MODA PARIS: em trânsito.....


Oi estou na correria dos desfiles. Quero dar um recado: a Dior Homme não vai fazer grande coisa nessa temporada. Parece que o Kris Van Assche não teve tempo de fazer tudo e então vai ter uma apresentação nesse domingo que, dizem, não serà um desfile. Ontem fui ao desfile da Louis Vuitton e ao buxixo da Kenzo. Hoje na Veronique Branquinho e Martin Margiela. Volto logo tà? Com muita coisa para contar. Bisous A+

MODA PARIS: Jonh Gallino e Yoji Yamamoto começa o masculino verão 008 em Paris...


A semana de prêt-à-porter masculino de Paris é bem curta. De hoje até domingo. Eu me agito quando começo a ver algumas criações, principalmente as do Galliano. Aproveito e faço uma comparação entre Yoji Yamamoto e ele. Os dois tem nomes fortes na moda mundial. Yamamoto dà pinta com um estilo mafioso. Ano passado umas amigas encontraram com ele num café em Saint Germain e ficaram meio assustadas com sua antipatia frente ao frisson que as causou. Se mandou bruscamente para não ser perturbado. Anna Wintour fez a mesma coisa no L'Avenue, um outro lugar badalado de Paris. Mas o melhor seria agir como Lagerfeld. Não frequentar certos lugares se não quer ser incomodado. É pùblico um cara desses, não privado. Lagerfeld quando encontra com qualquer pessoa na rua atende. Sabe de suas obrigações. Bem mas vamos aos dois: Yamamoto fez roupa para gente como ele. Jà Galliano fez roupas para homens que andam soltos pelas ruas do mundo. É a bandidagem em todas as suas facetas que habita o seu masculino. Curti.













Brasileiros, colombianos, membros da Farc, americanos... Sujos e com corpos lindos, esses homens viraram a inspiração do inglês que....segunda vou encontrar na festa e desfile da alta-costura da Dior.... To animada com tudo. Mas jà sei que não vou chegar perto do Galliano. Ele não atende a imprensa convidada. Quando terminou o desfile da coleção prêt-à-porter inverno 008 da Dior em fevereiro passado, ele percorreu toda a passarela com uns 20 seguranças a seu lado fazendo a escolta. Tem "gentofobia". Eu também talvez tivesse se fosse ele.











E os àrabes que tanto habitam Paris com suas roupas maravilhosas também entraram. É a parte cash da guerra mostrada por Galliano. Sobre a moda coisas que a gente jà tem visto: o branco com sapato prateado, as calças largas de fundilho idem, o camuflado. A echarpe àrabe é igual a que Nicolàs Guesquière usou na Balenciaga feminina. Eu jà tenho a minha. Comprei semana passada em Amsterdam. Paguei 9 euros.









E esses mal-encarados gallianescos usam trench-coat. Aqui todo mundo usa sempre. As variações de bolsos e comprimentos são bem-vindas. Comprei um marinho ontem na liquidação da Gap. Paguei 44 euros. Vai virar uniforme para usar com meu primeiro sapato Chanel, também comprado na liquida... Depois eu mostro as fotos...











Estou com a palavra hoje. Tem dias que a gente tem mais vontade de escrever. Sei là porquê. Mentira. Sei sim. "A mentira é uma verdade que esqueceu de acontecer", escreveu um dia Mario Quintana. Na veia. Voltado ao Yamamoto ele fez muita roupa larga, com bolsos e as johdpurs...










O casaco desse primeiro look é igual ao que postei ontem num gato nas ruas de Paris. O azul ganha novas lavagens e esses ternos são òtimos para os magros que curtem andar largadões, pero no mucho .É o desgrenhado arrumado.







Branco no Yamamoto aussi ( também em francês). Copiou??????








E das passarelas caio na ruas com rock na preferência de alguém que deve ter inspirado Galliano...











Acredito nisso. Todos os homens do mundo inspiram quem cria. O tempo todo. Eles viajam. Vêem como o povo anda por ai e essa visão acaba criando sempre aquilo que a gente jà viu...









