Moda Paris: Agyness Deyn, Beat girl, Clash, Dior Homme, Heidi Slimane, Kris van Assche, Marc Jacobs, Prada, YSL...


Ela foi a "it girl" do ano na opinião de uma parte da mídia. Para mim, Agyness Deyn é linda, mas não tem ainda o allure das tops mais velhas, mesmo namorando roqueiro do Strokes e coisa e tal. Enfim...Ela é capa da Vogue coreana como Marylin. Vivemos ainda em busca de uma nova identidade e por isso lançamos mão sempre de imagens que deram certo no passado. Claro que Marylin merece, mas a criatividade não tem sido marca de algumas revistas de moda, guardadas sempre exceções, obviamente...



Borboletas para Dior Homme. Sabe quantas? Nove mil. Kris Van Assche, diretor artístico de Dior Homme, convidou a artista Andréa Mastrovito para fazer esta instalação esplêndida. As borboletas são de papel e estão na boutique da rue Royale desde 4 de dezembro último.



Enfim um lugar na moda para Hedi Slimane depois da Dior. O estilista começa uma colaboração com a Prada. Foi ele quem fotografou a campanha masculina da marca. Slimane é excelente fotógrafo. Adoro o site dele. Entra aqui para ver. É fonte de imagens, moda e música. Bem sobre a campanha da Prada ele "fotou" os dois filhos de Paul Simonon, baixista do Clash.




Esta foto que achei durante a busca por uma imagem de YSL entra de presente de Natal. O modelo é Samuel de Cubber e esta não é a imagem oficial da propagando do perfume. Foi apenas um delírio meu publicar pois é outra coisa sobre Yves que quero contar...




Na real foi esta a versão soft da campanha do perfume. Então: a maison YSL fez uma associação para ajudar as mulheres. Eles se unem ao Fundo das Nações Unidas pela mulher( Unifem em francês). A idéia é usar a força e parte da grana de ações da grife para lutar contra a violência e também ajudar a reduzir a pobreza entre as mulheres.





Custa 150 euros a bolsa masculina que o Marc Jacobs lança agora em 2009. O ilustrador que fez Mister Marc é o mesmo que tinha feito a Miss Marc. William Broome criou o alter-ego masculino de Jacobs...



Sabe qual o nome novo da moda? Beat girl! A menina que curte som antes de qualquer coisa. Sua vida vira música. Gostei.

Bisous
A+

3 comentários:

Dinorama disse...

Oi Ana Clara adoro seu blog tb tenho um, o Dinorama.sobre a Agyness tenho essa mesma impressão falta muito pra ela ser uma top de verdade e odeio qdo a imprensa ficadizendo que ela é a nova Kate Moss,aliás odeio comprarações,rs e incrível que alguns fotógrafos não conseguem imitar aquelas fotos da Marilyn que o Bert Stern fez;e sobre essa imagem do perfume M7 eu vi essa foto do Samuel de Cubber na vogue Paris,Carine Roitfeld foi a única editora a publicar essa foto dele assim nu,as outras revistas publicaram a outra,adoro Carine e sua visão.

claudia a.g. disse...

olá
a foto do editorial com a agnes reforça a necessidade de compensar uma figura frágil por uma imagem mítica do imaginário feminino imortalizada pela marilyn monroe.isso aconteceu tantas vezes,com tantas celebs do mundo fashion que nem madona escapou...o que me surpreende também são esses cliches que nunca se renovam...porque não reproduzir outros personagens fefininos tão ou mais ideáticos quanto marilyn e menos obvios,como marlene dietrich,por exemplo.me parece que marle tem muito mais a ver com agnes que mariyn,não achas...ambas frias,híbridas no comportamento ambivalente e magnéticas.
sinais de um tempo em que faltam os olhares que revelam aos outros ,o que os outros ainda não revelaram a si mesmos.
claudia a.g.
www.artclothes.com.br

claudia a.g. disse...

olá
a foto do editorial com a agnes reforça a necessidade de compensar uma figura frágil por uma imagem mítica do imaginário feminino imortalizada pela marilyn monroe.isso aconteceu tantas vezes,com tantas celebs do mundo fashion que nem madona escapou...o que me surpreende também são esses cliches que nunca se renovam...porque não reproduzir outros personagens femininos tão ou mais ideáticos quanto marilyn e menos obvios,como marlene dietrich,por exemplo.me parece que marlene tem muito mais a ver com agnes que mariyn,não achas...ambas frias,híbridas no comportamento ambivalente e magnéticas.
sinais de um tempo em que faltam os olhares que revelam aos outros ,o que os outros ainda não revelaram a si mesmos.
claudia a.g.
www.artclothes.com.br

LinkWithin

Posts relacionados