Moda Paris: Yves Saint, Laurent, Valentino, Chanel. Outono-inverno prêt-à-porter 008/9. E mais: Anna Wintour, Bee Schaffer, Claudia Schiffer...


Acabo de chegar do desfile da Chanel. Um dos meus sempre preferidos junto com Dior das grandes maisons, mas as imagens da coleção vão ficar para amanhã mesmo. Como não faço foto de passarela (sempre uso aqui reproduções da Reuters, Vogue FR ou Figaro) tenho que esperar. Na minha mira hoje então os desfiles de ontem e as minhas fotos do buxixo da Chanel. Bem, e quem vem là? Uma Yves Saint Laurent super séria, com seus cabelos pretos, boca idem e vestidos ao que me parece com detalhe meio dobrado na frente... O azul cobalto da lã é igual ao que o masculino da Armani e Louis Vuitton usaram. Uma cor para anotar...





E o diretor-criativo da YSL Stefano Pilati também trouxe cores anos 60. Mas os detalhes da coleção são modernésimos... Os tecidos e cores podem parecer ser de antigamente, mas apenas parecem. YSL entra numa fase de reformulação total e de relançamento da marca. Essa semana falei do Manifesto n°2 com Kate Moss. Além dessa ação eles também reinauguram a loja-sede em Saint Germain...




Nada justo. Tudo amplo. Para mulher magra? Nem tanto. Diria que são roupas para as que não gostam de seduzir pela roupa e sim passar uma certa majestade através dela. Exemplo? O manteaux preto com um trabalho feito de aplicações bordadas com penas...



E ontem tava o maior ti-ti-ti aqui (rima sempre proposital nesse blog!!!) para ver o que a substituta de Valentino iria fazer com a grife. A jovem italiana Alessandra Fachinetti -ela tem 35 anos- deu seu toque pessoal e não tentou copiar em nada o mestre. É uma boa arrancada. Permanecem alguns toques do estilo V, mas a roupa é mais leve, jovem e comercial. Lembra que eu falei que o mercado està rejuvenescendo? Esse vestido soltinho plissado é dessa linha que meninas podem usar...



E quando Alessandra entrou no campo favorito de Valentino é claro que também não se arriscou em competir com nada jà feito. Cores sim. O vermelho Valentino dessa temporada é tomara-que-caia com barra dupla balonê...





E essa imagem eu fiz agora hà pouquinho no desfile da Chanel. Clique na foto para aumentar se quiser ver melhor a coleção completa. Resumo ràpido para amanhar falar mais. Lagerfeld abriu com os clàssicos tailleurs . Sempre em três comprimentos, para agradar jovens, médias e senhoras. Depois teve minissaia jeans bem curtinha e muitos vestidos, além dos moços a desfilar para dar aquela pinta indispensàvel. Garotas de Karl têm garotos. Esse era o carrossel Chanel. Todos os ìcones da grife estavam là. No final as modelos entraram nele. Algumas coisas se movimentavam para cima e baixo ou giravam. Foi uma festinha até Lagerfeld descer triunfalmente. Nada mal como desfile de uma marca cujo grupo acumula dez bilhões de dòlares...




Um dos looks desfilados foi esse pretinho em um material que de longe parece ser crochê. O tricô, material utilizado bastante por Gabrielle Chanel apereceu em vàrias passagens...




Como sempre ficou atendendo à imprensa e....um brinde ao blog!!!





Claudia, uma das verdadeiras queridinhas de Karl, causou o maior rebuliço com a imprensa. Mais magra do que no outro desfile e de cabelos lisos ( chapinha de volta????)...




E ainda Emanuelle Alt, editora de moda da Vogue Paris, mostrando sua camiseta rasgada por baixo de blusão dando entrevista para Vogue para o site deles. Veja o look pantalona de Emanuelle ontem aqui. . Hoje o lance era slim e saltão...




E para encerrar a Anna Wintour em pessoa e acho que de Chanel e Prada...




E uma de suas filhas, a jornalista e escudeira Bee Schaffer de vestido Chanel...


Volto amanhã com mais Paris, Chanel, etc...

Bisous
A+

Moda Paris: Givenchy, Christian Lacroix, Ann Demeulemeester. Paris Fashion Week prêt-à-porter outono-inverno 008/009...


Durante esse Semana de Moda de Paris tenho a impressão de que os estilistas andam girando em torno de si mesmos. Ao ver a coleção de Ricardo Tisci para a Givenchy encontro traços de Christian Lacroix (e vocês vão entender logo logo porquê). Lacroix trabalha a moda de séculos passados e Tisci misturou século 19 com 21. Resultado? Mais uma coleção que me faz suspirar, como tudo que tenho visto da grife nos últimos seis meses...