Você não acha? Faltam mangas, mas o cabelo é pensado...É isso aì. Em algum detalhe os humanos são diferentes. É sò reparar. Eu to indo. Hoje tem desfile da Louis Vuitton às 17 horas no Tênis Clube de Paris. Eu vou. Depois tenho Ungaro e mais tarde a Kenzo e sua Origami Island Party. Bisous A +



PS: Rei adorei seu post. Menção especial para você hoje.

MODA PARIS: Moschino e Roberto Cavalli visitam cafas e anos 70 em Milão. E aqui a street fashion nua e crua...


E Milão terminou para começar Paris. Hoje aproveito para mostrar Moschino numa coleção que confirma as linhas de tudo que a gente viu no blog essa semana. Momentos de roupas para o Plìnio, arrumadinho e riquinho. Gravatinhas, calças xadrez e tudo mais que engoma, mas que podem ser derrubadas em looks que os que tem a mão para uma produção sabem fazer...










E teve também o Roberto Cavalli que joga para frente a mania dos Wayfarer e confirma o uso de vàrios bolsos nas calças...Quem não tiver grana para comprar Cavalli na grife pròpria pode esperar setembro e aproveitar a coleção que ele vai lançar na H & M...












O estilista italiano fez uma mescla entre os ousados e com pé no brega e os cafajestes sedutores que abrem a camisa para fazer a gente amar esse tipo de roupa. Causa justa baby... O azul royal não sai ano que vem. Ainda bem. Atualmente é minha cor favorita...









E não é que na Moschino também tem o sìmbolo de paz que a D & G usou nas estampas preto e branca? Os anos 70 vão estourar forte. O movimento hippie e tudo mais ... Pode crer. E na Cavalli viream os casaquinhos que se usava nos conjuntos safàri... Sò estão faltando as capagangas... Quem lembra disso? Faz parte da série cafajestes...










É tão generosa a moda masculina. Ela sempre garante a permanência de alguns acessòrios por mais tempo que para nòs mulheres. O chapéu do Peter Doherty muda de cor e complementa os looks da Moschino. E olha o que està por aì de volta!!! Os òculos espelhados furta-cor... Retrô ao extremo...












E ontem eu inaugurei minha màquina nova. Pena que o tempo estava cinza ( hoje està igual), mas não perdi as poses dos turistas mestiços. O casaco do gato é febre aqui..









As calças de muitos bolsos das passarelas pela feira do 16° arrondissement bem usada por um dos vendedores de bijouterias...









Nem parece, mas é verão em Paris...A feira ontem estava fria assim...








E começaram ontem os Soldes, as liquidações francesas... O centro da cidade, nos arredores da prefeitura, fervia de gente e a sintonia do sapatinho branco das ruas é perfeita com vitrines e passarelas 008...











Mas Paris tem muito mais que moda. Proliferam manifestações diàrias de vida. O pão dos pàssaros servido na frente da catedral Notre Dame me serve como delìcia na tentativa em fazer boas fotos... Bisous A+...



PS: Valeu Samuel!!!Adoro os comentàrios...

MODA PARIS: D&G, Gucci, Dsquared e Calvin Klein. Em Milão o circuito continua com rock, branco...



Sargent Peppers dos Beatles està no imaginàrio da criação. O desfile da D&G em Milão juntou isso ao street fashion inglês e ainda colocou o som hip hop do Just Jack para tocar. Tudo a ver com o que tenho visto nas ruas de Paris e vi em Amsterdam... Ainda bem que eu jà tinha dito. Procuro não ler muito o que as crìticas de moda falam para não me influenciar. Assim testo minhas antenas. E elas estão afinadas...







A edição de hoje vai ser assim. Comentàrios lineares dos desfiles a gente encontra em outros lugares. Aqui não. Vou vendo interpretando e comentando. As roupas da Dsquared são muito legais. Fazem seu papel no mercado de vendas. Hoje mesmo vi na feira aqui perto de casa (de onde acabo de chegar. Estava testando minha màquina nova, uma Nikon D40X) um rapaz com um boné deles e pensei isso...O tema da coleção é Fòrmula 1 e os macacões são a melhor parte. Tenho um parecido com o dela, sò que o meu é liso. Jà reeditei hà alguns dias...










