de voltar a ter o cabelo vermelho, apesar de adorar esse tom. É tão perfeito. 

The furry vest is not dead yet. Despite being the huge fever the year before last as well last year, it keeps coming up this year and now in this beginning of Parisian’s Fall. If before it would pair along leggings as the obligatory piece of garment as a framing, now it acquires new partnership. The long straight skirt is a good one. Besides that, in this look another fashion that defies time and, especially here in Paris, insists and persists among the fashion crowd: the tattoos. Even I that have a few and for a brief moment thought of removing it, ended up with the itch for some more. New ways to wear old things always come up. This is the high of fashion, And also mine. I’m always learning not only from what I see, but with some colors ways of approach, in varieties that I can never dismiss the possibilities, except on the return of having red hair, even loving this shade of color. It’s so perfect.
 



outono

Em harmonia total com as cores da cidade. Com as cores das folhas. Com a cor real do outono.

In full consonance with the city colors. With the leaves colors. With the real color of Fall.
 



Sonia

E com o tom nada novo, mas sempre sensacional, dos cabelos da Sonia Rykiel. Aprender com ela a saber levar sua idade, seu charme, seus acessórios, é um bom exercício para uma segunda-feira. Fiz a foto no dia da apresentação da grife que leva seu nome, mas que hoje é dirigida por sua filha Nathalie. Sonia é uma das grandes damas da moda francesa. Seu trabalho tem como base os tricôs, as cores, os brilhos e as listras coloridas (não é apenas Coco Chanel e Jean Paul Gaultier que tem no DNA as listras) e ainda as bolsas com tachas, franjas e pérolas.  Sonia Rykiel foi última a criar uma coleção para a H & M. As roupas voaram em um dia de lançamento apenas. Sobraram apenas algumas sandálias. O resto foi devorado pelo povo que adora a marca, mas que não pode comprar nas boutiques.  Falando em H & M, faltam poucos dias para o lançamento da Lanvin. Tenho um amigo que quer passar a noite na porta. Muita gente vai. Eu vou também. Mas não vou madrugar para isso.

And with a not so new dye, but always marvelous, Sonia Rykiel’s hair. Learn with her how to age, her grace, her accessories, it’s a good exercise for a Monday. I shot the picture in the day of the exhibit by the label that carries her name, but now it’s managed by her daughter Nathalie. Sonia is one of the great fashion ladies. Her groundwork are the knitting, the colors, the sparkles and the colored stripes ( it’s not only Coco Chanel and Jean Paul Gaultier that carry stripes in their DNA) and yet the studded bags, fringes and pearls. Sonia Rykiel was the last to design a collection to H&M. The clothes sold out on its launching day only. There was left barely a few sandals. The rest of it was devoured by the people that loves the label, but can’t afford to buy it in fancier stores. Speaking of H&M, there’s few days left to Lanvin’s launching. A friend of mine wants to spend the night at the store’s door. Lots of people will do the same. I will too. But I’m not going to be up at the crack of dawn for that.
 



orlandobloom
Como esta minha história de blogar é sempre labirinto, pulo para Orlando Bloom no dia do desfile da Balenciaga. O ator foi acompanhar a namorada Miranda Kerr, grávida de alguns meses.  Bloom é realmente lindo. A jaqueta preta é indispensável para qualquer homem que viva no século 21. Estilo Rick Owens, couro opaco. Nada de brilhos. Ah! E assim como as tatuagens voltaram, os brincos para homens também. Pode ser discreto assim como Orlando... Ou...

As my blogging story is always a labyrinth, I hop to Orlando Bloom at Balenciaga’s fashion show. The actor was there along his girlfriend Miranda Kerr, a few months pregnant. Bloom is really handsome. The black jacket is an essential to any men living in the 21st century. Rick Owens’ style, dull leather. Not shiny at all. Ah! And just like the tattoos comeback, the men earrings also return. It can be discreet as Orlando’s...or....
 



lenny
Mais carregados ( pero no mucho, ok???) como os de Lenny Kravitz, também de jaqueta de couro. Essa com certeza do Rick Owens. A do Bloom eu não sei se é...

Flaunting ( but not that much, ok?) as the Lenny Kravitz’s ones, also in a leather jacket. This time it’s a Rick Owens for sure. Bloom’s I’m not sure….
 



vermelho
Finalizando.... A "it pants" é vermelha mesmo. Por onde olho tem uma...

Finishing...The “it Pants” it’s reall the red one. Whenever I look there’s one…..
 



estampas
E voltando ao começo para finalizar. Use as saias estampadas e longas também. Com jaquetinha fica ótimo e com as tranças das modelos que fizeram o desfile da Hermès. É isso, aí... Alguns toques de moda para começar a semana...Eu vou...Mas volto sempre... 