Preto, dourado, couro ( a calça justa se firma de volta!!!), marfim e pronto. Essas são as cores de Givenchy. Nada de novo a não ser o dourado mesmo e a valorização de bijuterias como parte da roupa. Existe um toque sacro, bem italiano, bem Tisci...




Tinha esquecido desse verdinho-água, uma raridade nos invernos europeus. Aqui o preto é quase absoluto, fora passarelas e porta de desfiles quando a gente vê uma explosão de gente com as roupas e cores mais ousadas. Do contràrio as cores vem em foulard, boinas, enfim nos acessórios. A recessão existe para a maioria. Não posso esquecer que quem consome roupa cara é uma minoria... E Givenchy confirma as saias mais rodadinhas, um lance notadamente feito pelas grifes para chamar um público endinheirado e jovem. A idade para essas saias seria, a princípio, até 25 anos...




E as rendas que a Prada fez carro-chefe em Milão estão no inconsciente coletivo. Givenchy também tem...



Plissados, cintura alta e marcada para a calça-saroel e ainda a capinha de couro "padre" completam o mix da grife...




E agora com essa imagem de Lacroix apresentada no mesmo dia de Givenchy, você pode entender o que falei no abre de hoje do blog. Dourado de novo, um tom mais baixo, mas ainda assim uma nuance de passado forte. Lacroix está com uma expo em cartaz no Museu das Artes Decorativas onde tece exatamente essa ligação entre peças de séculos passados com as feitas ao longo de sua carreira. Na mostra as roupas não estão apresentadas por períodos, mas por estilo. Exemplo: o branco, as capas, as rendas, as geometria, as bolas e por aí vai. Quem vier para Paris até final de abril e gosta de moda tem que passar para ver. É didático, fascinante e indispensável...



Continuando sobre o desfile de outono-inverno 008/009 de Lacroix as imagens valem mais que minhas palavras. Por vezes penso que moda não precisaria de comentários e sim muito espaço para imagens... Bem, mas como meu "papel" aqui é escrever destaco o manteaux de mangas curtas que vale mais pelo lado "moda" mesmo, pois pouco tem de prático em lugares realmente frios... E ainda as botas-cavaleiro de saltos altos...



E toda essa bateria de pretos, com uma espécie de franjas grossas lindas nos detalhes das saias ou jaquetas e ainda um matelassê vertical do vestido preto. Gênial...



Mas Lacroix dificilmente deixa as "tintas" de fora e aqui suas peles verdes mescladas com estampas geométricas... Para mim essa pele é falsa, mas...


(foto Reuteurs)
As que mostrei ontem no trabalho de Gaultier não eram não. Ele declarou que "ama" as peles e quando perguntado sobre a questão polêmica de fazer um desfile coberto de peles disse que se tratavam de peles oriundas de "criação" e pedaços de casacos velhos. Com isso fez-se a ira. A sociedade Protetora dos Animais (SPA) publicou uma carta em repúdio ao trabalho de Gaultier e quer em breve fazer uma reunião com o estilista francês para discutir esse assunto...Falei que a coisa ia longe...




E quem usou lã desfiada foi Ann Demeulemeester. O desfile da estilista é um desdobramento do masculino. Fui ao outro no final de janeiro durante o prêt-à-porter masculino e é exatamente a mesma vibe... E uma cor que surge novamente é o lilás anos 60. Dior fez e agora Ann...Bem hippie-time...



A coleção traz os botas de cano alto, sobreposições e peles (?????). Não sei dizer se falsas ou não. Acho que falsas...


Bem e encerro hoje a moda Paris com mais da estilista. Batalhão de preto. Moda real para quem corre, corre e não quer ficar de fora nunca dela. Preto é eterno.
Mais Moda Paris? Confere no outro blog as fotos da entrada do desfile do Valentino aqui...
Bisous
A+


Crédito imagens: reprodução/ internet. As demais Ana Clara Garmendia

Moda Paris: YSL Manifesto primavera-verão 008_ Kate Moss...


Entrou no ar o making off e as imagens da campanha de primavera-verão da YSL com Kate Moss..Confere o vídeo onde aparece o diretor criativo da grife Stefano Pilatti e depois entra aqui para ver as fotos feitas na Fundação Yves Saint Laurent e Pierre Bergér do lado da minha casa aqui em Paris. As fotos são de Inez van Lamsweerde e Vinoodh Matadin, os mesmos da campanha anterior feita com a brasileira Gisele Bündchen.




Amanhã tem o desfile da grife durante a Paris Fashion Week e o jornal com as fotos tinha previsão para ser distribuido hoje na cidade. Ao todo serão mais de um milhão de exemplares contando com Londres, Nova York, Milão, Tokio e Hong Kong... O blog vai mostrar...Relembre o Manifesto 1: aqui

Olha o making-off com a Kate...


