SEMANA DE MODA DE PARIS: prêt-à-porter inverno 2008 da Dior tem cores, luxo e muita pele, Balenciaga tira moda das ruas e Gaultier da Escòcia..


E Jonh Galliano continuou na viagem dos origamis e da década de 5O para fazer o prêt-à-porter de luxo da Dior outono-inverno 008. Uma explosão de cores fortes invadiu a passarela...







Os longos como o branco usado pela brasileira Flàvia Oliveira cheio de origamis ou preto, também com referências japonesas foram uma remessa à coleção alta-costura que o blog mostrou no final de janeiro...






A visita à decada de 50 também apareceu, apesar da coleção não ter sido "nominada" no material que a imprensa recebeu antes do desfile...







Mas quem jà acompanha o trabalho de Galliano sabe que no prêt ele faz um desdobramento da alta...Casacos enormes, amplos, bem « Audrey Hepburn ». Mantôs, tailleurs, vestidos e capas…Exageros nos saltos.







Fendas enormes para mostrar sensualidade com o aplique de bordados do atelier Lesage que faz esse tipo de trabalho para as maisons hà mais de 100 anos..







Os chapeùs foram feitos por Sthepen Jones em parceria com a Dior. A maior parte dos casacos tem detalhes de pele de raposa ou vison. Alguns são inteiramente em couro de cobra...Tudo luxuoso e comercial. As excentricidades foram deixadas de lado...







Quem também se apresentou ontem aqui em Paris foi Jean Paul Gaultier....Uma viagem à Escòcia com visita a outras fases...Aqui um vestido inteiro de crochê, especialidade dos artesãos da Gaultier...









Como é um mestre a gente respeita e tira o chapéu para ele: Gaultier faz mais do mesmo e faz bem...Esse xadrez amarelo, por exemplo, jà foi usado ano passado por ele...Estava em suas vitrines aqui da loja da avenida George V...








Tailleurs no marrom-terra ( tinha na coleção masculina), trenchs em diferentes versões como este comprido em tecido estampado ou ainda o maxi-casaco verde para usar por cima de um mini de paetês preto...





Essa mescla é que torna o trabalho de Gaultier tão especial. Porque fica dificil entender tudo sem saber que ele é um artista que busca referências em vàrios lugares e sobretudo nas ruas..





Então falar em Escòcia é apenas um mote, porque ele vai trabalhar outras coisas e a gente vai ter uma amplitude nesse ponto de partida criativo...






Por falar em rua quem foi para elas foi Nicolas Guesquière com uma coleção totalmente diferente do que ele tinha feito até agora para a Balenciaga...
Os casacos variam entre curtos, estilo colegial inglês, acolchoados e acinturados com enormes cintos ou ainda mais compridos também com a cintura marcada.






Na nova trip Balenciaga tem até batik nas estampas de alguns vestidos, tem saias curtas com pequenos babadinhos, tem sandálias que parecem feitas de brinquedo Lego e outros modelos como botas, mas com os dedos, ou melhor, as meias coloridas azul-turquesa, à mostra



Guesquière não gosta de comparações com o mestre Cristobal Balenciaga. Quer fazer sua própria história. E dessa vez fez um patchwork de influências culturais contemporâneas. Usa sobreposições, faz vestidos que não grudam ao corpo e que são estampados com referências África ou ainda um apanhado de tecidos com pedaços de franjas douradas...Tudo para dar um estilo pessoal ao trabalho da grife....

SEMANA DE MODA DE PARIS: prêt-à-porter outono-inverno 2008 de Viktor e Rolf, Martin Margiela, AF Vandervost e uma prévia DIOR


Mulheres caixas de som ou mulheres cabides ? Ou holandesas que avançaram no tempo e entraram no século 21 munidas de seus proprios holofotes e caixas de som ? Sensação estranha passada pelo desfile da dupla holandesa Victor & Rolf em sua apresentação no prêt-à-porter outono-inverno 008 aqui em Paris...





Uma coleção ampla com casacos em couro que podem ser capas também. Vestidos longos em inocentes estampas florais ou xadrez. Seres esquisitos que usam os tradicionais tamancos do pais de origem da dupla que imprimiu sua logo neles.







Maison Martin Margiela. Ele, monsieur Margiela, não fala jamais com a imprensa e cria uma mistica a seu redor. Na passarela ombreiras enormes de 50 cm nos casacos, vestidos, blusas, enfim um exagero mesmo.








