Baptiste Giabiconi, Chanel primavera-verão 2010...




Garoto Chanel: O ano foi também do modelo francês Baptiste Giabiconi. Escolhido por Karl Lagerfeld para estrelar como único personagem masculino (ao contrário de outras temporadas onde a grife sempre colocava homens em seus desfiles e campanhas, apesar de não criar roupas para eles) o jovem de 19 anos foi a sensação das passarelas, campanhas e bastidores da Chanel 2009.
Viu o vídeo de divulgação da primavera-verao 2010 da Chanel? Confere com os rostos femininos mais fortes da moda no momento e...Giabiconi como personagem principal. Ele merece....



Eu volto na continuação com mais retrospectiva 2009...
Crédito foto: Ana Clara Garmendia
Bisous
A+

Beth Dito, Dior alta-costura inverno 2009, Heavy-cross Street-style Paris 2009...

Recapitulando a cara e os momentos da moda em 2009: era começo de julho e a crise econômica internacional mostrava seu efeito devastador na moda francesa. O estilista Christian Lacroix fez sua última apresentação na temporada de alta-costura, mesmo estando sob forte controle da justiça francesa em função de sua péssima situação financeira ( ainda sem solução até agora!!!). 
Enquanto isso, a Dior voltou à antiga fórmula de receber seus convidados na maison sede, na avenue Montaigne, em Paris, para mostrar uma coleção onde as modelos se apresentaram como se estivessem sendo preparadas para o desfile.Muitas das roupas vieram incompletas. Apareceram anáguas, sutiãs e muitas transparências. Economia de panos, convites ( eu fui!!!!), mas não de glamour. Mais de 60 anos depois que monsieur Christian Dior fundou sua casa de alta-costura, seu sucessor inglês, John Galliano, soube usar de criatividade para fazer uma das mais belas apresentações do ano.

A voz de 2009 para mim foi a de Beth Ditto, confere Heavy Cross:


Bisous
Eu volto com mais dos melhores momentos do ano!!!
A+++++++++

Moda Paris no Globo Comunidade!

Paris
Tive a honra de ser convidada pela afiliada da Globo no Paraná, a RPC, para 
participar de um Globo Comunidade. A apresentadora Adriana Milczevsky foi de férias para Europa, mas como uma boa profissional que é, aproveitou para fazer um programa com alguns profissionais que trabalham com moda em Paris. Assim como eu, Adriana tem sede de conhecimento e ela mesma produziu e fez as imagens com uma câmera na mão. Adorei ter participado!!!!


Dê uma olhada nos vídeos... 














Depois de feito o trabalho na França fizemos uma outra parte no Brasil. 
O trabalho do blog, minhas fotos da coluna no jornal Gazeta do Povo e ainda 
outras inéditas serviram como fonte. Veja com ficou:















Adorei RPC! Adorei Adriana!
Te cuida Latorraca!
2009 é um ano de ouro para o blog
Mille merci a todos
Bisous
Boa noite
A+




Crédito imagem de abertura: Ana Clara Garmendia

Moda Paris: Nicole Kidman, Rubina Ali, Arjun Rampal, Schweppes...






Nicole Kidman na campanha da Orangina Schweppes com Rubin Ali e Arjun Rampal. A Índia está na moda. Novela no Brasil. Espetáculo Bollywood na Itália e a gente? Vai ? Ou ficamos apenas nas imagens de jornais e divulgação das campanhas publicitárias? Sinceramente espero não começar a ver fantasias à solta. Máximo um brinco, um make e um lenço.


Sobre a bebida um detalhe interessante. Diz que ( falo assim pois sempre que leio algo e republico estou falando uma coisa que não vi, nem vivi. Pode não ser verdade. Vai saber????) em 1840 serviu de remédio para os soldados indianos contra a Malária.

Volto daqui a pouco com mais post...
Bisous
A+



Moda Paris: Audrey Tatou, Coco Chanel, Jean-Pierre Jeunet, o anúncio...



Audrey Tatou é a nova égérie da nova campanha publicitária que a maison Chanel solta esta semana. A atriz fez a estilista na fase em que ela começou a se transformar em Coco em um filme de Anne Fontaine ( não a estilista das camisas que nasceu no Brasil) e agora estrela na propaganda do perfume Chanel N°5.

Espie apenas o making -off na direção de Jean-Pierre Jeunet.