Bisous
A+

Moda Paris: Balenciaga, Jean Paul Gaultier, Veronique Branquinho, Marithé + François Girbaud. Prêt-à-porter outono-inverno 008/009...


E ontem foi um dia infeliz para as fotos de rua. Foi sob um céu cinza e, por vezes carregado de água, que a quarta jornada de desfile da semana de moda de Paris aconteceu. Em contraponto a tudo isso a moda raiou linda com a coleção de Nicolàs Guesquière para Balenciaga. E bingo!! Deu sessenta de novo no momento em que Nicolàs resolveu revisitar o que o mestre Cristòbal Balenciaga fez em uma época onde sua maison fervia na avenue George V aqui em Paris...




Balenciaga 2008, quase 2009, é uma mistura de todo esse movimento de pesquisa de seu diretor-criativo ao genial trabalho realizado no passado com uma pitada forte de modernidade. Não é um retrô não. É Balenciaga século 21. Os cortes e as modelagens das saias e tailleurs tem toques dos anos 60, mas são absolutamente novos...



Acho que em linhas gerais essa é a coleção mais clássica feita por Nicolàs...E olha o salto stilleto que o blog falou ainda essa semana. E olha a controversa bota branca aqui em versão slow, . O tom é um blanc cassé , se fossemos traduzir literalmente para o português diríamos um " branco quebrado", saca?




Essa coleção quebrou a monotonia da terça-feira com mais que uma visita ao antigo... Tem coisa diferente...Como as modelagens dessas jaquetas e toda uma linha de bijuterias com pedras e muitas pérolas...J'adore vraiment ça...





E essas blusas de jersey com toques bons de cores. Amarelo e vermelho? A gente viu dezenas de vezes no blog na nossa moda urbana...




E ainda o futurismo brilhante e austero desses mantôs e o look do meio misturando o sessentinha tafetá a novas estruturas e a uma calça preta e sequinha. A essas horas deve ter gente com ela no topo de sua wish list. Slim again...
...


Cavernas...

E deve ter gente urrando com a coleção de Jean Paul Gaultier. Muita pele. Esses dias li uma matéria onde o Peta chamava atrizes famosas como Eva Longoria de prostitutas por aparecerem usando roupas feitas de com pele de animais. Discussão profunda essa das organizações protetoras dos animais com a moda...Vivienne Westwood-ainda não mostrei seu desfile aqui de Paris- é a mais nova a dizer não a elas. Está no site do Peta. Coloquei o link para você poder pesquisar mais e ver quem está a favor e contra...


Jean Paul Gaultier não entrou mesmo na turma do contra e sua coleção teve muita pele, inclusive com raposas decorando a cabeça de algumas modelos. Não tenho informação de que sejam falsas não. Contei uma vez aqui no blog sobre a entrevista que fiz com François Lesage, o mestre dos bordados francês. Ele falou mais de uma hora comigo e disse coisas ótimas sobre a história da moda na França. Uma delas foi sobre um vestido bordado imitando onça feito para Gaultier. Os dois tiveram que andar com guarda-costas durante dias tamanha foi a manifestação. Os membros do Peta não sabiam que não era pele e sim um magnífico bordado imitando o bicho...




Gaultier fez ainda pantalonas de cintura alta, e slim também...Ficou nas cores bege, marrom e preto e no nosso terninho com a gola-smoking... Se existe recessão o combate é roupa comercial...




Como esses vestidos a cara de uma coleção da grife brasileira Forum de umas duas coleções atrás...





E dei uma passada no desfile do casal francês Marithé + François Girbaud. Eles fazem uma moda urbana e para menores de 25 anos... Escolheram o tema Super Nova. Fizeram um desfile com trilha sonora de 007 para mostrar parcas clarinhas usáveis com meias coloridas e botinhas. A cara de uma das turmas jovens que a gente vê nas ruas de Paris...




E o oversize das calças que são mais que pantalonas de tanto pano que tem. Aqui são usadas por um povo que gostam daqueles ratinhos de apartamento( vivos!!!) e usa cabelos bem pretos e piercings os todos os lados...




E à noite fui ver Veronique Branquinho. Seu desfile tinha, juro!!!, 80% de convidados asiáticos...E suas roupas ficaram em modelagens justas. Falso couro nas calças. Vestidos feitos num nylon bem fininho. Um toque de lamê, peças em mohair...



