MODA PARIS: John Dodelande você conhece? Eu sim... Novas impressões da cidade...



E pronto desembarquei em Paris. Foi no sàbado, mas a correria pela rua para constatar o que acontece começou no domingo. Dia de eleições legislativas. Cidade lotada. Sol pela manhã. Chuva insistente à tarde. Fiz o trajeto de meu bairro até Saint Germain a pé. Sorvi a cidade, seu cheiro, som e pessoas. Depois de um tempo parada no famoso Café de Flore para abastecer. Café, coca-cola e um club sanduiche. De repente olho para frente e eis que surge esse prìncipe aì: John Dodelande.







Todo arrumado, calça jeans, cabelos pretos, um blazer azul clarinho de botões dourados, camisa colorida por baixo. Um relògio incrìvel... Miragem????








Não. O prìncipe devidamente calçado com um sapato de veludo azul royal e meias amarelas é estilista, escritor, designer de mòveis. Dodelande foi uma surpresa para mim. Não resisti. Pedi para fazer uma foto, coisa que raramente faço, prefiro as flagradas. Dei meu cartão de jornalista. Recebi prontamente o seu...









Entre um clique e outro fiquei sabendo. Dodelande tem uma loja em Saint Tropez e um atelier aqui em Paris. Ele deve beirar os 20 anos e eu, ao ceder minha mesa para ele se proteger da chuva, fui convidada a lhe telefonar e passar para conhecer melhor seu trabalho. Chegando em casa conferi tudo pela internet. Fiquei impressionada com a concentração do moço no caminho da moda... Ligo logo????




Antes de chegar ao Flore jà tinha fotografado a vitrine da Kenzo e notado os sapatos brancos em destaque...Na verdade foi mais de uma ao longo de quase quatro quilômetros de caminhada...










E ao sair do encontro com o prìncipe para fugir da chuva fui pegar um taxi. Pois não é que o sapato branco jà està nas ruas???Os modelos tem um bico meio quadrado e ficam despojados usados com calças claras.. Com escuras nem pensar...











A foto não ficou boa, mas queria mostrar que a calça futurista da coleção 2007 da Balenciaga é de verdade. Està nas araras da loja da George V. Vou voltar para ver quanto custa e tentar fotografà-la melhor...







Andando por aqui me sinto de volta ao lar. O segundo ou terceiro que tenho nessa vida. A proximidade da moda me faz respirar melhor. É como seu me sentisse aliviada por todos os dias publicar notas e apostas que tem a ver com a realidade. Exemplo? Os camuflados again...






Uma amiga que veio comigo para Paris disse ter lido em alguma revista brasileira que os saltos anabelas estavam fora de moda...Como assim? Olha a vitrine da Kenzo para rejeitar tudo que decreta o fim de algo na moda... Por aqui sò se transmutam coisas, formas e conceitos...Abortar somente os preconceitos...









E por fim são quase 23h. Ainda està claro. Uma maravilha ter um dia tão longo para aproveitar e ver que a moda pode ser absorvida cedo...








...ou tarde...Ela não tem idade... Bisous A +

Um comentário:

Samuel Mendes Vieira disse...

Essa atmosfera realmente é inigualável, todos que vão a Paris se apaixonam pela cidade, eu não vejo a hora de debutar e conhecer a cidade que sempre esteve em meus sonhos!! Espero que tenha feito um bom trajeto, e já começou os posts bem, eu já tinha ouvido falar no John Dodelande é muito bom ver talento em gente tão nova, tenho 23 anos e isso só impulsiona a correr atrás de seus ideáis!! Beijos!!

LinkWithin

Posts relacionados