Jean Paul Gaultier the last prêt-à-porter show in images...


































Prefiro não falar. As imagens mostram. As coisas estão precisando de renovação. Gaultier sai do prêt-à-porter. "Ainda temos a couture", diz Carine Roitfeld na saída do show. Ainda temos muito a ver.
É uma parte do show que termina.
Bisous
A+

PFW SS15...Strike a pose! Nina Ricci...Tuileries..

Apenas uma pose entre muitas, mas uma pureza no olhar. Um sentimento de que a moda sempre tem seus escapes. Dia lindos. Paris cheia. Ameaça de bombas no metrô. Cardápio novo no Costes. Transparências. Rasgados. Anos 60. Fim da mania da bolsa. Muitas t-shirts. Chique é ser discreto. Todo mundo cansou do show off. Vontade de bater nos japas e chineses ( por não respeitarem o tempo de cada um com um personagem). Um espírito de recohecimento entre os que já chegaram antes. Paris continua sendo a festa que Hemingway descreveu no século passado. A diferença? Acho que talvez nenhuma. Muitos personagens. Muita doideira, mas muita história da moda se construindo. Sábado tem a despedida do Jean Paul Gaultier do prêt-à-porter. E a gente ( eu!!!) que cheguei a achar que era a alta-costura que iria morrer. Que nada. O que morre é a ostentação. Ninguém quer mais isso. O que se quer é um luxo discreto. Aquele que você curte entre os seus. Sem alardes.
A moda vai para onde? Para as flores enormes, para o vintage, para o desconstruído e para a valorização do que é único.

Sempre vem mais em algum momento.

Som???




Bisous
A+



Estamparia internacional... London Fashion Week... Nirvana...






Um momento da moda de rua? As estampas! Os comprimentos mais longos. O vintage. O xadrez. Os anos 70 e os 90. Nada de muito diferente, mas um respiro mais suave. Sai o peso dos grandes volumes e entram silhuetas mais longilíneas. Nada de desleixo. Os rasgados começam a desaparecer, mas não completamente. Não existe mais essa palavra. Tudo é reaproveitado. 




Trends? Duas peças/ Croppeds



Capas longas/ Mochilas/ Pijamas again! 
Menos logos, mais personalidade.
Fica o desafio no ar.
Na Europa, ele já é realidade.
Cansam os modelos que todos têm.
A vez é da individualidade.
Bisous
A+

Som????



                                                AMO MUITO! XXXX

LinkWithin

Posts relacionados