Street-style 2010...Jean Michel Basquiat: The Radiant Child, Museu de Arte Moderna de Paris...

PARIS1
O que de melhor ver e fotografar de Paris quando a temperatura está abaixo de zero e eu tenho vontade de sair de casa para curtir o ritmo lento que o gelo impõe às coisas? Não se pode andar rápido para não escorregar. Não existe transporte em muitas direções. Até o Bateaux Mouche está parado. Nível do Sena acima do tolerável. Então, a poucos metros de minha casa, eu encontro meu alvo mais adorado: a torre Eiffel. Um desafio para que é totalmente autoditata na fotografia. Mas tudo bem: encaro e Voilà! Eis o cartão postal pelo qual eu me encantei e decidi vir para essa cidade tentar ser uma pessoa melhor. Tentar ser um profissional mais merecedor da confiança dos meus leitores. Tentar ser mais feliz!!!!! E consegui tudo isso. 


What’s better to watch and shoot from Paris when the temperature is below zero and I feel like going out to enjoy  the slow cadence that ice lays on things? You can’t walk fast so to not skid. There’s no transportation to many directions. Even the Bateaux Mouche is still. The Sena river level beyond bearable. So, a few meters from my house, I meet my most adored target: the Eiffel tower. A challenge for whom is totally self-taught in photography. But that’s ok; I face it and Voilá! There’s the postcard of which I captivated myself and determined my arrival in this city on the pursuit to become a better person. An attempt to become a professional worthy of trust by my readers. An attempt to be happier!!!! And I got all that.

NEVE
No caminho um pouco dos detalhes das ruas, dos parques. Paris não tem muita neve, mas o suficiente para um cenário introspectivo que, na verdade, é vital para que a gente consiga continuar evoluindo. Muito bom esse encontro com os limites da natureza. 


On the way some street details, the parks. There’s not a lot of snow in Paris, but just enough to compose an introspective scenario that actually is essential to keep us evolving. Quite nice this meeting with nature’s boundaries.

basquiat5
Um limite que Jean-Michel Basquiat não soube impor a seu ritmo de vida. Ontem decidi atravessar a rua e ir ver a exposição sobre ele no Museu de Arte Moderna de Paris. 


A boundary that Jean-Michel Basquiat could not impose on his life cadence. Yesterday I decided to cross the street to go to his exhibit at Paris Modern Art Museum.


BASQUIAT
Uma retrospectiva que mostra toda a densidade do encontro de Basquiat com a arte, a fama, a loucura e a morte. Aqui um quadro chamado Devil. A imensa tela está na ante-sala que precede o começo da imensa mostra. 


A retrospective that presents all the density of Basquiat’s encounter with art, fame, madness and death. Here a painting named Devil. The huge canvas is on the antechamber that precedes the beginning of the vast exhibition.

BASQUIAT2



Jean Michel Basquiat: The Radiant Child é envolvente, forte e não deixa ninguém imune à força da arte de um homem que não deveria ter deixado de ser criança. Entrou no mundo dos adultos, dos marchands, ficou rico de um ano para outro e caiu nas mãos de Andy Warhol, uma parceria que, se lhe rendeu mais fama e grana, certamente também foi o começo do fim.

Jean Michel Basquiat: The Radiant Child
Is seductive, sturdy and leaves no one immune from the power of art from a man that should not have go beyond his childhood. He entered a grown up world, of art dealers, became wealthy suddenly and fell in the hands of Andy Warhol, an association that brought him even more fame and money, but for sure was the beginning of the end.
Bem... Um pedaço do filme feito sobre ele: 


Well, an insert of the movie made about his life:


Ele com Warhol: 


Him with Warhol:
Saindo do Museu...

Um pouco de street-fashion...

Como as pessoas se vestem com muito frio?????

Assim:


On the museum way out...
A little street fashion…


How people dress up when is really cold?????

Like this:



GALLIERA
Divertido fotografar em lugares que não são portas de desfiles, onde o povo anda bem vestido por que tem bom gosto e pronto. Cinza na parada total neste inverno. E muitas botinhas bem surradas marrom...Até por que se não são surradas, ficam rapidinho!!

It’s fun to shoot in places that for a change aren’t fashion shows entrances, where people dress up because they have good taste and that’s it. Gray at full blast this winter. And very worn brown boots as well…Because if they aren’t that worn, it will become really fast!!

pele
E muitas peles. O PETA iria ter trabalho por aqui. A pele não é algo que se usa apenas nos editoriais das revistas. As europeias amam e usam mesmo... Esse ano, o vison tem muitas e muitas versões de uso. Desde os modelos mais curtos  até os longos que batem no pé ( geralmente com origem vintage). Nas lojas, eles são bem leves, ao contrário dos antigos que eram pesados. Bem, e quanto custa em média, um casaco de pele? A partir de uns dez mil euros ( cerca de 24 mil reais) os mais curtos. Isso se for vison. As outras peles custam bem menos, mas todas a partir dos dois mil euros, mínimo.


