Moda Paris: Gucci e Roberto Cavalli. Milão Prêt-à-porter outono-inverno 008/009


Quem acompanha os desfiles masculinos que acontecem um mês antes dos femininos dentro do calendário internacional pode claramente encontrar conexões entre as coleções de grandes grifes como a Gucci. Sua estilista Frida Giannini deu vida a mulheres que fazem par com os poetas e boêmios mostrados no masculino...




Achei a coleção a cara da Frida. Vestidos que ela certamente usa e que em mulheres loiras e magras como ela ficam bem...




De repente elas viram meio amazonas, ciganas e quem disse mesmo que as botas com franjas estavam fora de moda? Frase difícil essa...



O certo é que a veia hippie bateu forte na Gucci. E mesmo com uma influência russa na criação ( a Rússia é um dos países em ascensão econômica agora. Tem muita gente para comprar, assim como China e Índia, então o mercado se volta em homenagens a eles). E lembra que eu falei que os estilistas andam copiando mesmo uns aos outros? O vestido do meio é a cara de um feito pela Balenciaga exatamente um ano atrás...



E mais calças justas, vestidinhos e um modelo de casaco 70 mostrado dia desses nas ruas de Berlim... A mistura é: o público alvo, o que o povo em geral usa, o que os outros estão fazendo e pronto está montada uma coleção comercial hoje...


Surpreendente Cavalli...

E ando caindo de amores por Roberto Cavalli. Pois não é que agora ele entra numas de bailes de debutantes e enfrenta um masculino-feminino e ainda coloca preto e rendas e patchworks em tudo isso? Acompanhe:




Influência anos 20...



Inconsciente coletivo. As rendas e transparências dessa peça se assemelham muito com um dos looks Prada desfilado anteontem em Milão...



E daí não vou dizer que é sem mais e nem menos que entram as debutantes. Sempre existe um motivo e um mercado na mira de um criador... Mas que essas meninas com vestidos pelados, rodados e florais de inverno quebram qualquer pré-julgamento do que pode vir a ser uma coleção do italiano isso quebram. Diria que as coisas andam imprevisíveis por là...



Não acham? Lembram do toque smoking que o blog deu faz pelo menos uns dois meses???



Mais delas: as slow-boots furadinhas nem parecem ser de inverno, mas são. A adaptação real é usar com meias grossas...Acredito que seja por essa linha de pensamento que os estilistas e empresários se guiam ultimamente. Não destruir tudo que vendeu e deu certo. Eles introduzem novas peças, mas não jogam nada que vendeu bem fora.



Essa parte da apresentação de Cavalli também me remete à Rússia, mas não deixa de ter algo familiar com coleções passadas. Volto a falar na influência de outros criadores e a citar Balenciaga com suas sainhas curtas, rodadas e florais da primavera-verão 008... Não é igual, mas tem uma certa pegada...
Bisous
A+

Um comentário:

raquel jorge disse...

Fiquei besta com os minis e patchworks, estou adorando mesmo essa tendência 70's!

LinkWithin

Posts relacionados