Sobre o perfume: eu tenho. Ganhei algumas vezes em eventos que fui, mas depois de conhecer o Eau Première ( nova versão do N°5) posso dizer que prefiro a evolução ao original.

Volto na continuação. Precisamente segunda-feira. Ou amanhã. Quer receber o blog na hora em que eu atualizo?
Se cadastra.

Bisous
A+

Moda Paris: Dries Van Noten, Givenchy, Isabeli Fontana, Leticia Birkauer, Maison Martin Margiela, Mariacarla Boscono, Sonia Rykiel, inverno 09/10...


A Paris Fashion Week outono-inverno 2009/2010 tem ainda quatro dias pela frente, mas uma coisa é certa: os recessionistas estão dando um show de como sobreviver, com elegância, à crise... Voltam aos poucos os grandes óculos...Tem que saber e ter rosto para usar. Caso contrário fica-se com aparência de Formiga Atômica, lembra?





Porta do desfile de Dries Van Noten, ontem à tarde. Algumas boas imagens de uma temporada onde a simplicidade das roupas tem como companheiros bons acessórios. A coleção Stephen Sprouse da Louis Vuitton é boa para o momento. Marc Jacobs teve a grande sacada. Estão vendendo como água. Alguns modelos estão esgotados em Paris.




Lição de casa: ombros bem marcados e cuissardes Christian Louboutin. É o uniforme da hora.





Mais um na onda: invadimos o guarda-roupa delas. A ousadia aqui é total, mas vejam: ele não está travestido. É apenas um homem usando uma bota de salto alto. E não é o primeiro que eu vejo este ano aqui.



AOS DESFILES...


Ricardo Tisci mantém as rédeas do que é a característica da Givenchy nas suas mãos. O estilista usou cores escuras como azul marinho, preto e cinza e investe nas roupas com cabelos, plumas, pequenos detalhes em pelos, não peles!




Na grande maioria, a mulher que ele busca é mais velha ( influencia de Madonna?), por isso o resgate de algumas modelos brasileiras como Ana Claudia Michels e desta vez Adriana Lima e Leticia Birkauer ( falo nela de novo)... Givenchy com os drapeados que estavam também em Balenciaga...




Os vestidos de rendas tinham pequenas ombreiras em paetês azulão por baixo. Os ombros são marcados em quase todas a coleção.




De repente, entram estas peças maravilhosas carregadas de metal. Leticia Birkauer, meio atrapalhada, no final teve que dar uma corridinha para apressar. Não estava dando conta da rapidez das tops que estavam atrás dela. É normal. A modelo brasileira estava fora das passarelas faz um bom tempo.



Preto e branco para encerrar com Mariacarla que é o rosto do selo que veio no convite da grife. Eu adoro. Roupas para mulherão. Givenchy, ao que me parece, mira nelas. Aqui não tem roupa para iniciantes, apenas para iniciadas.



Um look para Sonia Rykiel. A estilista francesa fez duas apresentações em sua loja na boulevard Saint Germain, ontem à noite. A frase do blusão é: pulôver muito caro.




E vários looks para Martin Margiela. O estilista belga fez a "meia roupa"...



Um boa forma de tratar a crise na passarela. Uma dica para quem quer entender para onde vai a moda. Martin Margiela é o cara. Tudo que ele faz se reflete dentro de pouco tempo. Ele é meio estranho e tal, por não aparecer para a imprensa e fazer todo o mistério em torno de sua imagem, mas cria mesmo. Nada é copiado. Foi ele quem fez o casaco de cabelos um ano atrás. Agora muitos trabalham com o material.






Foi ele também quem trouxe de volta os ombros, as calças rasgadas, o nude e tantas outras coisas. Agora os ombros continuam, mas temos fendas, couro e a cor verde garrafa. Preste atenção. Nos arquivos do blog tem muita coisa do Margiela para comparar. Estude, se quiser.



E no final as nuvens que devem vir para dispersar tudo que existe no momento? É uma forma de analisar Margiela. A minha.




No próximo post:


O delicioso e colorido desfile de Dries Van Noten...

Paris 6°C
Hoje tem YSL
Amanhã cedo Chanel
Bisous
A+

Moda Paris: Dior, Charlize Teron, Jean Paul Gaultier, John Galliano, Lanvin, Yoji Yamamoto...



