Moda Paris: o adeus de Valentino, Jackie Kennedy, Aistòteles Onassis, Maria Callas, Jean Paul Gaultier, alta-costura verão 2008...


E ontem o Museu Rodin de Paris viu um dos grandes apreciadores da beleza feminina dizer adeus às passarelas. Depois de quase meio ano do anúncio oficial de sua saída, o estilista italiano Valentino, 75 anos, sai de cena e deixa um espaço vazio entre os criadores da atualidade...





A apresentação foi obviamente carregada de emoção. Valentino tem um grande trajeto dentro da própria história do século 20. Foi ele, por exemplo, quem vestiu Jackie Kennedy para que ela se tornasse Onassis, uma casamento cheio de intrigas e fofocas. Aristòteles Onassis, segundo marido de Jack, foi o grande amor de Maria Callas. Jackie teria sido o pivô dessa separação que levou Callas ao declínio... As artes sempre estão entrelaçadas com a moda. Essa é a parte que eu gosto em tudo isso. A vestimenta tem um papel importante dentro da sociedade, fora o desenvolvimento econômico que desencadeia...



E esse adeus de Valentino, substituído por Alessandra Fachinetti nas próximas coleções, teve uma faceta de repassagem por várias fases de elegância pura e absoluta... Flores, chapéus, volumes, fluidez...



Valentino nunca fez roupa mais ou menos, de dia-a-dia banal. Sempre vestiu mulheres de presidentes, princesas, executivas, tops, atrizes. Sua roupa não carrega tendência e sim uma absoluta preocupação com feminilidade e beleza...



O que, agora entra minha opinião, acho maravilhoso. Existem tantos estilistas que esquecem de embelezar as mulheres e as tratam como bonecas de pano. Valentino não. Nunca fez isso...




Então você que gosta de moda e acha que elegância é fundamental para uma mulher marque bem essas imagens criadas pelo mestre. De agora em diante elas serão passado...




Principalmente essa de um esquadrão de vestidos vermelhos, a marca-registrada da sedução unida a uma classe que talvez apenas ele tenha conseguido fazer até hoje...O vermelho Valentino sai dos anais da realidade e entra para a história definitivamente ( ele na verdade jà estava faz bastante tempo)...




E enfim a imagem dele se despedindo. Ainda em forma, o grande Valentino não vai se aposentar não. Vai sim se de dedicar a projetos maiores que até então não teve tempo de fazê-lo. Tudo isso o blog vai continuar a acompanhar de pertinho. Viva ele!


Jean Paul Gaultier....

A sedução das sereias finalmente pegou a veia de Gaultier. Ele havia sido flechado pelo look marinheiro. Quem não tem a memória da camiseta listrada dele? É como um vermelho Valentino,..Não tem como não fazer a conexão...



Nessa teatral apresentação ( e sempre são) Gaultier se rende a essa sua marca. Como falei antes, a alta-costura começa a sair da crise, mas para vender precisa colocar um pé em visuais mais comerciais, talvez seja essa a necessidade dele. Porquê suas peças mais parecem um prêt-à-porter de luxo. Não vejo diferença entre os outros desfiles dele, a não ser que sei: as roupas são montadas no corpo de cada modelo e a equipe de Gaultier trabalha incessantemente para que tudo saia perfeito...




E como também dei o toque antes: o supra-sumo do luxo no planeta são esses vestidos e eles lançam algumas tendências ( no caso de Gaultier que é um vanguardista). Aqui a confirmação dos manchados...



E ainda mais dourado total com bordados em pérolas. Sabia que Jean Paul Gaultier montou ele mesmo uma equipe de bordadeiras para fazer suas criações? Ele trabalhou um tempo com Lesage ( responsável pelos bordados da Chanel, Vuitton, Yves Saint Laurent, entre tantos outros) e depois recrutou alunas do mestre para fazer sua própria equipe. Palavras de Lesage em entrevista exclusiva ao blog ano passado aqui em Paris...



Bem e encerro o post de hoje com o beijo de Gaultier em uma de suas sereias. Serà que render-se à sedução vai começar por aí? Precisamos nos entregar aos seres míticos para encontrarmos a felicidade? Sei não. Mas gosto dessa magia dos mestres costureiros parisienses. Me fazem sonhar um pouco. Ps: deixei para amanhã os desfiles do Franck Sorbier e Elie Saab. Sorbier merece um post inteiro para ele....

Bisous
A+

2 comentários:

Vanguarda disse...

Ontem foram embora sonhos junto com Valentino.

Samuel disse...

Oi Ana!!
De fato sonhos se esfacelaram com a aposentadoria de Valentino! Último dos clássicos este Mestre Italiano relembrou ao século XX os ideais de simetria, proporcionalidade e equilíbrio da Antiguidade, e agora nos lega essa fórmula tão antiga que hoje parece não ser mais importante para os novos!! Valentino não deixará um espaço e sim um vácuo, quem como ele, hoje, amará as mulheres em todas as suas formas?! Não sei... é incalculável a importância de Valentino para a moda e para Alta-costura, depois da segunda grande guerra, somente ele foi capaz de ameaçar o monopólio parisiense da Alta-costura, quando surgiu em 1959, além do vermelho Valentino nos deixa uma questão a ser pensada e repensada: " O que é realmente Belo hoje?!"... vamos todos pensar... Ana, lindo post, parabéns!! Te adoro!

LinkWithin

Posts relacionados