And back to beginning to conclude. Also wear long and print skirts. With the little jacket looks great and likewise the models’ braids at Hermès runaway. That’s it…a few fashion tips to start the week…I’m leaving…but I always come back…
 


Beijos com imagem do meu convite da Hermès. Brincadeira no metrô de volta para casa. Eu me divirto sempre muito trabalhando!!!!
 Fiz tudo meio invertido dessa vez. Sempre mostro os convites no primeiro dia.
Merci ao Abe (Abrão  Ferreira, amigo querido) por ter me enviado a foto...
Bisous com o som do:

Kisses among my Hermès invitation picture. A bit of fun at the subway on the way home. I always have a great deal of fun while working!!!!
This time I did a little backwards. I always show the invitations on the first day. Thanks To Abe ( Abrão Ferreira, beloved friend) for sending me the picture…
Kisses to the sound of:




Love
Ana



Translation by Juliana Cintra Mercadante

Alexa Chung, Claudia Schiffer, Valentino, Paris street-style 2010...

AlexaChung

E e repente me surgem ( e sempre surgem) coisas novas no meu computador. Imagens que me falam novas modas ou modas que por algum motivo, eu não tinha ainda dado a devida atenção. Alexa Chung é alguém que eu presto atenção sempre. Não por ela ter se tornado uma queridinha e garota-propaganda de grifes, mas por ela ser linda e real. Preciso achar no blog os tempos em que ela fazia parte do front de jornalistas e eu fazia imagens com minha câmera super amadora. Ainda assim era perfeita. Sempre foi. Aqui ensina a usar as roupas anos 50. Puras. Ingênuas e que podemos ter como um gatilho para dias em que a 
única coisa que precisamos é sermos uma simples moça com um blusão e uma saia de frutinhas. Ah e a cor é esse rosinha desmaiado. Se vai pegar? De fato, em algumas pessoas pode pegar sim. Modo de usar total para uma peça dessas. Corpo, idade, lugar, mode de vida. Se tiver ok, dê um play. Senão pule para o próximo look com a cor ( sim, você não precisa desistir dela, apenas porquê não tem as condições necessárias para usar uma saia anos 50 de frutinhas...)


And suddenly new ideas come up ( and they always come) in my computer. Images that show me new fashions or fashions that for some reason I didn’t get a proper attention at the time. Alexa Chung is someone that I always give attention to. Not because she became the it girl of the moment and some labels poster girl, but because she is beautiful and real. I have to find in the blog some time ago when she was part of the journalists front and I shot my pictures in a super amateur camera. Even then she was perfect. She always was. Here she shows how to wear a 50’s inspired outfit. Pure. Naïve in a possibility to have it like a trigger for days when the only thing needed is to be a common lady in a sweater and fruit print skirt. Ah, and the color is this faded pink. Is it going to catch? Actually, in some people it may. For a piece of clothing like this you need the right way to wear it. Body, age, place, way of life. If it´s ok, go ahead. Otherwise hop to the next look with the color 9 yes, there’s no need to give up on it, only because you don’t have the necessary skills to wear a 50’s fruit printed skirt…)

rosa
Você pode e deve usar uma calça nesse tom. Adorei. Anti-fluo total. Me amarrei na verdade. 

You can and you should wear pants in this hue. I loved it. Totally  anti-fluo. I really loved it.
rosa3

E você pode também fazer a antítese do look mulherzinha e fazer a roupa mulher de verdade. Anos 90 ou anos 70? Escolhe e se manda nessa. Tanto o cinza quanto o rosa e seus tons mais sutis e seus brocados e suas proporções secas e não apelativas estão na na jogada...

As you also can be the contraposition of the lady like look and wear a real woman oufit. 90’s or 70’s? You choose and you get in play. As much as gray as the pink colors and their more subtle hues and brocades and its tight and non apellative proportions are also in the game…
  

rosa1
Ou ainda pegar o rosa e fazer como ela fez: pequenos toques. Bonitinha. De verdade. Lições que poderiam ter sido um desastre, mas que ela soube viver. Soube fazer. Adoro looks que não saíram da vitrine da loja da Montaigne e ainda assim são bons. Isso é moda.


Or still wear Pink like she did: little touches. Cute. Really. Lessons from what could have been a disaster, but she managed to live over it. She knew how. I love looks that did not come out from a Montaigne’s store window and are still quite good. This is fashion.

tuileries

E olha as flores, o rosa, as rosas, tudo embutido em um look apenas. E ainda o batom muito flashy. E ainda as rendas e ainda a interpretação. Uma Paris Fashion Week é muito didática. A gente consegue ver todos os graus de envolvimento de alguém com a moda através da imagem que ela passa. E a bolsinha? Concepção que Jean Paul Gaultier usou no último desfile que fez para Hermès. Bolsas pequenas para entrarem até dentro de outras bolsas. Bolsa que vira roupa. Bolsa, bolsa, bolsa, mas essa não foi uma temporada de bolsas... Foi de sapatos...


And look the flowers, the Pink color, the roses, all built in a single look. And yet a very flashy lipstick. And yet the laces and the interpretation of it. A Paris Fashion Week is very instructive. We can see how someone exposes their levels of involvement in fashion trough the image she displays. And the little bag? A concept that Jean Paul Gaultier used in his last Hermès fashion show. Little bags that can be worn inside other bags. A bag that can become an outfit. Bag, bag, bag, but this wasn’t a bag season...it was a shoes season…


Louboutin

Entre um desfile e outro, dei uma passadinha no show-room de Christian Louboutin. Sapato de renda maravilha. Lembra o vestido da Dior que Charlize Teron usa na propaganda do perfume J'adore. Lembra lingerie. Lembra fetiche. Vai vender e muito. 


