Moda Paris: Verão 2008 Dolce e Gabanna, Fendi, Milão Fashion Week...


E a imagem de abertura do blog hoje mostra uma virada total no trabalho da Dolce & Gabanna. Adeus mulheres futuristas, metalizadas e sexuais. Chegam flores e leveza numa mudança de rumo de uma dupla que sempre explorou a extravagância assim como Roberto Cavalli...




É certo que o mercado mudou e agora o foco é o Oriente e por isso a suavidade e a pureza das flores e de tecidos brocados chegam melhor aos olhos das novas consumidoras, que não são nem de perto, nem de longe e de lugar nenhum munidas das mesmas liberdades de expressão sexual que as ocidentais.



Mas hà que se pensar na cultura americana também nessa coleção verão 2008? Um ar menos chique e totalmente básico baixa na Dolce e Raquel Zimermann desfila com a camiseta do idolo Steve McQueen. Se para Cavalli foi a Belle Époque, aqui entra a Nouvelle Vague...



Cruzando essas informações visuais a bolsa de mão de pìton. Luxo sempre presente...




Essa coleção foca mais em mulheres normais, sem pirações. De repente até agora essa consumidora não se ligava na Dolce justamente por ela ser agressiva demais. Agora com o toque arte, talvez comprem...



E essa foi a pitada sexy. A transparência detonada agora pelas revistas de moda entre os modelos desfilados...



E talvez essa nova mulher proposta e desejada pelos cofres da grife se sinta mais confortàvel no sapatinho igual ao modelo que a Prada desfilou no começo da semana.




E grandes mudanças e desenhos artísticos também para a Fendi desenhada por Karl Lagerfeld. Comprimentos, texturas, apelo diferente....



Imagino mesmo as orientais usando essas roupas, meio esquisitas até para as mais tradicionais européias...O patchwork também està por aqui...




E o preto-e-branco jà visto nas ruas e passarelas de NY consolida sua reaparição nas mãos de um criador que sempre diz não buscar inspirações no passado...



Mas que se importa com isso? Afinal Karl sabe melhor do que todos nós o que as mulheres querem comprar. Sua roupa de alta-costura para a Chanel é a que mais vende no mundo. E isso que os preços podem chegar até 100 mil euros por uma peça....Os vestidos de jersey com cintos em acrílicos coloridos realmente conferem elegância a qualquer uma e na Fendi põe fim às minissaias curtas do verão passado..




E quando olho esse vestido preto acredito realmente que essa mudança pode ser boa...Sexy and the City total, antes do filme do seriado chegar às telas como log...As tiras de vinil ou couro modernizam o modelo que poderia ser tradicional, mas não é. É aquele toque que muda tudo numa peça...



E por fim o motivo de comemoração da Fendi em 2007: os dez anos da bolsa baguette...
Quer ler mais meus comentários e novas de Milão? Entra aqui
Volto amanhã com mais Milão e as prévias de Paris....
Bisous A+

Nenhum comentário:

LinkWithin

Posts relacionados