Moda Paris: Balenciaga, Jean Paul Gaultier, Veronique Branquinho, Marithé + François Girbaud. Prêt-à-porter outono-inverno 008/009...


E ontem foi um dia infeliz para as fotos de rua. Foi sob um céu cinza e, por vezes carregado de água, que a quarta jornada de desfile da semana de moda de Paris aconteceu. Em contraponto a tudo isso a moda raiou linda com a coleção de Nicolàs Guesquière para Balenciaga. E bingo!! Deu sessenta de novo no momento em que Nicolàs resolveu revisitar o que o mestre Cristòbal Balenciaga fez em uma época onde sua maison fervia na avenue George V aqui em Paris...




Balenciaga 2008, quase 2009, é uma mistura de todo esse movimento de pesquisa de seu diretor-criativo ao genial trabalho realizado no passado com uma pitada forte de modernidade. Não é um retrô não. É Balenciaga século 21. Os cortes e as modelagens das saias e tailleurs tem toques dos anos 60, mas são absolutamente novos...



Acho que em linhas gerais essa é a coleção mais clássica feita por Nicolàs...E olha o salto stilleto que o blog falou ainda essa semana. E olha a controversa bota branca aqui em versão slow, . O tom é um blanc cassé , se fossemos traduzir literalmente para o português diríamos um " branco quebrado", saca?




Essa coleção quebrou a monotonia da terça-feira com mais que uma visita ao antigo... Tem coisa diferente...Como as modelagens dessas jaquetas e toda uma linha de bijuterias com pedras e muitas pérolas...J'adore vraiment ça...





E essas blusas de jersey com toques bons de cores. Amarelo e vermelho? A gente viu dezenas de vezes no blog na nossa moda urbana...




E ainda o futurismo brilhante e austero desses mantôs e o look do meio misturando o sessentinha tafetá a novas estruturas e a uma calça preta e sequinha. A essas horas deve ter gente com ela no topo de sua wish list. Slim again...
...


Cavernas...

E deve ter gente urrando com a coleção de Jean Paul Gaultier. Muita pele. Esses dias li uma matéria onde o Peta chamava atrizes famosas como Eva Longoria de prostitutas por aparecerem usando roupas feitas de com pele de animais. Discussão profunda essa das organizações protetoras dos animais com a moda...Vivienne Westwood-ainda não mostrei seu desfile aqui de Paris- é a mais nova a dizer não a elas. Está no site do Peta. Coloquei o link para você poder pesquisar mais e ver quem está a favor e contra...


Jean Paul Gaultier não entrou mesmo na turma do contra e sua coleção teve muita pele, inclusive com raposas decorando a cabeça de algumas modelos. Não tenho informação de que sejam falsas não. Contei uma vez aqui no blog sobre a entrevista que fiz com François Lesage, o mestre dos bordados francês. Ele falou mais de uma hora comigo e disse coisas ótimas sobre a história da moda na França. Uma delas foi sobre um vestido bordado imitando onça feito para Gaultier. Os dois tiveram que andar com guarda-costas durante dias tamanha foi a manifestação. Os membros do Peta não sabiam que não era pele e sim um magnífico bordado imitando o bicho...




Gaultier fez ainda pantalonas de cintura alta, e slim também...Ficou nas cores bege, marrom e preto e no nosso terninho com a gola-smoking... Se existe recessão o combate é roupa comercial...




Como esses vestidos a cara de uma coleção da grife brasileira Forum de umas duas coleções atrás...





E dei uma passada no desfile do casal francês Marithé + François Girbaud. Eles fazem uma moda urbana e para menores de 25 anos... Escolheram o tema Super Nova. Fizeram um desfile com trilha sonora de 007 para mostrar parcas clarinhas usáveis com meias coloridas e botinhas. A cara de uma das turmas jovens que a gente vê nas ruas de Paris...




E o oversize das calças que são mais que pantalonas de tanto pano que tem. Aqui são usadas por um povo que gostam daqueles ratinhos de apartamento( vivos!!!) e usa cabelos bem pretos e piercings os todos os lados...




E à noite fui ver Veronique Branquinho. Seu desfile tinha, juro!!!, 80% de convidados asiáticos...E suas roupas ficaram em modelagens justas. Falso couro nas calças. Vestidos feitos num nylon bem fininho. Um toque de lamê, peças em mohair...



E as cores preto, cinza, camelo, pele e verde esmeralda. Em algumas passagens Branquinho introduziu o oversize de vestidos longos, mas a marca mesmo foi a sobreposição de pulls, casacos ou vestidos sobre as calças de falso couro...Ah!! Veronique usou pele: tinham casaquinhos curtos de pele de coelho. Para constar....


Volto amanhã
Bisous
A+

Nenhum comentário:

LinkWithin

Posts relacionados