Charlize Teron simplesmente ofuscou o brilho de todas as outras famosas no desfile da Dior, na sexta-feira. A atriz- rosto do perfume J'Adore- apareceu para fazer fotos ao lado de personalidades como Christine Lagarde, ministra da Economia francesa e simplesmente me deixou de boca aberta.



E meio ao breu do lugar onde a Dior faz seus desfile de prêt-à-porter no Jardin de Tuilleries, eu tento fazer as fotos. Meio paparazzi, meio amadora, consigo. Ufa. Não podia perder. O que mais me impressionou em Charlize? Tudo. Ela estava simples e maravilhosa. Um preto básico, versão Dior, onde nada nunca é tão simples assim, os cabelos finos puxados para trás, brincos de diamantes e uma maquiagem perfeita.


Faço um retrocesso e volto para o lado de fora da tenda branca e quentinha ( tinha uma calefação maravilhosa! ):


Marisa Berenson linda demais. Para quem não sabe: atriz francesa é neta de Elsa Schiaparelli, uma das grandes estilistas da primeira metade de século 20...



Detalhe de Marisa. Tailleur em alta fora das passarelas e depois a gente vai ver que dentro também...



Fiz uma mistureba de Tuilleries. Modelos saem e um batalhão de fotógrafos que sabe-se là de ontem vêm as atacam. Literalmente.


Algumas são bem atenciosas. Como uma apressada e doce Coco Rocha...




Outras não.





E ainda outras literalmente voam de uma apresentação para outra...Depois tinha Lanvin..



Do lado de fora, os meninos mostram a moda deles para este final de inverno...O dandismo continua bem suave...




E a mescla de referências, se feita no preto, pode ser perfeita. O masculino-feminino continua e ele usa a bolsa Hermés Birkin com todo o luxo e alllure que pode. ADOREI! Atenção: se você quiser ver estas fotos em tamanho maior clique em cima delas. Estou tentando descobrir como faço para publicar as imagens no blogger em tamanho maior, se alguém souber: help!





Os desfiles:



É bom de dizer que são poucas as grifes que explicam as coleções aos jornalistas. Dior, Chanel, Louis Vuitton e Gaultier são algumas das que lembram de distibuir um dossiê com o espirito do desfile. A Dior diz: " a decadência opulenta dos orientalistas e as miniaturas persas inspiram um novo olhar sobre a maison.


E a crise não arrefeceu a criação de Galliano. Estes novos olhares são frescos e bons. O tailleur vermelho ( Prada, Yamamoto e Lanvin também tem) com saia semi-balonê tem lado comercial que toda a boa grife precisa agora. Não dà para pirar. Não vai vender. Ou vai? Ontem vi uma matéria sobre os novos compradores: os chineses. As chinesas são mais pé-no-chão que as japas que, por ora, estão com seu poder de compra em baixa.




Dior tem tudo na medida certa. Casacos "bar" e modelos mais curtos com efeitos dourados. Tem as calças saroel de seda, além de muitos vestidos que começaram curtos e depois ficaram longos. Alguns tem forma, outros são fluidos com bordados e transparências. Nada é over...




O que eu mais gostei? Dos macacões de seda estampada...




Dramatismo..

Yoji Yamamoto com uma das coleções mais bonitas que ja vi a grife fazer nos últimos tempos. Os volumes, as cores. O tailleur vermelho é adorável ( resgatei a palavra de uma fase antiga do blog)...




CENTO E VINTE:

A coleção de Albert Elbaz para comemorar os 120 anos da maison Lanvin também tem o tailleur vermelho da crise. Volume na saia e mais um com cintinho fino para amarrar a cintura. Usa com largo também, mas o casaco não pode ter este shape. Tem que ser mais seco. O do marido, irmão, amigo, namorado, avô e afins pode ficar bom.



E o preto básico tem cara da Dior na coleção passada. Não faz mal, as homenagens são válidas. Wish list para ele.




A ultima apresentação de sábado foi Jean Paul Gaultier. Meias arrastão para uma coleção sexista e denominada X. "Sex and money" é o mote. Alguns vestidos tem estampas de dólar. Na coleção ainda muitas muitas peles. Do lado de fora o pessoal do Peta tentava mais uma vez protestar. Do lado de dentro, um bem-humorado estilista dispara: "amo fazer peles. Não trabalho com materiais de animais selvagens" . E agora? A polêmica vai continuar...


