Moda Paris: Prêt-à-porter outono-inverno 008/9 Chanel, Alexander McQueen e Stella Mcartney...


Dia exaustivo de trabalho hoje. Mais de 500 fotos para editar do lado de fora dos desfiles e ainda ressaltar o que tem de diferente nessa nossa moda parisiense que, raras excessões, está mais voltada para o lado comercial do que nunca. Papo cabeça? Apenas Martin Margiela entrou de "cabeça" nessa. O resto é moda para vender. A diferença é que aqui em Paris é "da boa"...No abre de hoje o material da Chanel distribuído à imprensa e convidados. Fotos feitas por Lagerfeld onde alguns detalhes da coleção são ressaltados. Pérolas e uma sombra dourada iluminando o make (logo logo eles lançam o tom nas suas linhas de maquiagem). A novidade é o opaco do papel...Ainda junto com eles um jornal "cabeça" voltado para o Oriente. Durante a semana eu mostro...



Chanel começou clássica com tailleurs de tweed levemente desgastados na frente... A moda francesa não pode ser complicada e perfeitinha s'il te plaît!!!!



E nem pode esquecer que o tricô foi uma introdução de Gabrielle Chanel na moda e que ele e funciona muito. É roupa para colocar e não sentir no corpo. Um mundo menos chato, com formas livre. Elas não te amarram. Isso vende. Isso é Chanel...



E lembra que eu venho falando do azul-cobalto? Uma boa para loiras bem desmaiadas ( no desfile elas ganharam um toque de maquiagem dourada nas raízes dos cabelos), as amarelas fiquem fora... É perigoso demais. Aliás, se tem uma cor perigosa é o azul. Alguns tons podem destruir...



E depois da Prada, de Cavalli e alguns outros, a Chanel também reeditou a renda. Vem em roupas e em meias. Uma boa quando a gente não pode ou não quer usar inteira é usá-la aos pedaços...



E os meninos aparecem de cinza, clássicos..Sempre para fazer volume. Nunca para ganharem coleção...




E fechando...Teve plástico transparente com desenhos por cima do mesmo bege-base evocado por Miuccia Prada. Mostrar o corpo através da roupas no inconsciente genial e criativo de uma dupla maravilhosa ( Miuccia e Karl) em ação na moda de hoje...




Bem e depois de Chanel mostro McQueen. O inglês com sua roupa de rainha...Provoca ou mergulha cada vez mais numa fase de se expressar através de roupas para teatro? É um dos caminhos a seguir no estilismo. Lacroix faz muito isso...



Mas achei bem bacanas seus pretos. Segundo a Caroline Roitfeld essa é a temporada dos pretinhos. Viva eles!!!A jaqueta que para mim continua sendo a versão slim da perfecto mais viva do que nunca tanto nas passarelas quanto fora delas. Tenho visto.



E queria dar uma passadinha na coleção da Stella Mcartney. Adoro as cores, as proporções, os tecidos e a linguagem limpa da estilista.



É o tipo da roupa sem pretensão que faz a maior diferença pelas cores, caimento, pelo "touch" Stella..



Acho que ela teve uma fase meio chata e que agora volta a soltar a veia criativa e...tem batas-cigana ( era assim que eu chamava essa peça do primeiro look na década de 80), botas quase com pernas à mostra (uma volta nessa estação é o não uso de meias como uma das opções) e rendas e crochês again...



Para terminar, por hoje, porquê ainda tem muito mais para ver, o vídeo do final do desfile da Chanel. Imagens sempre valem mais que palavras. É lugar-comum, mas é verdade. Por quê negar o óbvio? Mundo meio chato o que tenta inventar o que é tão simples...
Bisous exaustos!!!
A+++++++

Nenhum comentário:

LinkWithin

Posts relacionados