Moda Paris: Amélie Poulain, Benìcio del Toro, Che Guevara, Colette, Gareth Pugh, Viktor e Rolf...


Uma aposta pessoal, nada difícil de fundamentar, é a febre guerrilha que vamos sofrer este ano. São 50 anos da revolução cubana. Tem o filme que eu ja falei do Benìcio del Toro ( dele porque ele bancou grande parte. É apaixonado pela história do Che) e tem o fato de Guevara ser um ídolo eterno e real. Cabe bem com a necessidade da moda. Insisto na palavra necessidade porque é isso mesmo. O mercado precisa de uma apoio real e cabível para vender. E essa roupa é fácil de vender e pode não ser tão cara assim.




Nas minhas férias que não foram férias, fiquei trabalhando aqui atrás destas fotos. Tinha perdido um arquivo inteiro com imagens feitas no dia do desfile de Gareth Pugh aqui no Palais de Tokio. Enfim achei e mostro hoje algumas delas, as quais acho mais interessantes e com boas coordenadas do que o povo estava prevendo acontecer. Os tricôs, as malhas enormes, as mantas, as boinas, as leggings ou treggings, as sapatilhas, o amarelo, o cinza, as listras....Tanta coisa numa foto apenas...



O uso do look preto total com o touch nouvelle
de modelagens mais soltas, das consolidadas calças-saroel e...



...o salto alto tipo "nuvens ai vou eu"!!!


A calça em cor verde. Se publiquei antes, considere como vale-a-pena-ver-de-novo. O verde, a calça, o sapato.




Na minha coluna do jornal no próximo domingo os looks do Globo de Ouro de domingo passado. Todas as atrizes estavam de carteiras na mão. Paris vive a febre desde o ano passado nas ruas...




E nas vitrines da Colette. Essa é do Viktor & Rolf..





E mais cabelo cogumelo. Vi uma porção destes meninos por diferentes pontos da cidade e até em Amsterdã. O corte os faz parecer a mesma pessoa, mas não são. Meninas também usam...





E usam o joazinho total... Reflexo da volta do estilo Stéphanie que Carine Roitfeld deve ter sacado na semana de moda passada quando fiz esta foto.




E ainda para eternizar o preto de forma sexy, mas não apelativa, um ar de roupa anos 40... E os coques too...



Mas a moda de agora pode ser divertida. Adoro essa foto. Vocês usaram as calças coloridas?




Ou ainda as estampas de bicho? Esta é Balmain coleção verão passada. A febre de agora é o leopardo.


E vejo muito nas liquidações as botinhas da Amélie Poulain. Esta semana revi o filme. Saquei que aquela época, década de 90, também tem seu lugar na panacéia ( metáfora, ok?) da moda atual.
Volto amanhã
Bisous
A+

2 comentários:

Cleber disse...

Oi Ana, :)
Acompanhando os desfiles do Fashion Rio, eu já pude perceber várias das tendêncinhas que você citou aqui no blog, uma delas são os coques que apareceram bastante e exatamente como você disse, displicente, sem vontade perfeição.
E eu ando adorando essas calças, já vi bastante nos desfiles daqui também.
Beijo!
:)

Caroll Morais disse...

Olá Ana,

Uma pena que você tenha perdido suas fotos... adoraria ver todas!
Mas, quanto a essa postagem, fiquei impressionada, como ainda somos escravos das tendências europeias(o mercado pede, "ainda bem!!")
Já podemos ver por aqui tudo o que você mostrou; calças coloridas com estampas de bichos, casaquetos militares, botas (muitas, de todos os estilos), t-shirts com estampas divertidas, tricô (pequenos, grandes, trabalhados... e para finalizar a febre do mescla (adoro!).

Um abraço!!
Caroll Morais.

LinkWithin

Posts relacionados