Bisous
A+



Moda Paris: Balenciaga, Balmain, Carine Roitfeld, Eva Herzigova, Lara Stone, Lily Cole, Mila Jovovich, Nina Ricci, Raquel Zimmermann, Rick Owens...



Para não restar dúvidas do que é beleza pura: Raquel Zimmermann, em foto sem tratamento. Plena luz do dia. A modelo brasileira em foto exclusiva do blog na saída do desfile de Rick Owens, ontem à tarde, no Quais de Malaquais, em frente ao Rio Sena. Raquel desfilou e saiu sem estrelismos para esperar sua carona no meio de todo mundo. Simples assim.



Ontem foi o dia de bons sabores para o blog. Encontrei Milla Jovovich na rua com sua filha. Ela não ia ao desfile da Balmain no Ritz, devia estar hospedada ali e foi passear com sua petite Ever Gabo.





Olha a produção da baby: casaco de pele e galochinhas petit-pois...Como elas estavam sozinhas, pude tranquilamente fazer a foto. Outra beldade, sem retoques...



O Ritz, lugar onde aconteceu o desfile da Balmain, virou um fervo absoluto. Todas as tops desfilaram como Lily Donaldson! Merci Lauren...





Lara Stone, enorme e com taça de champanhe na mão...




Eva Herzigova foi dar uma pinta. A Balmain vive sua fase mais branché... Com madrinhas como Carine Roitfeld e Emanuelle Alt ( assessora de estilo), eles conseguiram modificar completamente o agito em volta do nome, super tradicional na moda, mas que andava meio esquecido cerca de dois ou três anos atrás.




Na saída, Carmen Kass explica a um repórter que não usa apenas uma marca, gosta de várias coisas, de muitos estilos. Não é boba e nem paga para se comprometer...



Carine Roitfeld, chefona da Vogue Paris, e sua filha Julia... As duas no meio do povo e absolutamente cordiais com todo mundo. A Paris Fashion Week adverte: essa história de se comportar como rainha por ter uma boa posição no mercado, aqui na Europa rola muito pouco...



Que o diga Suzy Menkes. Ela vai aos desfiles sempre com o mesmo jeitinho. A famosa afetação francesa ou inglesa, no caso da Suzy, é puro mito.


Antes de mostrar os slides com os melhores desfiles de ontem: aqui todo mundo trabalha nas alturas mesmo. Frio de rachar e as pernas de fora. Não importa quão grande pode ser a jornada de trabalho...



Algumas seguram a onda em cima destes andaimes em forma de luxo. Mais um item para minha wish list...






BALMAIN: Christophe Decarnin não abandona seu shape base de ombros marcados e vestidos justésimos curtos ou com uma parte de trás mais comprida. Ele usa paetês nas saias ou em um vestido quase igual ao da coleção passada. O azulão é anos 80. Eu tive um vestido assim com este trabalho. Os zíperes também são 80, assim como a calça larga com as fendas mostrando as pernas. Tem também a calça tipo saroel( não elas não morreram aqui na França!). Tudo isto eu usei. A proposta é continuar uma fórmula que deu certo. Os blazeres-smokings aparecem e se amarram com cinto fininho. As botas tem salto altíssimo e cano curto.






BALENCIAGA: Nicolas Guesquière fez roupas para Salma Hayek? Esta pergunta martela na minha cabeça. Vestidos mais comportados, os wrap voltaram! E ainda por cima estampados! E eu que falei que não conseguia mais usar os meus. Agora vou "ter" que repensar". A moda é assim mesmo. Voltando ao assunto Salma. Ela casou com o dono do PPR que é dono da Balenciaga, Gucci, Fnac, etc... Ela foi ao desfile ontem com ele. François Pinault Jr é uma das maiores fortunas da França e nunca vai a desfile nenhum. Dizem que Salma adora a Balenciaga. A coleção tem ainda ombros marcados, saias com um detalhe na frente de sobra de tecido, uma alusão às roupas gregas? Tem casaco smoking com ombros. Tem ternos de seda. Em suma: tem muita coisa clássica com um touch de renovação que Guesquière sabe dar.


Hoje tem Dior
Amanhã volto para falar na Nina Ricci e os saltos enormes cheios de glitter que o Olivier Theyskens fez. Tem rumores que ele vai sair da maison.
Eu não me enganei ano passado quando Yves Saint Laurent morreu. A maioria das grifes tem smokings ou releituras deles.

Bisous
A+


LinkWithin

Posts relacionados