Moda Paris: Verão 2008- Jean Paul Gaultier, Balenciaga, Viktor e Rolf,Patrick Demarchelier, Coco Iman, Marithe e Fraçoise Girbaud..


E o cinema sopra a moda de Jean Paul Gaultier. O estilista francês que jà declarou criar inspirado nas ruas e nos filmes que ama e vê encheu de piratas sua apresentação verão 2008. Um ar de Piratas do Caribe total. Jack Sparrow passou por ali. Lily Cole top inglesa com cintos amarrados aos seios e chapéu em estampa camuflada...




Uma clara representação do que falo: rua e cinema: Faz tempo que o blog mostra os camuflados por ai e mês passado a capa da Vogue Itália foi nesse clima. Gaultier verão 2008 então tem shorts e saias e muito patchwork, marca das suas criações...



E o que mais? O marrom-claro, as calças bombachas saroel. Tenho uma foto divina que fiz ontem de uma menina que foi ao desfile de Viktor e Rolf quer ver???

Olha ela:

Totalmente consolidadas...




E depois de toda a caravana pirata com saias mais compridas atrás armadas em tule, outras longas listradas e o uso também do preto-e-branco eis que...Surgem as noivinhas de Gaultier... Eram várias com diversas propostas diferentes, inclusive com cigarro na mão e a tal calçinha que ai no Brasil chama de hot pants
. Mostro Chanel Iman linda durante e...



Depois de Gaultier. Encontrei com ela na saída de um desfile e a top não baixa a cabeça para fotógrafo não. Faz o sorriso e entra para o halldas minhas preferidas... Não adianta ser apenas em frente holofotes, tem que ter postura fora também...


Viktor e Rolf...


Nada de discursos dessa vez em Viktor e Rolf. A boca de Shalom Harlow serviu como porta de entrada e saìda para um desfile com vestidos em tons claros, o nosso conjuntinho estilo smoking de cada dia e ainda o modelo-enfeite-violino no final da apresentação. Continuo achando que o negócio da dupla holandesa é faturar com a venda de perfumes, empurrada pela mídia gerada pelos desfiles da marca...



Balenciaga...

Dessa vez Nicolas Guesquiéré mudou de rumo de novo na coleção. Vestidos curtos e floridos com corte oriental e por vezes imensas ombreiras ou mangas em cascata de tecidos são a onda do estilista...



Ou ainda a estampa xadrez em rosa e branco em tafetà para uma apresentação que foi quase toda de looks idênticos... As botas-sandálias são lindas e vão ser vendidas nas lojas??? Ou a gente vai continuar a ver a grife em revistas e no corpo de algumas escolhidas como Charoltte Gainsbourg, Carine Roitfeld e Gemma Ward????





O contraponto de Balenciaga: esses conjuntos metálicos em tecidos parecendo neoprene. A marca permanece viva e em mutação...




Marithe + Françoise Girbaud


O estilista da dupla entrou com uma câmera na mão no final da apresentação e queria chamar a atenção para a questão água no planeta. Nos bastidores, após mostrar roupas voltadas para o público jovem com + cinza, branco, preto e um toque vermelho na sua base, Françoise declarou que as roupas não tem importância nenhuma e sim o seu discurso de salvar a àgua do planeta... Então tà...



No corre-corre...

Patrick Demarchelier grande fotógrafo de moda entrando no desfile da Dior, anteontem no jardin de Tuileries...


Mais moda Paris no outro blog que você linka na abertura desse..
Bisous A+

3 comentários:

Anônimo disse...

gosto muito seu blog sempre confiro Paris, sabe a menina da calça jodiphur , gostei mais do casaquinho só que não deu para ver parte de cima
gostaria de ver camisas (brancas principalmente) mais transadas, grandes e soltas com amarrações,se puder, bjos. regina

Samuel disse...

Ana!
Estou em estado de euforia!! O desfile da Casa Balenciaga foi mais uma vez um divisor de águas no Prêt-à-porte!! assim como a Prada e Jacobs!! Simplesmente estou viajando no "niilismo tecnológico" de Guesquiére, essas estampas são lindas!! Não só vejo looks prontos vejo telas de Gustave Klimt e seus vestidos "nonsense", só que num shape robótico, e o que são essas botas/sandálias, "heroínas teatrais"!!! Formidável!! Entrou em nossa lista de rupturas: Jacobs, com sua sensualidade desconstruída, Prada e sua visão de novos mundos/mercados, e agora o Nicholas com looks prontos, diferente do misture-combine da coleção passada, mas que são de uma criatividade sem igual, é uma mistura de Artes e Moda que resulta num hibridismo impossível de ser copiado!! Beijos vou sonhar que estou num jardim de Claude Monet a conversar com Klimt e com o Guesquiére, tá convidada para o bate-papo, quer??!!rsrsrsrs!! Beijos, te adoro!!!

Juliana Ozol disse...

Oi Ana!
Concordo com o Samuel, essa coleção Balenciaga é realmente um marco. Eu tive a sorte de estar estagiando no ateliê Balenciaga durante a preparação deste desfile. Pude acompanhar de perto todo o processo e sei que o resultado do sucesso da Balenciaga deve-se muito ao lema deles, de que "nada é impossível".

As modelistas têm liberdade total para tentarem o que for preciso, experimentar é a apalvra chave! Por isso resultados tão incríveis e diferentes como o dessa coleção!!

Vou continuar acompanhando tudinho por aqui...
grande beijo!

LinkWithin

Posts relacionados