As cores fortes aparecem. Rosa choque, amarelo fluor, preto, branco e muitas leggings por baixo de tudo isso. Outra coisa : franjas grossas em saias. Tudo para usar com scarpin e bota.







Depois o blog foi ver AF Vandervost. A pele de carneiro de novo ( a gente ja tinha visto no Robert Normand ontem). As fotos foram feitas por mim mesma, por isso não liga porque estava todo mundo apertado para ver o desfile...





Vermelho posto na linha de frente, num inverno que vai ser colorido mesmo...





E o tricô feito à mão, nessa onda de roupa artesanal reafirma o discurso de moda sustentàvel...






Mudando de estação: desfile da Dior hoje à tarde no Jardim de Tulleries. Uma enorme tenda armada para ver mais uma coleção de Galliano para a grife. Là fora, antes de ver a apresentação um povo todo cheio de estilo: preto, branco, plumas, rendas, strass, botinhas curtas, jaqueta perfecto, cabelo carré e muitos bichinhos para pendurar no celular e na bolsa que depois serão fotogrados como personagens nessa onda de colocà-los em lugares esquisitos e fazê-los "viajar" pelo mundo...











Uma palhinha do que o blog vai mostrar e contar. Muita pele de raposa colorida, mantôs, tailleurs e vestidos chiquérrimos...







E mais origamis ( Galliano fez uma coleção alta-costura verão 2007 agora no final de janeiro inspirado na década de 50 e na madade Butterfly)...BEM AMANHA TEM MAIS QUE ISSO AQUI TA UMA CORRERIA E A COLEÇÃO INTEIRA AMANHÃ....

SEMANA DE MODA DE PARIS: Balmain e Rick Owens com rock e mulheres gélidas...


E das grandes maisons francesas quem fez seu desfile ontem aqui em Paris foi a Balmain. Uma coleção muito parecida com a do verão passado baseada nos curtos, brancos, pretos e pratas...E ai vêm os drapeados, para disfarçar a magreza das modelos???...








Ao som do “The Cure” a proposta da grife desenhada por Christophe Decarnin foi se desdobrando em minivestidos em diversas fases ora com ombrinhos ora com plumas na barra...






A idéia rock'n'roll traz de volta as calças "bocas de sino", combinadas com camisetas e bolerinhos com mais plumas... Nada de pele ou de algo muito quente...







As aplicações de rendas de metal (apareceram também nas calças), são a principal novidade nesse trabalho...E o tecido brocado é lindo...As cinturas ganham atenção com cinturões parecendo de prêmio de campeonato de box, tudo sem tirar o ar feminino das peças...






Otimas as botinhas com detalhes em cristal. Verdadeira febre nas ruas jà. Nos desfiles da alta-costura tinha muita gente usando esse modelo com saia curta mesmo ou com calça slim...






As franjas "charleston" vieram em casacos e também em vestidos...Tudo simples e chiquérrimo...












Rick Owens deu uma aquecida geral na sua passarela colocando peles de vison, de carneiro e pelo de cavalo nas botas...








Seguindo uma linha de trabalho parecida com a que seu ex-assistente Gareth Pugh fez na semana de moda de Londres, Owens orbita entre o irreal e o humanóide. Cores também frias como a argila, marrom, marfim e preto.





A coleção trata a mulher como um ser meio esquisito, sensualidade zero.

SEMANA DE MODA DE PARIS: começa hoje!!! 66 desfiles em oito dias e a gente tà aqui. E mais o filme da Chanel inpirado em Godard...


E foi dada a largada da ultima semana de moda ( e a melhor) das temporadas internacionais outono-inverno 008. São oito dias e 66 apresentações oficiais. Ainda tem uma turma que faz parte do off mostrando suas coleções. E o blog aproveita para contar um pouco do que pode ser rolar por aqui...Essa foto tirada de um editorial da Elle do final de janeiro ( aqui ela é semanal) com Julie Ordon é para falar sobre a volta das modelos mais sexys...







Então essa matéria mostrando vàrias atrizes e modelos que são mais "cheinhas" e lindas como a Charlize Teron é uma tentativa de trazer à tona esse tipo de modelo. Sò que nessa temporada as tops muito magras ou muito novas podem não desfilar no line-up oficial. Foi criado no ultimo dia 25 de Janeiro por Xavier Bertrand, Ministro da saúde francesa, um grupo de controle. O presidente é o psiquiatra infantil Marcel Rufo...