E as cores preto, cinza, camelo, pele e verde esmeralda. Em algumas passagens Branquinho introduziu o oversize de vestidos longos, mas a marca mesmo foi a sobreposição de pulls, casacos ou vestidos sobre as calças de falso couro...Ah!! Veronique usou pele: tinham casaquinhos curtos de pele de coelho. Para constar....


Volto amanhã
Bisous
A+

Moda Paris: Dior prêt-à-porter outono-inverno 008/009...Marisa Berenson, Lucy Liu, Mônica Cruz,Irina Lazareanu, Freja Beha...


E durante essa temporada de moda Paris eu resolvi mostrar em detalhes algumas partes dos shows que as reportagens em geral não mostram. Por exemplo: a porta dos desfiles é um dos lugares mais divertidos para estar. Desde cedo aparece a turma do "deixa entrar" a recitar todos os tipos de argumentos do mundo aos, para mim, conhecidos seguranças da Federação de Moda..Essa é a porta da Dior, ontem às 14H, horário de Paris, em pleno Jardin de Tuileries, onde existe o Espaço Efêmero e algumas grifes fazem suas apresentações...



E essa é a simpática e maravilhosa Marisa Berenson, habitué dos desfiles da Dior, dando entrevista a um canal de televisão francês sobre o Oscar de melhor atriz que Marion Cotilllard ganhou domingo por sua interpretação de Edith Piaf no cinema. Marisa elogiou o talento e a versatilidade de Cotillard ( ela passava cinco horas por dia sendo maquiada para ser caracterizada como Piaf e teve que fazer um exercício corporal enorme para disfarçar seus 1M70cm. Piaf tinha algo em torno de 1m50cm) e ainda destacou a juventude da atriz como um ponto a favor para ela se destacar ainda mais no cinema mundial. Cotillard tem 32 anos...




Saindo do universo paralelo entro enfim na imensa tenda branca e là dentro uma cascata é a boca de cena do desfile... Galliano anda numa fase águas. No desfile da alta-costura que o blog foi e publicou aqui no final de janeiro, havia uma piscina na passarela...




Como convidadas nobres Lucy Liu... Linda e natural....



E a irmã de Penélope Cruz, Mônica, devidamente instalada depois de ter sido bombardeada por um batalhão de fotógrafos do lado de fora...



A coleção...

Apesar da gente citar Jackie Kennedy e Grace Kelly nos anos 60, foi na própria mãe que Galliano diz ter se inspirado para criar a coleção 60 da grife..."Eram essas roupas que minha mãe usava", disse à televisão francesa depois do desfile. Influências de todas posso afirmar. O desfile foi o melhor que vi nos últimos tempos. Com muitos tailleurs, vestidos, cores variadas -tinha rosa, rosinha, verde, preto, branco, lilàs, amarelo, purpura, vermelho- e nenhuma calça...





Tinha três modelos de chapéu, tinha essa estampa da foto do meio, tinham saltos enormes. Dior não entra na fase de apostar em clientes mais jovens, continua a investir em mulheres mais maduras, fala no seu material de divulgação em "working woman"...





AH! E tinham as plumas desse modelo baby-doll a cara da Twggy, da Mia Farrow...Aqui na interpretação da top-roqueira Irina...



E quem disse mesmo que os balonês estavam fora??? Adoro fazer essa brincadeira. Vários deles na passarela Dior... É bom lembrar também que os cabelos usados no desfile conectam com Veruska, com Barbarella... As duas foram pautadas aqui no blog ano passado...



Terminada a apresentação mais buxixo na saída para ver as tops...A morena Freja Beha é uma das modelos da geração que a economia anda apostando. É nova e chama um publico de menos de 25 anos cheio da nota para consumir...Depois vou voltar a falar mais disso. Mas contei sobre a Burberry ( veja o vídeo no link) ter substituído Kate Moss por Agyness Deyn e mostrei o desfile de alta-costura da Chanel apenas com meninas novinhas e roupas para elas. Sacada de Lagerfeld...



E olha a Irina sendo perseguida pelos fotógrafos... Faço a anti-foto e pego ela de pertinho...



O cabelão Dior à luz do dia era assim. Fofoquinha boa: Suzy Menkes saiu da apresentação com uma das tiaras rosa usadas pelas tops. Fiz a foto. Vou publicar na minha coluna de domingo do jornal Gazeta do Povo, Paraná...Tesourinho guardado. Depois mostro aqui...




Antes Carine Roitfeld da Vogue Paris dando entrevista para o podcast da revista depois do desfile...


E dentre os profissionais que vão realmente cobrir os desfiles existe uma turma no meio que passa e aproveita a explosão de flashes para eternizar seu momento em Paris. J'adore ça...

Volto depois com mais Paris Fashion Week
Agora corro para ver desfiles
Bisous
A+

LinkWithin

Posts relacionados