Gostei de tudo na coleção D&G. Principalmente das estampas em preto e branco com os sìmbolos da paz. Um retrô que não cheira a mofo e tampouco é pretensioso. Pureza que estava faltando...Não gosto de homem que transparece a preocupação com a beleza. Tem que soar natural. Nas mulheres também. É bom um toque meio desarrumado. Nem que seja o comportamento...








Aqui tem Calvin Klein com mais macacão. Gucci com um Dandy rock'n'roll e um gato da D &G no melhor espìrito preto is beautiful...C'est très jolie...










Os engomadinhos tem a coleção da Gucci. É perfeita para eles. A grife é bàrbara, mas no masculino faz roupas para o primo rico do Mauricinho. Para mim ele se chama Plìnio e veste esse tipo de terninho, usa o bigodinho fino e detesta por o pé na areia...Tem que ter roupas caras para eles. O terno com camiseta por baixo e um tênis todo batido ficaria lindo... É questão de adequar...










E ontem mostrei o tênis prata nas vitrines de Paris. No verão 008 da Gucci tem sapatinho metàlico... Lindo para usar com calças velhas e desbotadas rock anos 68...










E os meninos da Calvin Klein parecem enfermeiros... O corte das roupas é òtimo e a proposta é essa mesmo. Assepsia total... Homem que também não põe o pé na areia esse..







E esses dias eu recebi um comentàrio anônimo tão mal-educado que acabei deletando. Jà falei que anonimato é covardia e coisa e tal. Uma das pedradas que levei foi de ter colocado que o branco estava na moda por aqui e ...sorry baby ele està mesmo. Calvin Klein, Gucci e D&G não me deixam mentir...










Mas se a Gucci veste o Plìnio, ela veste os herdeiros do estilo do Mick Jagger... Frida Gianinni sabe das coisas. Contenta uma fatia certa de seus clientes e chama novos... J'adore a calça slim verde, a jaqueta perfecto e o cabelinho. Para relembrar Jagger nos seus aùreos tempos ( que para mim durarão para sempre)...











Agora eu jogo a bola de rugby que a Chanel fez para frente e vou para as ruas de Paris testar minhar Nikon. Te cuida Mario Testino!!! Avedon vai ganhar uma substituta!!!Bisous enormes... A+




PS: A bola é porquê esse ano tem a Copa do Mundo de Rugby na França...Serão dois meses. Começa dia 7 de setembro e vai até 20 de outubro...

MODA PARIS: Emporio Armani homenageia Gianfranco Ferré...Branco total nas passarelas e ruas..E mais um beijo na boca...


E ontem em Milão a figura de Gianfranco Ferré como moldura do desfile de Empòrio Armani. A morte do estilista italiano semana passada deixou uma tristeza no ar...








Como moda muito branco. Ternos de linho mais soltinhos e as calças agarradas nas panturrilhas, intituladas como Jodphurs ( iiii sò dà elas agora em vàrias versões)...









Ainda a presença do azul para o verão 2008 e de materiais como vini. Rock com os coletinhos sequinhos. Sabe que até eu estou quase comprando um para mim? Achava meio old, mas de repente, como sou metamorfose ambulante, quase acho indispensàvel um look assim...








Armani sempre deixa qualquer homem lindo, ainda mais quando jà o são. O terno é lindo, renovado e pode sim substituir os modelos mais caretas nas festinhas contemporâneas... Para quem é metrossexual sem problemas e frescuras, porquê os muito arrumadinhos jà deram "no saco" parafraseando Fernanda Young em seu livro Aritmética...Falando nessa obra eu recomendo total...Não gostava da Fernanda até lê-la. Agora gosto muito. Acho indispensàvel tê-la no currìculo...










E daì como o blog esta nesse momento "homem" vão algumas imagens das vitrines de Paris encharcadas de branco de todos os tipos...Com prata...










