Moda Paris: New look, Jean Paul Gautier, Chanel, Calvin Klein, Versace, Kate Moss, Sasha e ainda + a vida como ela é...


E eu quero continuar na història de emprestar as revistas para meus leitores. Primeiro porque o dia não està para sair de casa. Hoje, se eu terminar o blog cedo, vou tentar pegar uma "nesga" de sol que busca vencer as tempestadades dos ùltimos dias. Continuo dizendo " é verão, mas é inverno". Sorte que não investi em todas as sandàlias que desejei comprar. Sorte mesmo. Continuo batendo meu All Star e estou com mais uma coisa no meu saco de desejos: uma parka da Stella Mcartney para a Adidas. Vou aos shows do final de semana com ela. Amy calou-se. Na programação do Rock in Seine seu nome està là, mas li em matérias de outros blogs que ela não vem. Mas a Bjork jà està na àrea. Circula pelo Sul da França. E domingo vou vê-la. Chega de divagações... Que isso aqui acaba virando um livro...


Ontem falei do new look. Mais Vogue inglesa com a Sasha fotografada pela Corinne Day... Nessa matéria eles dão tchau para todas as referências 60, smock dresses e tal... Não sei não. Em mulheres muito magras esse novo look da Miu Miu funciona, mas e quem não é????






Foto da campanha do Gaultier com a Sasha Pivovarova (é, essas russa poderiam ter sido trocadas na maternidade sim. Hà que se fazer um esforço para decifrà-las). Jà confunde tudo e coloca o minimal do new look por àgua abaixo. Gaultier faz uma mistura que aproxima a moda das ruas. É nelas onde estilista francês tira grande parte de suas inspirações, além do cinema..





Em terras da Chanel as linhas são retas e mais longas, mas não se engane... essa é apenas uma das facetas da grife. Regra para angariar clientes novas e manter as antigas...





E a Versace permanece fiel à Kate Moss. Essa sim bem minimalista. Que virada. Serà que as Spyce Girls vão se adaptar a essa roupa ou serà que Donatella vai voltar a ser exagerada na volta do grupo inglês???? Não imagino a Victoria Beckham tão comportada no palco não. Aliàs não a imagino no palco. Ainda bem...Prefiro sonhar com a Bjork e com a Amy em rehab total...




Mas minimal mesmo é a Calvin Klein. Os comprimentos são todos mais longos e as linhas justas, mas não a ponto de marcar demais. Vejo Jil Sander aì...





Compre jà!!!!!

Eu jà tenho a minha camisa vestido com manga meio bufante. Peça fundamental mesmo. Vale com meia, com jeans e sem nada por baixo...




E està vendo como a moda é traiçoeira? Se os ingleses matam o slim, a Yves Saint Laurent, sob o comando de Stefano Pillati, coloca nas lojas 40 peças que podem ser usadas juntas. É uma boa formar kits indispensàveis. Para quem não tem tempo de pensar todo dia numa produção diferente. Por isso as leggings, slims e afins emplacaram tanto. Por serem pràticas...






E enquanto chove là fora, sigo folheando a Vogue inglesa e olha o que eu encontro: um editorial de mulheres novas e bem maduras. Chà das cinco para todas com direito a peles, brilhos e luxo...



Why not? A moda é para todos e é democràtica. Fim à ditadura . Òtimo. Eu jà estou nessa hà tempos. Gostei de ver a sintonia do blog com a Vogue.


E dia desses...


Eu estava fotografando e essa senhora passou pelas minhas lentes. Ao me ver voltou para bater um papo. Queria saber para que eram as fotos e tal. Se eu gostava da França etc... Diria que ela estava no seu casual day...







E essas outras duas passeavam numa tarde linda de sol. Gostei das cores das roupas, do chapéu e da elegância. É bom aprender com elas...






O chapéu em todas as cabeças e em vàrios formatos mostra que sempre està na moda quem tem elegância para carregà-la. E a moda a gente carrega dentro da gente. A roupa ajuda, mas sua essência està na nossa alma....






Para encerrar e confundir. Eles (da Vogue inglesa) dizem não às bailarinas, mas publicam uma foto delas com astral rock. E agora???? Continuo usando todas as que tenho. Em Paris coisa melhor não hà. Bisous A+






Viva Portugal!
Viva o Japão!
Viva Curitiba!
Viva todos os meus litores!
Viva o sol que começa a sair là fora e talvez e deixe sair para fotar!



Ps: queridas leitoras que querem saber mais da minha vida e trajetòria profissional. Entrem aqui para ver minha biografia. E aqui para ver algumas das matérias publicadas por mim em outras mìdias. São 17 anos de profissão. São milhares de coisas...Fica difìcil enumerar...Adoro todos os comentàrios!

2 comentários:

Samuel disse...

Oi Ana!!
Passada a "ressaca"(rsrsrs!!) da festa de comemoração, voltemos ao trabalho, pq a moda e a vida não pode parar, né? "Ça va", para dizer a verdade, sobre essa morte ou vida do new look, prefiro ficar com a liberdade de se usar o que quiser, mas se tb for para escolher, foco para o futuro, uma silhueta mais Jil Sander, e o Francisco Costa (brasileiro, das Gerais como eu, de uma cidade tão pequena que poucos conhecem, Guarani é o nome!!)está fazendo isso com muita propriedade! Agora que liberdade de escolha no que vestir é tudo, todos já sabem, mas o que é ter a sabedoria da idade e ainda ter estilo??!! Bato palmas para as vovós-fashion, tanto a modelete e principalmente para as das ruas de Paris!!! "Gatosas"! (sei essa é velha e Kitsh, mas Kundera já falou agente nasce e morre no Kitsh, então pq negá-lo!!). Quero muito um chapéu, a la Pete Doherty, mas ainda não achei um legal e não sei se vou ter coragem de usar!! Enfim ainda tenho alguma timidez-fashion, mas com o tempo supero!! Beijos Ana; vou dar uma dica, se a chuva não dá trégua, corre para ver um "filmito", sempre distrai!!!hahaha!!

soraia disse...

o meu segundo comentário :)

Duvido que se deixem de usar as skinny jeans e as sabrinas (ou bailarinas cm lhe chama!)..n há nada mais confortável e prático! Eles (da Vogue inglesa) tão fora :P

Gostei da foto do "chá das cinco" :) este inverno tou decididíssima a aderir aos casacos de peles (Falsas!), e até já encontrei umas bem engraçadas agora nas novas colecções de inverno! Acho que é uma moda que vai pegar!Que acha?

Beijo

LinkWithin

Posts relacionados