Moda Paris: Givenchy, John Galliano, Kris van Assche, Rick Owens, Thierry Mugler, outono-inverno 2009/2010...




As coleções outono-inverno 2009/2010 terminam amanhã. Eu tenho uma ótima sensação nestes tempos de moda homem e alta-costura. Os desfiles são bem mais tranquilos. Não existe aquele corre-corre todo em cima das pessoas atràs de fotos para revistas de street-style, etc. Não tem tanta gente a "passeio". Fica mais fácil de trabalhar. Rola uma colaboração, uma certa gentileza entre os blogueiros, fotógrafos e jornalistas que estão por aqui...Cada um pode trabalhar à vontade, sem levar cotovelada. Os modelos são mais solícitos. Enfim, o perfil da moda masculina me agrada cada vez mais. Sem grandes afetações, grandes desesperos. A foto vem sem sacrifício e é, quase sempre, perfeita. Digo, quase sempre, pela limitação de luz e de clima, não por causa dos modelos, que são maravilhosos!



Não????


Um pouco dos pedaços que consegui fotografar. Tenho muito mais, mas como tenho que assistir desfiles, acaba não dando tempo de analisar tudo. Aos poucos vou dissecando-os "meu caro Holmes"...Adorei o verde do casaco, mas foi um clique apenas com um intruso na minha frente. Na moda ainda os bigodes e cavanhaques, agora com menos força...




Os cabelos lambidinhos bem assim... Tem muito nas passarelas. Refletem muito a moda do passado...





Claro que a gente sabe qual guerra é. A de quem vai se segurar na Europa e Estados Unidos com as vendas em azul. Bem, mas quem se importa com isso num momento desses? É bom de ver o astral easy-going destes meninos...




Antes de mostrar os looks dos desfiles de Rick Owens, Veronique Branquinho, Kris van Assche, Givenchy e Comme des Garçons, a foto de um dos lugares onde se faz desfile aqui que eu adoro. O Couvent des Cordeliers vem da Paris medieval e teve grande importância durante a Revolução Francesa. Adoro... Mais sobre ele, em francês, aqui.


Aos desfiles...


Uma certa depressão no ar, como eu falei antes. Óbvio que a maioria dos criadores não iria fazer nada muito alegre a avante com tanta incerteza na economia mundial. Mesmo o público está mais sóbrio, menos espalhafatoso. Claro que tem gente que aproveita para tirar todo a fantasia do armário e sair de casa. Estes são os mais fotografados, ou melhor, eram.

Rick Owens fez uma coleção preta. Na mesma batida da feminina que a gente viu em outubro. A base de tudo é o preto. As calças são folgadas, mas não bombachas... São apenas largas. Feitas para sobreposições de saias, casacos com capuz, trenchs com cortes diferentes, jaquetas perfectos, coletes, sobretudos...O sapato é o coturno sem amarrações..

A belga Veronique Branquinho buscou o homem careta. Aquele que, supostamente, vai ter que comprar ternos para sair de casa e ir atrás de grana. É a coleção mais comportada que jà vi um belga fazer. Predomina o azul índigo, o cinza ( a cor de 2009/2010!!!) e tem toques de marrom.

Comme des Garçons é preta, larga e sobreposta. Tem calças mais curtas, camisas, coletes e sapatos tipo mocassim de estampa de onça.


John Galliano brinca com perucas do tempo de Napoleão e trabalha a linha militar em diversas frentes. Vão acontecer as calças de montaria com fundilho mais baixo, uma espécie de saroel, mais seca e também o terno vermelho de veludo. O lado bling bling da moda não está morto. No desfile de Thierry Mugler ( que eu vou mostrar amanhã!) tinha um terno vermelho de veludo igual ao do Galliano. Ninguém copiou ninguém. É tendência. É a mesma história das calças de cintura mais alta e largas. Certo que Armani recomeçou a fazer no verão do ano passado.


Foi a segunda coleção masculina que Ricardo Tisci fez para Givenchy. O desfile teve nove modelos negros que abriram e fecharam a apresentação. Uma tendência. Efeito Obama. Bom de ver. Kris van Assche também tinha no seu casting mais modelos negros do que em outras épocas. A coleção Givenchy é quase toda escura. Mas não é triste. Tem um alegre toque feminino nas calças de couro todas em ilhós, nas meias e nos sapatos vermelho escuro com glitter. Influência feminina também nas bermudas curtas, usadas com leggings grossas de lã por baixo. A coleção tem capas, estilo Zorro, coisa que também vi no desfile Mugler, desenhado por Rosemary Rodriguez.


Para finalizar o resumão de hoje: Kris van Assche. Coleção maravilhosa com as calças que eu quero usar. São soltas com amarrações, parecidas com algumas da Vuitton ( acho!!! Estou meio cansada, mas sei que vi e escrevi sobre elas). Quase tudo preto, branco e cinza. Muitos coturnos e casacos ou soltões ou blazeres usados em cima de camisas compridas que sobram na frente ou atrás, uma espécie de camisola antiga, saca? Tem cardigans em tricô bem justos.

Volto amanhã com mais moda Paris e conto outras coisas que não deu tempo agora.
Direto daqui
É último dia antes de começar alta-costura.
Estou nessa também.
Bisous
A+


4 comentários:

Mirian disse...

Oi Ana! Gosto muito da forma como vc vê, pensa, traduz a moda. Acompanho seu blog para alimentar minha alma e para enriquecer meu olhar. Ficou ótimo o novo lay-out. Clean é bom!
Faço faculdade de jornalismo e participei da minha primeira semana de moda em SP e apesar da felicidade de fazer o que amo, choquei com a dificuldade da imprensa em circular amigavelmente pelos backstages. Me questionei se realmente vale a pena... Enfim, vivo me questionando sobre tudo, de qualquer forma.
Gros bisous!!

Dinorama disse...

As coleções que eu mais curti foram:Kris van Assche,Givenchy,Rick Owens.E o blog ta lindo!

Melissa disse...

ola! gostariamos que visitasse o nosso blog acerca da evoluçao da moda durante o seculo XX , e os factores que a influenciaram. o blog ainda nao esta completo. uma vez que estamos a elabora-lo no ambito da disciplina de area de projecto de 12º ano, vamos actualizando durante as aulas.
tambem pode enviar sugestoes
obrigada *

Maria disse...

sim,modelos realmente maravilhosos nas fotos de rua!!!Que tambem são maravilhosas sempre!(independente de entrusos).
Esperando mais momentos das ruas.
=**

LinkWithin

Posts relacionados