Com cobra num modelo clàssico mocassim... Queria fazer adendo: odeio mocassim para mulheres. Não tem o que me faça mudar de idéia e isso é raro nas minhas opiniões de uma maneira geral. Sempre mudo quando percebo que posso "estar sendo" burra. Ah! Estar sendo é ridìculo, mas eu faço de propòsito, senão esse blog fica muito normal e não é essa a intenção...








Mais um look que não deixa dùvidas do que é agora em Paris e confirma que quem comprar peças brancas, càquis, marinhos, pretas, florais esse ano vai poder usà-las ano que vem...








Um passeio por Saint Germain de Prés e me abasteço de imagens. Esse look é o màximo. Calça slim, mocassin bacana, blazer marinho, capacete diferente e até a motoca, lambreta é glitter...







E ontem fui ao Louvre levar uma amiga que passa uns dias aqui em Paris comigo. E olha sò a transeunte nos Jardins de Tulleries: ela esqueceu mesmo a parte de baixo. A antiga morada de Maria Antonieta continua protagonizando momentos quentes. A menina chamava tanto a atenção que o povo se virava. Olha: com esse corpo ela pode tudo. Queiramos gostar ou não...







E no clima hot de terça-feira chuvosa de verão eu vou para a rua ver o que acontece...Agenda? Desfiles masculinos Kenzo, Louis Vuitton, Martin Margiela... Ganhei até um convite-origami da Kenzo para uma island-party na sexta que eu vou obviamente. Semana que vem tem alta-costura com desfiles de Chanel e visita ao apê que a Coco morava no Ritz para ver as jòias e ainda a apresentação da Dior em Versailles, a outra casa da Maria Antonieta. São sò 200 convidados eu eu estou dentro, melhor, nòs estamos todos là... O blog inteiro... O beijo????? Esse ai para todos que ousam amar a vida como ela é...

MODA PARIS: Alexander McQuenn, Dolce & Gabbana, Prada e Versace. Jà é verão masculino 2008 em Milão...


Pois não é que os homens estão em Milão com suas coleções e o branco firma sua aparição até para o ano que vem. As primeiras imagens são do inglês Alexander MacQueen. Ele fez uma coisa meio rock'n'roll de base ( aquele que começou em 1939 e foi até 1959 e que eu vi ontem na expo na Fundação Cartier, espia o link aqui) e também misturou referências turìsticas e esportivas....









Quero dizer roupas de neoprene como calças slim de surfista e as camisas estampadas bem no estilo Palm Beach...







Entrou até o patchwork numa imagem que, para mim, remete ao louco seguidor do dràcula no filme de Copolla baseado no livro de Bram Sotcker...










Depois dei uma espiada na coleção Dolce & Gabbana e também achei gatos que viajam e gostam de uma estampa, branco e càqui. Todos devidamente preparados para o ventinho frio que vez por outra sopra na Europa com seus foulares no pescoço ( uma instituição aqui)...







Na zona comportada os homens da Dolce & Gabbana usam terninhos, coletes e gravatinhas bem fininhas... Totalmente retrô...











E o que eu mais gostei de toda a coleção foi essa calça cheia de bolsos. Como serà que ela chama ou serà chamada? Mas é do tipo que eu penso em usar... Uma coisa interessante nessa fase da dupla é que eles trabalham mais em cima do metrossexual...Muito interessante tudo isso...











E a Miuccia Prada também colocou seus homens apertadinhos em roupas que parecem pijaminhas de bebê. Casaquinho justo por cima e muitas estampas...A Prada homem não tem a mesma força motora que a feminina em disparar febres mas...









Faz uma linha de acessòrios geniais e reais como essas pastas coloridas que servem para qualquer homem usar... Veja a coleção completa aqui










E a Versace traz a versão masculina de Donatella. Seus homens são seus clones. Passam por uma fase bem mais sequinha, minimalista e chique...








Os ternos tem um leve brilho que não chega a ofuscar. A jaqueta branca remete ao rock e o corte desse ultimo casaco é meio bizarro... Enfim uma palhinha das coleções de Milão. Amanhã tem mais. Dedico o dia de hoje aos meus leitores homens que jà reivindicaram minha atenção aqui!!! Bisous!!! Bacios!!!A+

LinkWithin

Posts relacionados