Moda Paris: Alexander McQueen, Armani, Dsquared, Versace, Milão outono/inverno 2009/2010...



Um pouco de teatralidade não faz mal a ninguém... Ainda bem que Alexander McQueen desfila sua coleção masculina em Milão, senão esta teria sido uma das temporadas mais mornas dos últimos anos. Tempos em que ninguém arriscou nada..



O estilista inglês se inspirou nas ruas de Londres de uma Inglaterra "Vitoriana". O capricho do trabalho elaborado de McQueen serviu para colocar o que a gente chama de "molho", no linguajar jornalístico, nos desfiles milaneses.



Isso no que diz respeito a produção dos modelos e apresentação de alguns looks conceituais, porque na verdade as peças, que farão parte da coleção comercial, não trazem grandes novidades...


O inverno do ano que vem ja tem seus elementos-chave como o sobretudo em cashemere. As cores vão do preto ao camelo. Os detalhes em couro nas roupas e os coletes continuam. Antigamente as roupas masculinas eram sempre bem compostas e hoje voltam a ser. Permanecem também os xadrezes em ternos justos e os tricôs...Os acessórios continuam sendo valorizados. McQueen usou chapéus, bengalas, gravatas, mantas, capas, etc...O guarda-roupa dos ingleses é realmente mais composto do que os outros europeus, embora os italianos adorem roupa, são os ingleses os mais "equipados".


Vira a fita:

A coleção de Giorgio Armani continuou também a fazer o que vinha fazendo: um trabalho impecável dentro de uma linha mais conservadora. Cinza de novo e xadrez também. Salvo que aqui é bem mais comportados do que os padrões kilt de Vivienne Westwwod ou McQueen.



Muito veludo e uma mistura que jà é tradicional: a de usar moletons por baixo de paletó, o que apenas prova que Armani quer sempre estender a abrangência de sua cartela de clientes ou confirmar esta opção.




Ao escrever sobre esta semana de Milão me sinto meio redundante ao falar de cores e tendências. Mais cinza e toques de um vermelho escuro...



Tem colete e roupa justa. Tem calça larga e mantôs, coisa que gente que vive em países gelados tem que usar. Ninguém aguenta o frio, sem certos aparatos. A roupa de inverno daqui tem que ser densa, pesada, quentinha.




A Dsquared faz sempre uma encenação em suas apresentações. Dança para o inverno deles... Bonitinho...




As roupas da grife são adoradas por alguns amigos brasileiros que viajam para a Europa apenas para comprar suas calças. Exageros à parte, Dsquared tem aquele diferencial nos jeans que muita gente curte. É audaciosa, sem ser brega, se for bem usada. Este é seu carro-chefe...





A brincadeira desta vez foi gravata-borboleta, coisa que o povo daqui adora usar! As modelagens das calças jeans ou outros tecidos são variáveis. Tem justa, tem média e tem a la Armani, ou seja, cintura mais alta.



Notem que este mantô preto tem muito a ver com o do começo do post de McQueen. Se a gente for analisar, todas as coleções tem um algo em comum. Não tenho medo de dizer: é um toque de cuidado. Uma preocupação em não atravessar a fronteira em busca de algum novo consumidor que ninguém sabe quem é. A moda acredita neste momento em algo mais palpável. E isto esta refletido nas suas roupas para o inverno 2009/2010. Amanhã começa Paris.


Tô nessa
Bisous
Se inscreve na news para receber o post na hora que eu terminar de escrever.
A+

2 comentários:

Anônimo disse...

Até que gostei do "azul calcinha"...descansa os olhos.

Gaveta Fashion disse...

Ai..ai... que adoro o blog!
Mas... tenho que confessar...esse post alegrou demasiadamente o meu dia!!!!
= )
Essa coleção do Alexander McQueen tem que ser usada em algum filme!!!

LinkWithin

Posts relacionados