Between a fashion show and another, I stopped by Christian Louboutin’s show-room. Lace wonderful shoes. It reminds me of the Dior dress that Charlize Theron wore at J’adore parfum ad. It reminds me of underwear. And fetish. It’s going to be a big sell out.
Claudiaschiffer
Falo que a temporada não foi de bolsas, porquê as bolsas que a gente continua gostando e usando são as mesmas. Todas clássicas com cores novas e dimensões, mas sem grandes mutações no design. A ordem é investir no que as pessoas investem. Uma maneira racional e simples de pensar moda. Claudia Schiffer usa as cores diferentes no desfile da Chanel. Anos 70 para a botinha. Anos 20 para marinière. 
Anos 21 para o jeito de Claudia. Essa é uma temporada onde as tops dos velhos tempos são reverenciadas. Vão continuar em seus postos de rainhas, convivendo de uma maneira saudavel com as novas. Tem mercado para tudo. A moda tem que entender isso. Ninguém mais fica velho. Apenas muda o foco e a necessidade do vestir. Pensamento simplista que tem que ser assimilado por quem não quer ficar de fora de nada. Vide Karl Lagerfeld dominando o mercado. Quase 80 e não se pode dizer que ele ultrapassou, rien. PS: sobre cores. O cor-de-telha do vestido da Anja no post de outro dia é o mesmo das botas de Claudia e o mesmo de uma roupa que eu usava quando tinha uns dez anos de idade. Achei anteontem para comemorar o Dia das Crianças no Brasil com um avatar infantil. Década de 70. Final. 



I say this wasn’t a bag season, because the bags that we still love and wear are yet the same. All classic in new colors and sizes, but without any great changes in design. The rule is to invest in what people invest. A logical and simple way to think fashion. Claudia Schiffer wears the different colors at Chanel’s  fashion show. 70’s to the little boots. 20’s to the navy inspired blouse. 21st century to Claudia’s manners. This is a season where old times top models are being honoured. They will still be in their queens positions, in a healthy relationship with the new models. There’s market for all. Fashion has to get it. No one gets old anymore. It’s only a change of focus and in the need to dress itself. A simple way to think that has to be absorbed by whom doesn’t want to be out  of anything fashion wise. Witness Karl Lagerfeld ruling the market. Almost in his 80’s and it can’t be said that he exceeded. P.S.: about colors. Anja’s tile colored dress from an another day post is the same color as Claudia’s boots and still the same of an outfit that I used to wear when I was 10 years old. I found it yesterday to celebrate Children’s Day with a kid avatar. 70’s. Finish.


meninas
Nessa mesma foto do final dos anos 70, eu usava meias brancas com sapato. E minha colega do lado também. E minha vizinha usava turbantes. Desdobrando a foto das meninas do post anterior. Encontro de duas décadas: 70 e 90. 
In this same end of 70’s picture I wore socks with shoes. As my friend beside me. And my neighbour wore a turban. Unfolding the girl’s picture on the former post.
It shoes....

itshoes

Esse sapato me rendeu um post ( leia clicando aqui) no blog da Gazeta do Povo que entrou para a lista dos mais lidos de hoje. A minha saga para comprar uma das versões desse modelo de inverno da Valentino foi até engraçada. É o "it shoes". Saiba disso. De Anna delo Russo, passando por Alexa Chung, Giovanna Bataglia, a brasileira Donata Meirelles e ainda Garance Doré, todas usaram. É lindo demais. 


These shoes deserve a post (that you can read here) at Gazeta do Povo’s blog that got in the most read list today. My saga to buy one variant of this Valentino winter model was quite funny. It’s the “it shoes”. Be aware of it. Form Anna delo Russo, through Alexa Chung. Giovanna Bataglia, the brazilian Donata Meirelles and even Garance Doré, all wore it. It’s beyond beautiful.

it
Tem também a versão flat. Linda também, porém mais complicada para usar. Faz par perfeito com a saia plissada preta longa e transparente. Preparada para usar a sua????? É trendy.

It also has its flat version. Also gorgeous, but a bit complicated to wear it. It’s the perfect match to a black pleated sheer long skirt. Ready to wear yours????? It’s trendy.

sapato
Outros modelos bacanas para a gente processar. Me lembra um pônei, mas tudo bem. É YSL. E pode ser engraçado.

Some other cool models that we can think about it. Reminds me of a pony, but that’s ok. It’s YSL. And it can be fun.


Mais de mim hoje no post de imagens especiais para o FFW.  Ou ainda no Labyrinth. Jamie Bochert foi para lá. 

Bisous
Bonne nuit. 
A+
Paris 10°C.
More by myself in a FFW post full with one of a kind images. Or still at the Labyrinth. Jamie Bochert is there.
 
Kisses.
Good Night.
 
Translation by Juliana Cintra Mercadante.



LinkWithin

Posts relacionados