A patrulha do governo francês tem dois meses de ação e vai atingir também a publicidade. Eles vão "bloquear" quem eles julgarem não estar nos padrões corretos de peso e idade . Aqui mais uma das citadas pela Elle como "Nova atitude sexy": a atriz francesa Alice Taglioni...







Vai uma novidade quente: não é sò no cinema que "La Môme" apelido de Edith Piaf anda rondando. Agora é nome de um perfume da Balmain que por sinal desfila hoje...







E eu acabo de chegar da apresentação de Robert Normand, estilista francês que segue carreira solo depois de ter trabalhado com Lanvin e até com o brasileiro Ocimar Versolato...O show dele tinha musica ao vivo e foi no Palais de Tokio, um museu com uma instalação-urso enorme jà na entrada...







A mùsica era das meninas do Au revoir Simone e foi uma agradàvel surpresa sair de casa com o frio e vento forte de hoje e conhecer esse trio de cantoras ao vivo e a cores no meio da moda...







Na passarela nada de modelos robustas, pelo contràrio, meninas magérrimas, sem nenhuma expressão no rosto. As roupas foram do marfim, passando pelos florais até chegar no preto. Normand é conhecido pelo trabalho em malha que faz e em Paris é vendido na loja Colette...





Fora dela a hostess do desfile com uma roupa muito legal e sapato verde mais ainda...Adorei...Por isso fiz a foto...










E para finalizar uma cena do filme de Godard "O despeito" em francês "Le Mépris" que agora a Chanel reinterpreta na campanha de seu batom Rouge Allure. A célebre cena de Brigitte Bardot, nua sobre a cama, fazendo charme para Michel Piccoli, foi reproduzida com ela, uma de nossas garotas "sexys" de hoje Julie Ordon e vai rodar nos cinemas e na televisão a partir do dia 3 de março... O filme foi feito por Bettina Rheims e tem direção de Jacques Helleu, diretor artistico da Chanel...

Quer ver o making-off? Entra aqui

MODA PARIS: mais Milão Versace e Pucci duas grifes tradicionais colocam cor na passarela...

A grife de Donatella Versace continua também na mesma linha de Cavalli de ficar mais requintada...A irmã do grande Gianni Versace demorou um tempo para se firmar. Problemas com drogas, internações e uma quase falência. Agora as coisas caminham melhor e suas coleções são o reflexo disso...A top Daria aqui com um vestido branco no encerramento da apresentação...






Mas Versace tem muito mais que um branco quase bàsico para seus padrões. Tem um azul iluminador, um tom diferente daquele mais escuro que a gente tem visto desde o ano passado. A cor dà o toque de extravagância, mas as linhas das roupas são simples...






Outra cor necessària para 008 serà o vermelho. Se Versace não inventa nada de novo, pelo menos não estraga...





E faz vàrios tipos de tailleurs para vender mesmo...Tem a roupa para ousar, aquelas tapete vermelho e uma linha mais simples para o day-by-day da mulher que usa e "paga" Versace...










O bege da bolsa esteve em vàrios looks da coleção e é uma volta consolidada...Vide Prada..Se ela fez a gente jà sabe...Agora essa simplificação nos desfiles tem outra conotação: evitar as còpias. Não abrir o jogo. Depois dentro das lojas as raridades aparecem, muitas vezes são mostradas em salas especiais nessas grandes boutiques...






Sò a cliente que realmente eles sabem ter condições de comprar vê. O resto nem sabe que essas peças foram criadas. É uma reação natural do mercado...Aqui um resumo da Versace..





E outra marca italiana super copiada é a Pucci. Icone das estampas psicoldélicas anos 70 ela hoje é desenhada pelo inglês Matthew Williamsom e ainda conserva o mesmo ar de quando era desenhada por Emilio Pucci...






Sò que agora eles investem em outros looks sem estampas. É uma roupa para ser guardada como preciosidade. Tem qualidade e història...








E, independente de tendências, a Pucci sempre brinca com cores e diferentes tipos de fazer mais do mesmo...





Uma Pucci é incomparàvel aos olhos de quem conhece um pouco de moda. Tudo os macacões com casacos de pele colorido..Um bom mergulho nos anos 70...Sem saudosimos. Renovação com fundamento e isso é bom...

LinkWithin

Posts relacionados