Moda Paris: Balmain, Christophe Decarnin, Gareth Pugh, Kris Van Assche, Lenny Kravitz, Rick Owens, Zoe Kravitz, primavera-verão 2009....


E a correria dos desfiles começou forte no sábado. Resumo: muito trabalho, muitas fotos e pouco tempo para blogar. Paradoxal. E o Palais de Tokyo, uma das bases do blog, foi onde o inglês Gareth Pugh fez sua estréia em Paris. O estilista veio em primeira temporada para cà e seu desfile teve muita gente vestida à caráter. Anjo dourado na minha mira e de todos os fotógrafos que estavam là.


A jaqueta é incrível. É do Gareth e parece ser pesada, mas não é...




Mais roupa do Gareth... A gola e o cinto são dele e, misturados a peças clássicas (o que muita gente faz) fica muito bom. O preto não cessa nunca.



E estas fotos do povo que foi ao desfile são apenas para esquentar e dar o tom das portas e bastidores. Ainda tenho muito mais. Mas hoje tem Dior e Martin Margiela. Não posso perder. As outras vou postando ao longo da semana e depois too...



Quanto ao desfile foi todo em preto e branco ou preto e marfim. Sempre nesta cadência do escuro atrás e o claro na frente. Tem casacos bacanas que podem ser usados ( alguns me dão a impressão que não), capuzes e umas calças articuladas ( lembra do Jaspion????) em tecidos como borracha, vinil, não dà para saber ao certo, mas o resultado é um trabalho bem caracterizado. Gareth em fase de crescimento com o apoio da Câmera Francesa de Costura e a presença da Carine Roitfeld no desfile e do estilista Rick Owens. Sua entrada em Paris é bem apadrinhada. Bem, isto foi sábado.




E ontem teve Rick Owens ( a edição està em ordem exata dos acontecimentos, para avisar). A coleção toda em preto e cinza com Mariacarla Boscono abrindo a apresentação em meio a nuvens. As roupas são o padrão Owens, um rapaz fortão, meio estranho, apaixonado por Iggy Pop e cheio de amigos roqueiros.


Lenny Kravitz tirou o maior sarro "sacando" sua máquina do bolso ao ser bombardeado pelos fotógrafos. Na entrada ( tenho mais fotos) e na saída. De pé, vestido curto e sapato vermelho, sua filha Zoe...



Na hora do desfile eu não entendi bem o tema. Sei que o Rick faz sempre algumas coisas como as botas que parecem patas ou umas polainas de couro amaradas na perna. No inverno foram de pelos. Desta vez, fui entender, um pouco mais sobre sua criação, depois. Ganhamos uma camiseta e um lenço. Nele, uma pintura de Rick estourado a cabeça com uma arma, o sangue jorrrando para trás. Em frente, como um reflexo, jogado sobre uma mesa, um corpo que parecia ser dele mesmo. Uma terceira pessoa ainda no quadro. Uma mulher, sentada, parece estar morta também. Forte.



Mas se olhar a roupa, apenas ela, vê-se os casacos e os macacões com as costas de fora. E algumas asinhas que, para mim, para meu olho, também são detalhes de origâmis.



Um registro da coleção de Kris Van Assche. O estilista da Dior Homme mantém sua grife feminina com uma coleção em quase tudo preta e fase smoking too. Yves Saint Laurent total...



E o Kris de camiseta com foto. A moda é usa-las com ídolos. Aqui todo mundo usa. O blog postou sobre isto no dia em que esteve em Amsterdã. Não consegui decifrar quem é na roupa de Assche.



Christophe Decarnin e sua Balmain rock-chic. Ainda as calças justas, com rasgões ( homenagem à Margiela???) da coleção passada. As padronagens saem das zebras e cobras do inverno para entrar em nuvens no verão 2009. . Os shapes nada novos. Os casacos são um mix de jaqueta e blazer...




E os vestidos são meio rumbeira chic. Com Raquel Zimmermann levantando este branco.




E ainda esta Pedrita num quase "não vestido". A pedraria preta é linda.


Para terminar, outro modelo clássico Balmain. O que tem de novo aqui? O verde. O resto é sempre bom, lindo, perfeito. A temporada Paris começa sem grandes ousadias de modelos. Sem riscos. As idéias se sofisticam, mas ninguém pira em um tempo onde o mercado continua super instável. Se vendeu no passado, então é melhor continuar na mesma linha.
Eu corro para continuar...
Palavras na minha cabeça? Cafonismo ( nas festas!!!), origamismo, classicismo, rock'n'roll e pessimismo.
Bisous
A+

2 comentários:

Luciene Vieira disse...

Meus achismos: acho que a estampa na camiseta de Kris é do Muhamed Ali, bem jovenzinho. Nos útimos vestidos achei que a novidade foram as ombreiras...

Ge disse...

momento de tirar a camisetinha com estampa de Marylin que os Dolce boys fizeram ano passado? duvida que só vc pode me ajudar... btw, a sua cobertura tá bárbara e como sempre os textos uma delícia de ler.
Gros bisous!

LinkWithin

Posts relacionados