And many furs. Lots of work for PETA around here. Fur it’s not an item that is worn only on magazine editorials. European women love and really wear it…This year, the vison has lots and lots of ways of how to wear it. From the shorter ones to even the lengthy ones that brush the feet ( usually from a vintage source). On the stores they are quite light, unlike the old ones that were pretty heavy. Well, and how much is a fur coat in general? From ten thousand Euros ( about 24 thousand Reais) the shorter ones. And that if it’s vison. The other furs cost quite less, but all of them around 2 thousand Euros, at least.

street1
Fora as peles, o ano é de lãs e gabardines. As lãs são todas feitas à mão. O tricô é moda, não apenas nas boutiques chiques. Ele é moda por tudo...


Besides the furs, the year is of wools and gaberdines. The wools are all hand knit. Knit is on fashion, not only in fancy stores. It’s on fashion all around….

STREET4
Para meninos inclusive...




Also for boys...


STREET6
E homens também...
And men as well...
 Ah!!! A cor do ano??? Verde militar!!! Não tem outra. É ela. Eu elejo e assino embaixo com as dezenas de fotos que fiz com variações em cima do tom. E não é???

Ah!!! The color of the year??? Military green!!! There’s no other. It’s it. I elect it and sign below the sets of ten pics I made with the hue variations. And it isn’t???


STREETPARIS1
Uma outra peça que o blog cantou a pedra cedo em 2010? As capinhas. Olha elas aí.  Diria que são centenas nas mais diferentes versões. Estão nas lojas e nas ruas...Falei que a minha é vermelha e eu não tenho coragem de usar. Chapeuzinho Vermelho é minha impressão. Que fazer????? 


Another piece the blog sing off early? The little capes. Take a look at it. I’ll say there are hundreds in the most different versions. It is in the stores and on the streets…I told mine is red and I don’t dare to wear it. Little Red Ridinghood is my perception. What to do?????

STREET3


Ir em frente não? Adoro essa foto. Adoro essa cor. Adoro ver a moda surgindo assim aos poucos. É assim que uma cor surge. Começo a vê-la pipocando e quando percebo a febre é imensa...


Go ahead right? I Love this picture. I love this color. I Love watching fashion emerging by fits and starts. That’s how a color emerges. I keep seeing it popping and when I realize it’s a huge fever….


pulso
Exatamente como a dos braceletes que eu uso nos braços. Eu também não resisti ao uso de muitas cordinhas misturadas com jóias, enfim, também brinco a luz de velas quando o frio me impede de sair, mas não de continuar mergulhada no mundo da arte e da moda que Paris tanto me oferece.
Bisous
A+
XXXXXXXX

Just like the wristlets on my arms. I also couldn’t resist to wear many strings mixed with jewelry, after all, I also play by candle light when wintry weather stops me for going out, but not from keeping me diving into the art and fashion worlds that Paris gives me in a such a way.


Translation by Juliana Cintra Mercadante



7 comentários:

Davidikus disse...

I hope you enjoyed the exhibition. I should come to Paris to see it, methink.

The guy in the first street style looks really good.

http://davidikus.blogspot.com/

Nathalia Ferreira disse...

Amei as fotos, super bacana seu trabalho de fotografar e poder mostrar para quem não está aí um pouquinho da cultura francesa. Amei a exposição e a moda de rua verdadeiramente francesa, não só aquela que se vê em portas de desfiles. Parabéns!
Beijos!

http://is2fashion.blogspot.com

Shirley Stamou - Garotas Modernas disse...

Que lindas fotos, Ana.
Tem um post sobre a Lea T. lá no GM citando vc.
bjs,

Adriane Lorranne disse...

Oi sou nova aquii.
Amei o Blog. Visite o meu http://cariocasmoda.blogspot.com/
Obrigada!

Camille disse...

Que post mais fofo, cheio de coisinhas e coisonas. Adoro Baquiat, gostaria de ver essa exposiçao no museu de arte moderna, ate por que adoro esse museu, pela vista maravilhosa que tem da Torre Eiffel, uma bela visao de Paris. Se voce so atravessa e esta ali, mora muito bem, obirgada. Que bom.
Bsquiat morou muito tempo dentro de uma caiza de papelão na pracinha que eu levava os pacientes da minha clinica para passear, a Tompkims Square. So que ele, muitos anos antes. Saber disso sempre me emocionou. Ele ficou famoso por que tinha talento mas tb por que se colocava no mundo sem misterios, olhava uma celebridade com os olhos de uma criança: voce é igual a ele, a ele la e a ele acola, nada de prestigio especial a um ser humano. Todos especiais. Beijos querida, feliz 2011.
Cam

Maria Tereza disse...

*Adorei a Sra. da foto com tons de lilás - a foto é uma jóia! Também sou fã da cor.

*A exposição parece estar incrível.

*Fiquei curiosa de saber como seria a sua capinha...

=)

choicesmultiple disse...

Que imagens bonitas e acolhedoras de Paris!!
A primeira foto, correspondente à exposição de Jean-Michel Basquiat, é espectacular. Exibe personalidade!

LinkWithin

Posts relacionados